Banner Portal
Biblioteca universitária, escolar e comunitária
PDF

Arquivos suplementares

Declaração de originalidade de artigo

Palavras-chave

Biblioteca escolar
Biblioteca universitária
Biblioteca pública
Educação profissional
Educação e desenvolvimento

Como Citar

CRIVELLARI, Helena Maria Tarchi; SIMA, Aline Michelle. Biblioteca universitária, escolar e comunitária: o caso da biblioteca comunitária “Professora Ebe Alves da Silva” do IFMG. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 14, n. 1, p. 28–48, 2015. DOI: 10.20396/rdbci.v14i1.8640597. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8640597. Acesso em: 15 jul. 2024.

Resumo

A Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica ocorrida em 2008, pela lei 11.892, transformou diferentes instituições de ensino técnico federais em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, que são responsáveis pela educação profissional em diferentes modalidades de ensino, promovendo tanto a educação básica quanto a educação superior. Inseridas nesse contexto estão as bibliotecas dessas instituições, que são, concomitantemente, bibliotecas escolares e universitárias. Com o objetivo de demonstrar o papel dessas bibliotecas, motivado pelo questionamento sobre a possibilidade de convivência desses tipos de bibliotecas em um mesmo espaço, apresenta-se um estudo de caso sobre a Biblioteca Comunitária Professora Ebe Alves da Silva, do Instituto Federal de Minas Gerais que, além de escolar e universitária é também “comunitária”, pela sua própria denominação. Para a concretização do estudo de caso foram realizadas entrevistas e aplicados questionários, dirigidos a diferentes atores da comunidade interna e externa da instituição. Os resultados foram submetidos à técnica do Discurso do Sujeito Coletivo – DSC - que ilustrou a discussão, relacionando os aspectos teóricos sobre biblioteca escolar, biblioteca universitária e biblioteca comunitária à realidade da Biblioteca Comunitária Professora Ebe Alves da Silva. A pesquisa concluiu que a biblioteca estudada cumpre os três papéis, constituindo-se em uma agente propulsora da democratização da informação e contribuindo para o desenvolvimento do município.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v14i1.8640597
PDF

Referências

ALMEIDA, Maria Christina Barbosa de. Fundamentos para um projeto de biblioteca escolar. In: MACEDO, Neusa Dias de Org. Biblioteca escolar brasileira em debate: da memória profissional a um fórum virtual. São Paulo: Ed. Senac, 2005a. p. 258-262.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei n. 11.892 de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm>. Acesso em: 31 ago. 2014.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 31 ago. 2014.

CAMPELLO, Bernadete Santos. Prática baseada em evidência: sustentando a ação da biblioteca escolar por meio da pesquisa. In: _____ (Comp.). Biblioteca escolar: conhecimentos que sustentam a prática. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 7-18.

CARVALHO, Dóris de Queiroz. Bibliotecas escolares: manual de organização e funcionamento. Brasília: Ministério da Educação e Cultura, 1972.

CESARINO, Maria Augusta da Nóbrega (Org.). Bibliotecas públicas municipais: orientações básicas. Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Cultura, Superintendência de Bibliotecas Públicas, 2007. 223 p.

CÔRTE, Adelaide Ramos e; BANDEIRA, Suelena Pinto. Biblioteca escolar. Brasília: Briquet de Lemos, 2011. 176 p.

CUNHA, Murilo Bastos da. A biblioteca universitária na encruzilhada. Datagramazero: Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 6, p.7-10, dez. 2010. Bimestral. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/dez10/Art_07.htm>. Acesso em: 31 ago. 2014.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de Oliveira. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos, 2008. 451 p.

DURBAN ROCA, Glória. Biblioteca escolar hoje: recurso estratégico para a escolar. Porto Alegre: Penso, 2012.

EMATER-MG. 2015. Disponível em:< http://www.emater.mg.gov.br>. Acesso em: 2 jun. 2015.

IBGE. Cidades. 2014. Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/home.php>. Acesso em 10 jan. 2015.

IFLA. Manifesto IFLA/UNESCO para biblioteca escolar. São Paulo, 2000. Disponível em: < http://www.ifla.org/publications/iflaUNESCO-school-library-manifesto-1999>. Acesso em: 9 abr. 2015

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS. Plano de desenvolvimento institucional: IFMG 2014-2018. Belo Horizonte: IFMG, 2015.

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS. Portaria 180 de 30 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o regulamento da Biblioteca Comunitária Ebe Alves da Silva. Disponível em: < http://www.ifmg.edu.br >. Acesso em: 31 ago. 2014.

LEFÈVRE, Fernando; LEFÈVRE, Ana Maria Cavalcanti. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa: desdobramentos. Caxias do Sul, RS: Educs, 2005. 256 p.

LIMA, Etelvina. A biblioteca no ensino superior. Rev. de Biblioteconomia, Brasília, v. 5, n. 2, p. 847-861, jul./dez. 1977.

MACHADO, Elisa Campos. Uma discussão acerca do conceito de biblioteca comunitária. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.7, n. 1, p. 80-94, jul./dez. 2009.

MANGUE, Manuel Valente. Consolidação do processo de informatização em Sistemas de Bibliotecas Universitárias na África do Sul, Brasil e Moçambique. Orientadora: CRIVELLARI, Helena Maria Tarchi. 2007. 307 f., enc. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

PAULA, João Antônio de. Universidade, desenvolvimento e cooperação. In: GAZZOLA, Ana Lúcia Almeida; ALMEIDA, Sandra Goulart (Org.). Universidade: cooperação internacional e diversidade. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006. p. 119-125.

PENA, A. S. et al. A biblioteca universitária em tempos de crise: comparação entre Brasil, Espanha e Moçambique. In: VI Encontro Ibérico EDICIC 2013, 2013, Porto (Portugal). Globalização, ciência, informação: atas. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto CETAC.MEDIA, 2013. v. 1. p. 1598-1617.

PENA, A. S. et al. Políticas institucionais de incentivo à leitura em bibliotecas universitárias: estudos de caso no Brasil, Espanha e Moçambique. In: Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, 18., 2014, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: [s.n], 2014. Disponível em: < https://www.bu.ufmg.br/snbu2014/wp-content/uploads/trabalhos/154-2227.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2015.

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008. 151 p.

TARAPANOFF, K. Objetivos de bibliotecas universitárias. Rev. LatinoAmericana de Documentación, Brasília, v.1, n1/2, p.13-17, 35, 1981.

A Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.