Biblioteca universitária, escolar e comunitária

o caso da biblioteca comunitária “Professora Ebe Alves da Silva” do IFMG

Palavras-chave: Biblioteca escolar, Biblioteca universitária, Biblioteca pública, Educação profissional, Educação e desenvolvimento

Resumo

A Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica ocorrida em 2008, pela lei 11.892, transformou diferentes instituições de ensino técnico federais em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, que são responsáveis pela educação profissional em diferentes modalidades de ensino, promovendo tanto a educação básica quanto a educação superior. Inseridas nesse contexto estão as bibliotecas dessas instituições, que são, concomitantemente, bibliotecas escolares e universitárias. Com o objetivo de demonstrar o papel dessas bibliotecas, motivado pelo questionamento sobre a possibilidade de convivência desses tipos de bibliotecas em um mesmo espaço, apresenta-se um estudo de caso sobre a Biblioteca Comunitária Professora Ebe Alves da Silva, do Instituto Federal de Minas Gerais que, além de escolar e universitária é também “comunitária”, pela sua própria denominação. Para a concretização do estudo de caso foram realizadas entrevistas e aplicados questionários, dirigidos a diferentes atores da comunidade interna e externa da instituição. Os resultados foram submetidos à técnica do Discurso do Sujeito Coletivo – DSC - que ilustrou a discussão, relacionando os aspectos teóricos sobre biblioteca escolar, biblioteca universitária e biblioteca comunitária à realidade da Biblioteca Comunitária Professora Ebe Alves da Silva. A pesquisa concluiu que a biblioteca estudada cumpre os três papéis, constituindo-se em uma agente propulsora da democratização da informação e contribuindo para o desenvolvimento do município.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Helena Maria Tarchi Crivellari, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Brasil. Professora do Departamento de Teoria e Gestão da Informação da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil.
Aline Michelle Sima, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Bibliotecária do IFMG Campus Ribeirão das Neves.

 

Referências

ALMEIDA, Maria Christina Barbosa de. Fundamentos para um projeto de biblioteca escolar. In: MACEDO, Neusa Dias de Org. Biblioteca escolar brasileira em debate: da memória profissional a um fórum virtual. São Paulo: Ed. Senac, 2005a. p. 258-262.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei n. 11.892 de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: 31 ago. 2014.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 31 ago. 2014.

CAMPELLO, Bernadete Santos. Prática baseada em evidência: sustentando a ação da biblioteca escolar por meio da pesquisa. In: _____ (Comp.). Biblioteca escolar: conhecimentos que sustentam a prática. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 7-18.

CARVALHO, Dóris de Queiroz. Bibliotecas escolares: manual de organização e funcionamento. Brasília: Ministério da Educação e Cultura, 1972.

CESARINO, Maria Augusta da Nóbrega (Org.). Bibliotecas públicas municipais: orientações básicas. Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Cultura, Superintendência de Bibliotecas Públicas, 2007. 223 p.

CÔRTE, Adelaide Ramos e; BANDEIRA, Suelena Pinto. Biblioteca escolar. Brasília: Briquet de Lemos, 2011. 176 p.

CUNHA, Murilo Bastos da. A biblioteca universitária na encruzilhada. Datagramazero: Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 6, p.7-10, dez. 2010. Bimestral. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/dez10/Art_07.htm>. Acesso em: 31 ago. 2014.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de Oliveira. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos, 2008. 451 p.

DURBAN ROCA, Glória. Biblioteca escolar hoje: recurso estratégico para a escolar. Porto Alegre: Penso, 2012.

EMATER-MG. 2015. Disponível em:< http://www.emater.mg.gov.br>. Acesso em: 2 jun. 2015.

IBGE. Cidades. 2014. Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/home.php>. Acesso em 10 jan. 2015.

IFLA. Manifesto IFLA/UNESCO para biblioteca escolar. São Paulo, 2000. Disponível em: < http://www.ifla.org/publications/iflaUNESCO-school-library-manifesto-1999>. Acesso em: 9 abr. 2015

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS. Plano de desenvolvimento institucional: IFMG 2014-2018. Belo Horizonte: IFMG, 2015.

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS. Portaria 180 de 30 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o regulamento da Biblioteca Comunitária Ebe Alves da Silva. Disponível em: < http://www.ifmg.edu.br >. Acesso em: 31 ago. 2014.

LEFÈVRE, Fernando; LEFÈVRE, Ana Maria Cavalcanti. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa: desdobramentos. Caxias do Sul, RS: Educs, 2005. 256 p.

LIMA, Etelvina. A biblioteca no ensino superior. Rev. de Biblioteconomia, Brasília, v. 5, n. 2, p. 847-861, jul./dez. 1977.

MACHADO, Elisa Campos. Uma discussão acerca do conceito de biblioteca comunitária. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.7, n. 1, p. 80-94, jul./dez. 2009.

MANGUE, Manuel Valente. Consolidação do processo de informatização em Sistemas de Bibliotecas Universitárias na África do Sul, Brasil e Moçambique. Orientadora: CRIVELLARI, Helena Maria Tarchi. 2007. 307 f., enc. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

PAULA, João Antônio de. Universidade, desenvolvimento e cooperação. In: GAZZOLA, Ana Lúcia Almeida; ALMEIDA, Sandra Goulart (Org.). Universidade: cooperação internacional e diversidade. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006. p. 119-125.

PENA, A. S. et al. A biblioteca universitária em tempos de crise: comparação entre Brasil, Espanha e Moçambique. In: VI Encontro Ibérico EDICIC 2013, 2013, Porto (Portugal). Globalização, ciência, informação: atas. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto CETAC.MEDIA, 2013. v. 1. p. 1598-1617.

PENA, A. S. et al. Políticas institucionais de incentivo à leitura em bibliotecas universitárias: estudos de caso no Brasil, Espanha e Moçambique. In: Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, 18., 2014, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: [s.n], 2014. Disponível em: < https://www.bu.ufmg.br/snbu2014/wp-content/uploads/trabalhos/154-2227.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2015.

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008. 151 p.

TARAPANOFF, K. Objetivos de bibliotecas universitárias. Rev. LatinoAmericana de Documentación, Brasília, v.1, n1/2, p.13-17, 35, 1981.

Publicado
2015-12-04
Como Citar
Crivellari, H. M. T., & Sima, A. M. (2015). Biblioteca universitária, escolar e comunitária. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 14(1), 28-48. https://doi.org/10.20396/rdbci.v14i1.8640597