Bibliotheca Alexandrina

Autores

  • Eliane Serrão Alves Mey UFSCAR

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v1i2.2081

Palavras-chave:

Biblioteca de Alexandria, Catálogo

Resumo

A Biblioteca de Alexandria, durante seis séculos, foi o centro cultural do mundo. Reuniu sábios, das mais diferentes procedências, que nela desenvolveram trabalhos e pesquisas de importância fundamental para o conhecimento. Bibliotecários eruditos tornaram acessível ao mundo ocidental obras de toda origem. Calímaco criou uma forma de organização do conhecimento registrado, cuja influência perpassou outras bibliotecas antigas e bibliotecas medievais, chegando até nossos dias. A etimologia de palavras utilizadas na Antigüidade explica seu uso contemporâneo na representação bibliográfica. A destruição da antiga Biblioteca se reveste de lendas, de origens diversas, inclusive aquelas historicamente preconceituosas. Conclui-se com um relato sumário sobre a revivescência e as principais características da nova Bibliotheca Alexandrina, estabelecendo um paralelo entre a antiga Biblioteca e a nova, como símbolos de conhecimento e coexistência entre diferentes seres humanos e suas perspectivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Eliane Serrão Alves Mey, UFSCAR

Iniciou seus estudos em Biblioteconomia no pioneiro Curso da Biblioteca Nacional (fundado em 1911) e graduou-se pela Universidade de Brasília (1978). Obteve o mestrado em Biblioteconomia e Documentação, Universidade de Brasília (1986); o doutorado em Ciências da Comunicação, Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo (1999), área de Ciências da Informação e Documentação. Exerceu a Biblioteconomia como profissional de 1978 a 1987, em Brasília.

Referências

ABDELHADY, L. Research for all at the Bibliotheca Alexandrina. In: GENERAL CONFERENCE AND COUNCIL, 69., 2003, Berlin. World library and information congress. Disponível em: <http://www.ifla.org>. Acesso em: set. 2003.

ACADEMIA DE CIENCIAS LUVENTICUS. Grupo de Cosmología y Astronomía. La biblioteca de Alejandria : pasado y presente 2002. Disponível em: <http://www.luventicus.org>. Acesso em: 18 ago. 2003.

ADORNO, T. W. Palavras e sinais: modelos críticos 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1995. ISBN 85-326-1431-0.

AMAN, M. M. The new bibliotheca Alexandrina: a link in the historical chain of cultural continuity. 2001. ISBN 1050-8147. Disponível em: <http://www.slis.uwm.edu/SLIS/Biliotheca%20book.htm>. Acesso em: set. 2003.

ANDRADE, C. D. Imagem de matança: contra. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, [196-?].

ARAB, S. M. The ancient library of Alexandria and the re-built of modern one. c2000. Disponível em: <http://www.arabworldbooks.com/bibliothecaAlexandrina.htm>. Acesso em: 2 set. 2003.

BIBLIOTHECA Alexandrina: on the ancient library. [2002?]. Disponível em: <http://www.bibalex.org>. Acesso em: 4 set. 2003.

BIBLIOTHECA Alexandrina: the history of Alexandria across the ages. [2002?]. Disponível em: <http://www.bibalex.org>. Acesso em: 4 set. 2003.

BRAGA, R. Guerra. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, [196-?].

CANFORA, L. A biblioteca desaparecida: histórias da biblioteca de Alexandria. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

EDMONDSON, R. Memory of the world: general guidelines to safeguard documentary heritage. Rev. ed. c2002. Disponível em: <http://www.unesco.org>. Acesso em: fev. 2002.

FONSECA, E. N. da. Introdução à biblioteconomia. São Paulo: Pioneira, c1992. (Manuais de estudo)

GRUNBERG, G. Bibliotheca Alexandrina: à mi-parcours. Bulletin des bibliothèques de France, Paris, v. 43, n. 4, 1998. Disponível em: <http://www.bbf.enssib.fr>. Acesso em: fev. 2003.

JACOB, Christian. Ler para escrever: navegações alexandrinas. In: BARATIN, M.; JACOB, C. (Org.). O poder das bibliotecas: a memória dos livros no Ocidente. Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 2000. p. 45-73.

MANGUEL, A. Uma história da leitura. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

SAGAN, C. Cosmos. [S.l: s.n., 198-?]. Série de programas de televisão, apresentada no Brasil pela rede Globo.

SERAGELDIN, I. The bibliotheca Alexandrina: the new library of Alexandria cultural complex. 2001. Disponível em: <http://www.serageldin.net/frameBibalex.htm>. Acesso em: 5 set. 2003.

TOCATLIAN, J. Biblioteca Alexandrina: the revival of an idea. [2003?]. Disponível em: <http://www.unesco.org>. Acesso em: 10 set. 2003.

UNESCO. Bibliotheca Alexandrina: facts and figures. 2003. Disponível em: <http://www.unesco.org>. Acesso em: 10 set. 2003.

VIDAL-NAQUET, P. Um historiador e a busca da biblioteca de Alexandria. Folha de São Paulo, São Paulo, 08 out. 1989.

Wynar, B. S. Introduction to cataloging and classification. 6th. Ed. Littleton: Libraries

Unlimited, 1980.

Downloads

Publicado

2004-12-13

Como Citar

MEY, E. S. A. Bibliotheca Alexandrina. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 71–91, 2004. DOI: 10.20396/rdbci.v1i2.2081. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/2081. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos