Fontes de informação utilizadas por executivos

Autores

  • Silas Marques de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v1i2.2078

Palavras-chave:

Gestão do conhecimento, Informação para executivos, Recursos humanos, Sistemas de informação

Resumo

O trabalho discute o papel dos sistemas de informação nas empresas, e apresenta as fontes de informação internas e externas mais utilizadas na opinião de 45 gerentes de SI que participaram de um estudo de campo. O estudo apresentado se insere no contexto da informação empresarial e tem como objetivo principal discutir o papel dos sistemas de informação no processo decisório dos executivos, levando em consideração as fontes informacionais externas e internas utilizadas pelos mesmos. Um estudo utilizando questionário realizado entre 45 gerentes de SI de empresas brasileiras revelou que maioria dos sujeitos preferem, com relação a fontes externas, informações oriundas de pessoas em detrimento de informações documentadas formalmente, coincidindo com as fontes internas de maior preferência. Mais da metade, indicaram que consultam seus colegas gerentes de outras áreas da organização para obter informações, indicaram consultar os executivos superiores os subordinados. Fontes de informações documentais eram consultadas por menos da metade dos gerentes de S.I. O estudo conclui que é provável que os gerentes de SI desconheçam o potencial das fontes de informação bem como não possuam instrução adequada para acessá-las ou utilizá-las de forma eficiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Silas Marques de Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Doutorado em Ciência da Informação pela University of Illinois. Professor titular da Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Referências

AGUILAR, F. Scanning the business environment. New York: Macmillan, 1967.

BERALDI, L. C. Impacto da tecnologia de informação na gestão de pequenas empresas. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 1, p. 46-50, jan./abr. 2000.

BERTOLUCCI, K. The information audit: an important management tool. Managing Information, v. 3, n. 6, June 1996.

BORGES, M. E. N. A informação como recurso gerencial das organizações na sociedade do conhecimento. Ciência da Informação, v. 24, n. 2, p. 181-188, maio/ago. 1995.

BUTCHER, H. Why don’t managers use information? Managing information. v. 4, n. 4, p. 29-30, May 1997.

CHOO, C. W. Perception and use of information sources by chief executives in environmental scanning. Library and Information Science Research, v. 16, p. 23-40, 1994.

DAFT, R.; LENGEL, R. Organizational information requirements, media richness and structural design. Management Science, v. 32, n. 4, p. 554-571, May 1986.

DAVENPORT, T. H. Ecologia da informação. São Paulo: Futura, 1998.

D’ERCOLE, R. Dinheiro a conta-gotas. Pequenas Empresas Grandes Negócios. v. 10, n. 110, p. 58-61, maio 1998.

DRUCKER, P. F. The information executives truly need. Harvard Business Review, Jan./Feb. 1995.

FLIPPO, E. B.; MUSINGER, G. M. Management. 5. ed. Boston: Allyn & Bacon, 1970.

FULD, L. M. Descobrindo os ativos ocultos de informação de sua empresa. IN: FULD, L. M. Administrando a concorrência. Rio de Janeiro: Record, 1988. p. 56-84.

JONES, J. W.; McLEOD, R. The structure of executive information systems. Decision Sciences, v. 17, n. 2, p. 220-249, Spring 1986.

KAYE, D. An information model of organization. Managing Information. v. 3, n. 6, p.19-21, June 1996.

LASTRES, H. M. M. Informação e conhecimento na nova ordem mundial. Ciência da Informação, Brasília, v. 28, n. 1, p. 72-78, jan./abr. 1999.

MCKENNEY J. L.; KEEN, P. G. W. How manager’s minds work, Harvard Business Reveiw, v. 74, n. 3, p. 79-90, 1996.

MIRANDA, R. C. R. O uso da informação na formulação de ações estratégicas pelas empresas. Ciência da Informação, Brasília, v. 28, n. 3, p. 284-290, set./dez. 1999.

MORESI, E. A D. Delineando o valor do sistema de informação de uma organização. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n.1, p. 14-24, jan./abr. 2000.

OPPENHEIM, C. Managers’ use and handling of information. International Journal of Information Management, v. 17, n. 4, p. 239-248, 1997.

PITASSI, C.; LEITÃO, S. P. Tecnologia de informação e mudança: uma abordagem crítica. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 42, n. 2, p. 77-87, abr./jun. 2002.

REZENDE, Y. Informação para negócios: os novos agentes do conhecimento e a gestão do capital intelectual. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. 1, p. 75-83, jan./abr. 2002.

SAPIRO, A. Inteligência empresarial informacioanl: a revolução informacional da ação competitiva. Revista de Administração de Empresas, Rio de Janeiro, v. 33, n. 3, p. 106-124, 1993.

SKYRME, D. J. Knowledge management. oxymorn ou dynamic dou? Managing Information, v. 4, n. 7, p. 24-25, Sept 1998.

SMITH, A. Information and the small company. Managing Information, v. 3, n. 7/8, p. 38-41, July/Aug., 1996.

WILSON, T.D. Tools for the analysis of business information needs. Aslib Proceedings, v. 46, p. 19-23, Jan. 1994.

Downloads

Publicado

2004-12-13

Como Citar

OLIVEIRA, S. M. de. Fontes de informação utilizadas por executivos. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 18–40, 2004. DOI: 10.20396/rdbci.v1i2.2078. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2078. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos