Banner Portal
Estudo de usuários on line
PDF

Palavras-chave

Estudos de usuários
Barreiras na comunicação
Internet
Responsabilidade social
Agregados de informação

Como Citar

NATHANSOHN, Bruno Macedo; FREIRE, Isa Maria. Estudo de usuários on line. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 3, n. 2, p. 39–59, 2005. DOI: 10.20396/rdbci.v3i1.2053. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2053. Acesso em: 17 maio. 2024.

Resumo

Trata-se de um estudo de usuários baseado na perspectiva da responsabilidade social da Ciência da Informação, considerando um agregado de informação disponível na Internet. O objetivo foi o levantamento do perfil dos usuários, para detectar suas preferências em relação ao sítio, assim como a investigação sobre o uso que se faz de um espaço que produz informação política, econômica e social. Para tanto, foram desenvolvidos mecanismos de interatividade para que, ao mesmo tempo em que houvesse a coleta de dados por parte do profissional da informação proporcionasse a participação, por parte dos usuários, para a possibilidade de transformar a estrutura desse agregado. Processo que se baseou na metodologia da Pesquisa-Ação, identificando e apresentando as barreiras na comunicação, como resultado final do processo de intervenção científica.
https://doi.org/10.20396/rdbci.v3i1.2053
PDF

Referências

ARAUJO, V.M.R.H. de. Estudo dos canais informais de comunicação técnica: seu papel na inovação tecnológica, na transferência de tecnologia e na administração de pesquisa. 1978. Dissertação. (Mestrado Ciência da Informação) - CNPq/IBICT – UFRJ, Rio de Janeiro, 1978.

BARBROOK, R. Manifesto Cibercomunista. Folha de S.Paulo, São Paulo, 3 out. 1999 p. 4-6. Caderno Mais.

BARRETO, A. de A. Perspectivas da Ciência da Informação. Revista de Biblioteconomia de Brasíla, v. 21, n. 2, 1997.

BARRETO, A. de A. A eficiência técnica e econômica e a viabilidade de produtos e serviços da informação. Ciência da Informação, v. 25, n. 3, 1996. Disponível em: < www.ibict.br/cionoline.>.

BARRETO, A. de A. A questão da informação. São Paulo em Perspectiva, v. 8, n. 4, out./dez. 1994.

BELKIN, N. J., ROBERTSON, S. E. Information Science and the phenomenon of information. JASIS, v. 27, n. 4, 1976.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede. 9. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

DRUCKER, Peter. Harvard Business Review, Janeiro-fevereiro de 1995. In: MORAES, D.(Org.). Globalização, Mídia e Cultura Contemporânea. Campo Grande: Letra Livre,1997.

FARRADANE, J. Knowledge, information and information science. Journal of Information Science, v. 2, 1980

FIGUEIREDO, N. M. de. Estudos de Uso e Usuários da Informação. Brasília: IBICT, 1994.

FREIRE, G. H. de A. Construindo um hipertexto com o usuário. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 3, set./dez. 2000. Disponível em: < www.ibict.br/cionline.>.

FREIRE, I. M. A Responsabilidade Social da Ciência da Informação e/ou O Olhar da Consciência Possível sobre o Campo Científico, 2001. Tese (Doutorado Ciência da Informação). - CNPq/IBICT-UFRJ/ECO, Rio de Janeiro, 2001. Disponível em: < www.isafreire.pro.br.>.

FREIRE, I. M. Informação, Consciência Possível, Campo: um exercício com construtos teóricos. Ciência da Informação, v. 24, n. 1, jan./abr. 1995. Disponível em:

www.ibict.br/cionline/.>.

FREIRE, I. M. Transferência da Informação Tecnológica para Produtores Rurais: estudo de caso no Rio Grande do Norte. 1987. Dissertação (Mestrado Ciência Informação).-CNPq/IBICT-UFRJ/ECO, Rio de Janeiro, 1987. Disponível em: < www.isafreire.pro.br.>.

FREIRE, I. M; ARAÚJO, V. M. H. de. A responsabilidade social da Ciência da Informação. Transinformação, v. 11, n. 13, jan/abr. 1999. Disponível em: < www.isafreire.pro.br.>.

FREIRE, I. M; FREIRE, G.H. de A. Navegando a literatura: o hipertexto como instrumento de ensino. Transinformação, Campinas, v. 10, n. 2, 1998.

GOLDMANN, L. A criação cultural na sociedade moderna: por uma sociologia da totalidade. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1972.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, M. N. A globalização e os novos espaços da informação. Informare, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1/2, jan./dez. 1997.

LÉVY, P. Cibercultura. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 1999.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 3. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1998.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. São Paulo: Editora 34, 1993.

LYMAN, P.; VARIAN, H. R. Mar de Informação: como armazenar os 250 megabytes de informação que cada pessoa produz? Inteligência Empresarial, n. 7, abril 2001.

MATTELART, A. História da sociedade da informação. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

MITCHELL, W. City of Bites: space place and the infobahn. DataGramaZero, v. 1, n. 3, jun./00. Resenha. Cf. http://mitpress.mit.edu/e-books/city_of_bites.

MORAES, D. de. (Org.). Globalização, Mídia e Cultura Contemporânea. Campo Grande, Letra Livre, 1997.

NATHANSOHN, B. M. Estudo de usuários on line: barreiras no processo de interatividade. 2003. Dissertação (Mestrado Ciência da Informação)- CNPq/IBICT – UFRJ/ECO, Rio de Janeiro, 2003.

REVISTA Inteligência Empresarial, n. 14, jan. 2003.

SANTOS, M. Por uma Geografia das Redes. In: A Natureza do Espaço: técnica e tempo; razão e emoção. São Paulo, Hucitec, 1997.

THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-Ação. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

WERSIG, G. Information Science: the study of postmodern knowledge usage. Information Processing & Management, v. 29, n. 2, 1993.

WERSIG, G. Communication theory and user analysis; the communication theory frame of reference. FID/CONGRESSO INTERNACIONAL DE DOCUMENTAÇÃO, Buenos Aires. Anais... Buenos Aires: FID, 1970.

WERSIG, G. & NEVELING, U. The phenomena of interest to information science. The information scientist. v. 9, n. 4, 1975.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2005 Bruno Macedo Nathansohn, Isa Maria Freire

Downloads

Não há dados estatísticos.