Nas causas de um sintoma social o bibliotecário atua: a mediação e uso da informação como fonte de interposição sobre o vírus HIV

Autores

  • Alessandra Nunes de Oliveira Universidade Federal do Pará
  • Jetur Lima de Castro Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v13i2.8635038

Palavras-chave:

Mediação da informação. Ação social. Bibliotecário. HIV

Resumo

Trata da importância que o profissional bibliotecário possui como mediador da informação, frente à realidade dos casos sociais, no que se refere aos conceitos sobre o HIV/AIDS. E a sua seriedade em grupo, para levar assistência através das informações, como alicerces contra as crendices e equívocos a respeito do vírus HIV. A temática é relevante para todas as áreas, pois, apresenta as discussões sobre os preconceitos e mitos no início dos anos 80. Sobretudo tem seus objetivos pautados em abordar a formação social dos próprios profissionais da informação, sobretudo a contribuição do bibliotecário diante de ações sociais concernentes ao contexto e a disseminação do vírus HIV. A metodologia utilizada foi exploratória sobre uma revisão bibliográfica dos, Almeida Júnior (1997) e Marques (2002), entre outros. Em resumo a pesquisa utilizou duas fontes de informações como as bases a MEDLINE, e BVS em que buscou artigos publicados na década de 80, dentre outros encontrados artigos referentes às drogas inibidoras do Vírus HIV entre elas a chamada Zidovudine (AZT). Os resultados mostram a falta de informação, o preconceito no qual ainda perduram no contexto social. Porquanto os profissionais da informação, neste ponto ressalto o bibliotecário, que é imprescindível neste contexto, onde contribui com os profissionais da saúde, para tirar as incertezas, auxiliando nas informações convalidadas para os próprios portadores do vírus e a sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alessandra Nunes de Oliveira, Universidade Federal do Pará

Atualmente é estudante de Biblioteconomia da Universidade Federal do Pará - Campus Belém). Faz pesquisas na área da ciência da informação, tem interesse em temas como comunicação social, comunicação científica, bibliotecas digitais, arquitetura da informação, gestão da informação, marketing da informação, ciências da informação, banco de dados, bases da dados, segurança da informação, tecnologia da informação, competência em informação e inclusão digital. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Informação e Sociedade, atuando principalmente nos seguintes temas: informação e sociedade, mediação da informação, Censura Informacional, serviço de referência e informação, bibliotecas públicas e biblioteconomia. Foi Bolsista Biblioteca UFRA na área de serviço de Referência e processamento Técnico. Estagiou na Biblioteca Unama de Pós- Graduação Campus Quintino e na Biblioteca Jurídica Unama Senador.

Jetur Lima de Castro, Universidade Federal do Pará

Atualmente é estudante de Biblioteconomia da Universidade Federal do Pará - Campus Belém. Estagiário em Gerenciamento, Digitalização de acervos e documentos Antigos no Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), em parceria com Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Biodiversity Heritage Library (BHL). Participa como Pesquisador/colaborador da Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital Cariniana, atuando nos trabalhos de pesquisa dos aspectos técnicos e de gestão dos serviços a serem oferecidos pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia IBICT. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Processos de Disseminação da Informação, digitalização de Documento e Preservação digital. Formou-se como Técnico em Administração de Redes de Computadores pela Universidade Estadual do Pará-UEPA em Parceria com (Serviço de Processamentos de Dados) SERPRO em 2007-2009. Tem Experiência em Tecnologia da informação em Redes de Computadores, Segurança da Informação. Exerceu atividade como Instrutor do Programa Fundo-ver-Sol no Instituto Ciberespacial- ICIBE/UFRA. Tem interesse em temas como informação e comunicação científica, preservação digital, bibliotecas digitais, arquitetura da informação, gestão da informação, marketing da informação, ciências da informação, banco de dados, bases de dados, inteligência artificial, engenharia da informação, informação social, segurança da informação, tecnologia da informação, competência em informação e inclusão digital.

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. Sociedade e Biblioteconomia. São Paulo: Polis, 1997.

ARAÚJO, Lucinha. Cazuza: só as mães são felizes. São Paulo: Globo, 2000.

BARRETO, Aldo de Albuquerque. A estrutura do texto e a transferência da informação. Data grama zero - Revista de Ciência da Informação, v.6, n.3, jun. 2005. Disponível em: < http://eprints.rclis.org/17638/1/DataGramaZero%20%20Revista%20de%20Ci%C3%AAncia%20da%20Informa%C3%A7%C3%A3o%20-%20Artigo%2001-2005.pdf>. Acesso em: 20 jan. 2014.

BRASIL. Ministério do trabalho. Portaria nº 1.927, de 10 de dezembro de 2014. Estabelece orientações sobre o combate à discriminação relacionada ao HIV e a AIDS nos locais de trabalho, cria a Comissão Participativa de Prevenção do HIV e AIDS no Mundo do Trabalho e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União (DOU), 2014. Disponível em: < http://zeroacidentes.com.br/wp-content/uploads/2014/12/PORTARIA-MTE-N%C2%BA-1.927-DE-10-DE-DEZEMBRO-DE-2014.pdf>. Acesso em:15 abr. 2015.

BRASIL. Ministério da saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e AIDS. O remédio via justiça: um estudo sobre o acesso a novos medicamentos e exames em HIV/AIDS no Brasil por meio de ações judiciais. Brasília: Ministério da Saúde, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Aids no Brasil: um esforço conjunto governo-sociedade. Brasília: Coordenação Nacional de DST e aids, MS, 1998.

