O engenho motor da informatização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v6i2.1988

Palavras-chave:

Informatização, Informação informatizada

Resumo

O desenvolvimento desse trabalho se fundamentou integralmente nas idéias de Pierre Lévy. Começamos por uma reflexão sobre a “máquina universal”, fundamento da informática e da informatização, se passará em revista sua instituição, buscando em Ludwig Wittgenstein suas raízes filosóficas, até mesmo metafísicas. Por último, uma breve análise do paradigma da informática deve formalizar as principais conclusões desta exposição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Murilo Cardoso de Castro

Possui graduação em Administração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1976) , mestrado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996) , doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999) e doutorado em Doutorado Sanduíche pela Universite de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1999) . 

Raquel Cardoso de Castro

Possui graduação em Letras pela PPUC-Rio (1999), mestrado em Ciência da Informação pelo IBICT/MCT (2001) e doutorado em Comunicação pela UFRJ (2005). Atualmente é Professora Visitante no PPGCOM da UFJF. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Teoria da Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: midiologia e educomunicação.

Referências

BADIOU, A. Le concept de modèle. Introduction à une épistémologie matérialiste desmathématiques. Paris: Maspero, 1969.

BARDINI, T.; HORVATH, A.T. The social construction of the personal computer user. J Commun, Austin, v.45, n.3, p.40-65, 1995.

BAREL, Y. Propos de travers ou la transversalité, in Lucien Sfez (dir.), dictionnaire critique critique de la communication. Paris: PUF, 1989.

BARRETT, W. The illusion of technique. New York: Doubleday, 1978.

BOUGNOUX, D. Introdução às ciências da informação e da comunicação. Petrópolis: Vozes, 1994.

BOUGNOUX, D. Novas formas de se estar junto. Correio da UNESCO, Rio de Janeiro: FGV, 1995.

BRETON, P. Histoire de l’informatique. Paris: La Découverte, 1987.

BRETON, P.; PROULX, S. L’explosion de la communication. La naissance de une

nouvelle idéologie. Paris: La Découverte, 1989.

BRETON, P. Le sens des mots: l’apparition des termes ‘informatique’, ‘ordinateur’ et ‘information’. In: TINLAND, F. (ed.) La techno-science en question. Seyssel: Champ Vallon, 1990.

BRETON, P. À l’image de l’homme: du Golem aux créatures virtuelles. Paris: Seuil, 1995.

CURLEY, K.F.; PYBURN, P.J. Intellectual tecnologies: the key to improving whitecollar productivity. Sloan Manage Rev, Cambridge, v.24, n.1, p.31-39, Fall 1982.

DELACAMPAGNE, C. Histoire de la philosophie au XX Siécle. Paris: Seuil, 1995.

ESCARPIT, R. L’information et la communication: theorie generale. Paris: Hachette, 1991.

FREDERICK, H. Computer networks and the emergence of global civil society. In: HARASIM, L.M. (ed.). Global Networks: computers and international communication.. Cambridge: MIT Press, 1993.

FRIEDMANN, G. Sete estudos sobre o homem e a técnica. São Paulo: DIFEL, 1968.

LALANDE, A. Vocabulaire technique et critique da la philosophie. Paris: PUF, 1993.

LAND, F. Is an information theory enough? Comput J, London, v.28, n.3, p. 211-215, 1985.

LANGEFORS, B. Theoretical analysis of information systems. 4.ed. Philadelphia: Studentlitteratur Auerbach, 1973.

LEÃO, E.C.; et al. A máquina e seu avesso. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1987.

LÉVY, P. La machine univers: creation, cognition et culture informatique. Paris: La Découverte, 1987.

LÉVY, P. Les technologies de l’intelligence: l´avenir de la pensee a l´ere informatique. Paris: La Découverte, 1990.

LÉVY, P. L’idéographie dinamique: vers une imagination artificielle?. Paris: La Découverte, 1991.

LÉVY, P. De la programmation considerée comme un des beaux-arts. Paris: La Découverte, 1992.

LÉVY, P. L’intelligence collective. Pour une anthropologie du cyberespace. Paris: La

Découverte, 1995.

LÉVY, P. O que é o virtual?. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

LOJKINE, J. A revolução informacional. São Paulo: Cortez, 1995.

LYYTINEN, K. Different perspectives on information systems: problems and solutions. ACM Computing Surveys, New York, v.19, n.1, p.5-46, 1987.

MCCULLOCH, W.Embodiments of mind. Cambridge: MIT Press, 1988.

MCCULLOCH, W., PITTS, W. A Logical Calculus of the ideas Immanent in Nervous Activity. Bull. Math. Biophysics. [s.l.], n. 5, p. 115-133, 1943.

MATTELART, A. Comunicação-mundo: histórias das idéias e das estratégias. Petrópolis: Vozes, 1994.

MATURANA, H., VARELA, F. De máquinas e seres vivos. Autopoiese, a Organização do Vivo. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

NEEDLEMAN, J. The heart of philosophy. Londres: Routledge, 1983.

RIBEIRO, D. Apresentação. In: BONSIEPE, G.. “Tecnologia” da tecnologia. São

Paulo: Edgard Blücher, 1983.

RUYER, R. A cibernética e a origem da informação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1972. SERIS, J.P. La technique. Paris: PUF, 1994.

SCHUMACHER, E. F. Small is beautiful: Economics as if people mattered. New York: Harper and Row, 1973.

VARELA, F.; THOMPSON, E.; ROSCH, E. L’inscription corporelle de l’esprit. sciences cognitives et expérience humaine. Paris: Seuil, 1993.

WEIZENBAUM, J. Computer power and human reason: from judgment to calculation.. San Francisco: Freeman, 1976.

WINNER, L. Autonomous technology. Technics-out-of-control as a theme in political thought. Cambridge: MIT Press, 1977.

WINNER, L. ROSEMBLUETH A., BIGELOW J. Behavior, Purpose and Teleology. Philosophy of Science, 10 (1943): 18-24.

Wittgenstein, L. (1922) Tratado Lógico-Filosófico. Investigações Filosóficas. Lisboa:

Fundação Calouste Gulbenkian,1995.

Downloads

Publicado

2009-03-13

Como Citar

CASTRO, M. C. de; CASTRO, R. C. de; CASTRO, J. C. de. O engenho motor da informatização. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 7, n. 1, p. 45–70, 2009. DOI: 10.20396/rdbci.v6i2.1988. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1988. Acesso em: 25 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos