Banner Portal
A (r)evolução digital e os dilemas para a catalogação: os cibertecários em atuação
PDF

Palavras-chave

Tecnologia da informação. Organização da Informação. Catalogação. Formação continuada. Cibertecários. Preservação digital

Como Citar

SANTA ANNA, Jorge. A (r)evolução digital e os dilemas para a catalogação: os cibertecários em atuação. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 13, n. 2, p. 312–328, 2015. DOI: 10.20396/rdbci.v13i2.8634632. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8634632. Acesso em: 25 maio. 2024.

Resumo

A (r)evolução digital se apresenta como um dilema impactante nos serviços biblioteconômicos da pós-modernidade. Diante das complexidades que apresentam o ambiente virtual, especificamente ao processo de organização da informação, este estudo objetiva refletir sobre as transformações acometidas ao fazer do catalogador em meio à revolução digital da pós-modernidade. Com esse propósito, por meio de revisão na literatura biblioteconômica da atualidade, discute-se alguns aspectos relacionados a essas transformações, como: o impacto da revolução digital e seus reflexos aferidos à prática da Catalogação; a evolução da biblioteca em meio ao desenvolvimento tecnológico; os novos desafios elencados na organização da informação, e por, fim, discute-se o novo espaço de trabalho do bibliotecário diante das novas tecnologias, sobretudo os impactos condicionados aos fazeres do catalogador. Por fim, evidenciou-se que o catalogador deve sofrer uma metamorfose profissional, adquirindo o perfil de cibertecário, sendo necessário para consumação desse feito, sua formação continuada e o desenvolvimento das qualidades de um moderno profissional da informação.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v13i2.8634632
PDF

Referências

ALVARENGA, Lidia. Organização da informação nas bibliotecas digitais. In: NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.). Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

ANDRADE, Maria Eugênia Albino. Um olhar sobre representações no universo do conhecimento: o caso das micro e pequenas empresa. In: NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.). Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

BORGES, Jorge Luis. Ficções. São Paulo: Abril Cultural, 1972.

BAPTISTA, Sofia Galvão. As oportunidades de trabalho existentes na internet na área de construção de páginas de unidade de informação. In: BORGES, Jorge Luis; MUELLER, Suzana Pinheiro Machado (Org.). Profissional da informação: espaço de trabalho. Brasília: Thesaurus, 2004.

CAMPOS, Luiz Fernando de Barros. Metadados digitais: revisão bibliográfica da evolução e tendências por meio de categorias funcionais. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. 23, n. 1, 2007. Disponível em: < www.brap ci.ufpr.br/download.php?dd0=11673‎>. Acesso em: 20 ago. 2013.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. São Paulo: UNESP, 2002.

CUNHA, Murilo Bastos da. A biblioteca universitária na encruzilhada. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, v.11, n.6, dez. 2010. Disponível em: < http://www.datagramazero.org.br/dez10/Art_07.htm>. Acesso em: 20 fev. 2013.

CURRÁS, Emilia. Ontologias, taxonomia e tesauros: em teoria de sistemas e sistemática. Brasília: Thesaurus, 2010.

DIAS, Eduardo Wense; NAVES, Madalena Martins Naves (Org.). Análise de assunto: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2007.

DIAS, Eduardo Wense. Organização da informação no contexto das bibliotecas tradicionais e digitais. In: NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.). Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2007.

DRABENSTOTT, Karen; BURMAN, Celeste. Revisão analítica da biblioteca do futuro. Ci. Inf., v.26, n.2, 1997. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci /v26n2/v26n2-11.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2013.

GONÇALVEZ, Julia; SOUZA, Renato Rocha. Relações e conceitos em ontologias: teorias de Farradane e Dahlberg. In: Seminário de pesquisa em ontologia no Brasil. Universidade Federal Fluminense. Departamento de Ciência da Informação. Niterói. 2013. Disponível em: < http://www.uff.br/ontologia/artigos/15.pdf >. Acesso em: 20 ago. 2013.

KURAMOTO, Hélio. Sintagmas nominais: uma abordagem no processo de indexação. In: NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.) Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

LANCASTER, F. Ameaça ou Oportunidade?: o Futuro dos Serviços de Biblioteca à Luz das Inovações Tecnológicas. Revista da Escola de Biblioteconomia UFMG, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p.7, jan./jun. 1994.

LEVACOV, Marília. Bibliotecas virtuais: (r)evolução? Ci. Inf., v. 26, n. 2, 1997. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v26n2/v26n2-2.pdf>. Acesso em: 1 abr. 2013.

LIMA, Gercina Ângela Borem. Organização da informação para sistemas de hipertextos. In: NAVES, Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.). Organização da informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet Lemos, 2006.

MADUREIRA, Helaina Oliveira; VILARINHO, Lucia Regina. A formação do bibliotecário para atuar em bibliotecas digitais: uma questão a aprofundar. Perspectivas em Ciência a Informação, v.15, n.3, p.87-106, set./dez. 2010.

NAVES, Madalena Martins Lopes. Estudo de fatores interferentes no processo de análise de assunto. Perspect. Cienc. Inf., Belo Horizonte, v. 6, n. 2, p. 189-203, jul./dez. 2001.

OHIRA, Maria Lourdes Blatt; PRADO, Noêmia Schoffen. Bibliotecas virtuais e digitais: análise de artigos de periódicos brasileiros (1995/2000). Ci. Inf., Brasília, v. 31, n. 1, p. 61-74, jan./abr. 2002.

SANTA ANNA, Jorge; GERLIN, Meri Nadia; SIQUEIRA, Poliana. A tecnologia da informação e seus reflexos no serviço de referência da Biblioteca Central da UFES. In: Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 25, Florianópolis, Anais Eletrônicos..., 7 a 10 de julho de 2013. Disponível em: < http://xx vcbbd.fe bab.org.b r/programa cao/>. Acesso em: 2 out. 2013.

SILVA, Eliana Barboza de Oliveira. Conceituação e aplicação do novo padrão para descrição bibliográfica. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 1, n. 5, p. 113-123, jan. 2012. Disponível em: < http://revista.crb8.org.br>. Acesso em: 20 ago. 2013.

VIDAL, Luciane Paula; CAFÉ, Lígia Maria Arruda. Ontologias e taxonomias: diferenças. Perspectivas em Ciência da Informação, v.16, n.2, p.115-130, abr./jun. 2011. Disponível em: < http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/inde x.php/pci/article/view/200/927>. Acesso em: 21 ago. 2013.

A Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.