CAMPELLO, Bernadete. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. Ciência da informação, Brasília, v. 32, n. 3, set./dez. 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ci/v32n3/19021.pdf>. Acesso em: 20 jan. 2014.

CASTRO, César Augusto; RIBEIRO, Maria Solange Pereira. Sociedade da informação: dilema para o bibliotecário. Transinformação, v. 9, n. 1, 1997. Disponível em:< http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/transinfo/article/view/1589>. Acesso em 28 abr. 2014.

CAZUZA o tempo não para. Direção: Sandra Werneck e Walter Carvalho. Produzido: Daniel Filho. Intérpretes: Marieta Severo; Reginaldo Faria; Daniel de Oliveira; Emílio de Mello; Andréa Beltrão. [s.l]: Globo Filmes, 2004. 1 DVD (98 min), color.

CUNHA, Miriam Vieira da. O papel social do bibliotecário. Encontro Biblio Revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, n.15, 2003. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/viewFile/1518-2924.2003v8n15p41/5234 >. Acesso em: 20 jan. 2014.

DEPARTAMENTO de DST, Aids e Hepatites Virais. O que é HIV. Disponível em: < http://www.aids.gov.br/pagina/o-que-e-hiv>. Acesso em: 17 maio 2015.

DOURADO, Inês et al. Tendências da epidemia de Aids no Brasil após a terapia anti-retroviral. Rev. Saúde Pública, v.40, supl. 9-17, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rsp/v40s0/03>. Acesso em: 26 maio 2014.

FERREIRA, Camila da Silva. AIDS: O preconceito no contexto familiar. Rio de Janeiro. 2001. 52 f. Monografia (Especialização em Terapia da família) – Universidade Cândido Mendes, Rio de Janeiro, 2001. Disponível em: http://www.avm.edu.br/monopdf/3/CAMILA%20DA%20SILVA%20FERREIRA.pdf. A cesso em: 15 abr. 2015.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GRANGEIRO, Alexandre; SILVA, Lindinalva Laurindo da; TEIXEIRA, Paulo Roberto. Resposta à aids no Brasil: contribuições dos movimentos sociais e da reforma sanitária. Rev Panam Salud Publica, v. 26, n. 1, 2009. Disponível em: < http://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v26n1/13.pdf>. Acesso em: 23 maio 2014.

LISTON, Rose Cristiani Franco Seco; SANTOS, Plácida da Costa. Representando a Information Literacy “Competências Informacionais” na Biblioteconomia. Revista em questão, v. 14, n. 2, jul./dez. 2008. Disponível em: < http://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/5043>. Acesso em: 22 maio 2014.

MARQUES, Maria Cristina da Costa. Saúde e poder: a emergência política da Aids/HIV no Brasil. Revista História, ciência, saúde – Manguinhos , Rio de Janeiro, v. 2, supl. 2002. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010459702002000400003&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 03 jan. 2014.

MENEGHIN, P. Entre o medo da contaminação pelo HIV e as representações simbólicas da AIDS: o espectro do desespero contemporâneo. Rev.Esc.Enf.USP, v.30, n.3, p. 399-415, dez. 1996.

MIRANDA, Silvânia Vieira. Identificando Competências Informacionais. Ciência da Informação, Brasília,DF, v. 33, n. 2, p. 112-122, maio/ago., 2004. Disponível em: < http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/83>. Acesso em: 26 fev. 2014.

PEREIRA, Adriana Jimenez; NICHIATA, Lúcia Yasuko Izumi. A sociedade civil contra a Aids: demandas coletivas e políticas públicas. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, n.7, jul. 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n7/24.pdf>. Acesso em 23 maio 2014.

PIOVESAN, A. Da necessidade das escolas de saúde pública elaborarem métodos simplificados de investigação social. S. Paulo, 1968. [Tese de Doutorado - Faculdade de Saúde Pública da USP].

SADALA, Maria Lúcia Araújo; MARQUES, Sílvio de Alencar. Vinte anos de assistência a pessoas vivendo com HIV/AIDS no Brasil: a perspectiva de profissionais da saúde. Cad. Saúde Pública, v.22, n.11, p. 2369-2378, nov. 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/csp/v22n11/11.pdf>. Acesso em: 23 maio 2014.

SANTANA, Almir. AIDS no trabalho: Discriminação ainda existe. Infonet, maio 2014. Disponível em: < http://www.infonet.com.br/almirsantana/ler.asp?id=127582&titulo=almirsantana>. Acesso em 20 jan. 2014.

SILVA, Silvia Fernandes Ribeiro, et al. Aids no Brasil: uma epidemia em transformação. Revista Brasileira de análises clínicas, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, 2010. Disponível em: < http://www.sbac.org.br/pt/pdfs/rbac/rbac_42_03/rbac_42_v3_012.pdf>. Acesso em: 03 jan. 2014

SOUSA, A.M. et al. A política de AIDS no Brasil: uma revisão de literatura. J. Manag. Prim. Health Care, 2012; 3(1):62-66. Disponível em: < http://www.jmphc.com/ojs/index.php/01/article/view/38/34>. Acesso em: 19 jan. 2015.

Downloads

Publicado

2015-05-31

Como Citar

OLIVEIRA, A. N. de; CASTRO, J. L. de. Nas causas de um sintoma social o bibliotecário atua: a mediação e uso da informação como fonte de interposição sobre o vírus HIV. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 13, n. 2, p. 229–242, 2015. DOI: 10.20396/rdbci.v13i2.8635038. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8635038. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos