Banner Portal
Trajetória da biblioteca pública no Maranhão Provincial
PDF

Palavras-chave

Biblioteca pública do Maranhão
Maranhão provincial
História da biblioteca pública

Como Citar

CASTRO, Cesar Augusto; PINHEIRO, Ana Luiza Ferreira. Trajetória da biblioteca pública no Maranhão Provincial. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 38–50, 2006. DOI: 10.20396/rdbci.v4i1.2034. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2034. Acesso em: 15 jul. 2024.

Resumo

Análise da trajetória da Biblioteca Pública do Maranhão desde a sua criação em 1829, no Convento do Carmo, até 1889. Formada inicialmente com o apoio dos homens da elite e de populares, desde a sua gênese até o advento da República, a Biblioteca Pública passou por diversas situações, ora de pleno abandono e ora de apogeu. Nesse particular, resgata-se o ofício do bibliotecário e diretores que fizeram brotar as iniciativas para a “socialização” do livro e da leitura no Maranhão oitocentista. A partir desta pesquisa histórica, pode-se compreender o papel que a mesma assumiu na formação da intelectualidade maranhense e na constituição do campo educacional, sendo o espaço privilegiado de convergência de idéias e saberes de professores, jornalistas, políticos o que ensejou na fundação da Oficina dos Novos, Sociedade Cívica das Datas Nacionais, Academia Maranhense de Letras, jornais, revistas e outras ações que favoreceram a São Luis ser denominada de Atenas Brasileira. Para o resgate dessa trajetória pesquisou-se em fontes como jornais, relatórios e falas de Presidentes de Província, legislação, iconografias entre outros documentos que possibilitaram traçar os seus caminhos e descaminhos, na constituição do seu acervo e da sua estrutura física. Conclui-se que esta pesquisa ao revisitar o passado revela as contradições na formação das bibliotecas públicas e abre-se um debate para a necessidade de investigações que busquem fazer emergir a história e memória dessas instituições no Brasil.
https://doi.org/10.20396/rdbci.v4i1.2034
PDF

Referências

CUNHA,. A Biblioteca pública no cenário da sociedade da informação. Revista Biblos. v.15, n.4,p.67-76,abril, 2003.

FERNANDES, H. Administradores maranhenses: 1822-1928. São Luís, Imprensa Oficial, 1929.

HISTÓRIA da instrução pública no Maranhão. O Combate, São Luís, 10 abr. 1857.

MARANHÂO. Leis, Decretos, etc. Regimento da Biblioteca. SNT, 12p.

MARQUES, C. A. Dicionário histórico-geografico da Província do Maranhão. São Paulo: SUDEMA,1970.

MORAES, J. Guia histórico da Biblioteca Pública Benedito Leite. São Luís: FUNC, 1973.

OLIVEIRA, A. A. Conversas públicas na Escola Normal. Maranhão: Tipografia do Paiz, 1872.

RELATÓRIO do Presidente da Província do Maranhão, o Doutor João Lustosa da Cunha Paranaguá na abertura da Assemblea Legislativa Provincial no dia 3 de maio de 1859. Maranhão: Typographia J.M.C. de Farias,1859.

RELATÓRIO que o Exmo. Snr. Presidente da Província do Maranhão, o Doutor Lafayette Rodrigues Pereira apresentou à Assemblea Legislativa Provincial no dia 3 de maio de 1866. Maranhão: Typographia J.M.C. de Farias,1866.

VIVEIROS, J. Benedicto Leite: um verdadeiro republico. 2. ed. São Luís: Departamento de Imprensa Nacional,1960.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2006 Cesar Augusto Castro, Ana Luiza Ferreira Pinheiro

Downloads

Não há dados estatísticos.