As contradições da sociedade da informação e a formação do bibliotecário

Autores

  • César Augusto Castro UFMA
  • Maria Solange Pereira Ribeiro UNICAMP/BAE

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v1i2.2079

Palavras-chave:

Sociedade da informação, Bibliotecários

Resumo

Duas questões norteiam este trabalho: as contradições da sociedade da informação e a formação do chamado profissional da informação. Essa denominação adotada pelos bibliotecários, nas últimas décadas do século passado, e seus fazeres têm sido marcados pela dualidade, ora com uma visão progressista, ora conservadora. Conduzimos a nossa reflexão em dois momentos que se completam. Procuramos pontuar o papel que o bibliotecário assumiu na sociedade brasileira, em seguida, reportamo-nos à maneira como pensamos o seu papel social e político nessa sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

César Augusto Castro, UFMA

Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Maranhão (1988), mestrado em Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1993) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1998). Pós Doutor em Educação pela USP (2006) e pela Universidade do Porto (2011). Professor Associado IV da Universidade Federal do Maranhão integrando os Programas de Pós-graduação em Educação e o Curso de Biblioteconomia. Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Pará Representante na Região Nordeste da Sociedade Brasileira de História da Educação. Coordenador do Núcleo de Estudos e Documentação em História da Educação e Práticas Leitoras (NEDHEL). Desenvolve estudos e pesquisa sobre História da Educação, História do Livro e da Leitura e História das Bibliotecas e da Biblioteconomia. Pesquisador Produtividade do CNPq.

Maria Solange Pereira Ribeiro, UNICAMP/BAE

Solange Ribeiro de Oliveira, é Professora Colaboradora e Professora Emérita da UFMG e Professora Aposentada da UFOP, com pós-doutorados nas Universidades de Berkerley e Carolina do Norte (EUA) e livre docência na Universidade de Londres. Pesquisadora do CNPq, tem publicado extensamente na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada, principalmente nas seguintes linhas de pesquisa: critica cultural, estudos inter-artes e estudos de intermidialidade. 

Referências

AFONSO, C. Sociedade da Informação? São Paulo: Edições do Autor, 2000.

AZEVEDO, F. de. Relação escola e biblioteca. Revista do Livro, n.54, p. 18-27, jan./mar., 1997.

BAGGIO, R. A sociedade da informação e a infoexclusão. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 2, p. 16-21, maio/ago. 2000.

BERMAN, M. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1986. 360p.

BRASIL. Ministério de Ciência e Tecnologia. Livro Verde. Brasília: MCT, 2000.

CASTRO, C. A. Profissional da informação: perfis e atitudes desejadas. Informação e Sociedade, João Pessoa, v. 10, n. 1, p. 142-156, jan./jul. 2000.

CASTRO, C. Trajetória da Revista do Livro: a ação editorial do INL. São Paulo: [s.n.], 1997. 29p. Mimeo.

CASTRO, C; RIBEIRO, M. S. P. Sociedade da informação: dilema para o bibliotecário. Transinformação, Campinas, v. 9, n. 1, p. 17-25, jan./abr. 1995.

CUNHA, L. A . A universidade crítica. 2. ed. São Paulo: Francisco Alves, 1998.

DEMO, P. Ambivalência da sociedade da informação. Ciência da informação, Brasília, v. 29, n. 2, p. 37-42 maio/ago. 2000.

ELCH, L. The modern information professional: a very personal definition. FID News Bulletin, v. 44, n. 4, p. 47-48, mar. 1994.

FGV divulga pesquisa mapa do fim da fome. Disponível em: . Acesso em : 17 jul. 2000.

GUIMARÃES, J. A. C.; GUAREZZI, S. Divulgação profissional: uma proposta pedagógica como suporte ao desenvolvimento da profissão bibliotecária no Brasil.

Transinformação, Campinas, v. 6, n. 1/3, p. 43-59, jan./dez.1994.

GUIMARÃES, M. L. dos S. Atuação do profissional bibliotecário da Biblioteca Central da Universidade Estadual do Maranhão. 2000. Dissertação (Mestrado em Ciências da

Informação) – Universidade de Brasília.

IBGE. Dados estatísticos. Disponível em <http://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 17 jun. 2000.

LUCAS, C. R. Leitura e interpretação em biblioteconomia. Campinas: Editora da Unicamp, 2000. 91p.

MICHEL, J. Managemente et documentation: nouvelles pour les professionels de information. FID News Bulletin, v. 34, n. 2, p. 37-41, feb. 1993.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2000. 118p.

TARAPANOFF, K. O profissional da informação e a sociedade do conhecimento: desafios e oportunidades. Brasília: [s.d.], 1998.

TERBLANCHE, F. Distance education and continuing education in the library and information profession. Mousaion, v. 13, n. 1/2, p. 170-183, 1995.

Downloads

Publicado

2004-12-13

Como Citar

CASTRO, C. A.; RIBEIRO, M. S. P. As contradições da sociedade da informação e a formação do bibliotecário. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 41–52, 2004. DOI: 10.20396/rdbci.v1i2.2079. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2079. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos