Banner Portal
Preservação digital em coleções bibliográficas da biodiversidade: o caso da Biodiversity Heritage Library no Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG)
PDF

Palavras-chave

Preservação digital. Digitalização de documentos. Biblioteca Digital. Informação científica. Biodiversidade

Como Citar

CASTRO, Jetur Lima de; OLIVEIRA, Alessandra Nunes de. Preservação digital em coleções bibliográficas da biodiversidade: o caso da Biodiversity Heritage Library no Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG). RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 14, n. 1, p. 192–207, 2015. DOI: 10.20396/rdbci.v14i1.8642124. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8642124. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

Relata a experiência do "Projeto de digitalização e publicação online da coleção de Obras Raras Essenciais em Biodiversidade do Museu Paraense Emílio Goeldi" (MPEG). A iniciativa é da Biodiversity Heritage Library (BHL), cuja finalidade é subsidiar, o fortalecimento e desenvolvimento da infraestrutura de informação e comunicação científica, em biodiversidade e meio ambiente. O objetivo de estudo é mostrar o projeto de digitalização e publicação online da coleção de Obras Raras Essenciais em Biodiversidade do Museu Paraense Emílio Goeldi e estudar o papel da preservação digital no acervo bibliográfico especial, utilizando os critérios de preservação digital e da gestão documental. Permitindo, a construção de um esquema conceitual para agregar e conservar a informação, dando acesso imediato, por meio das redes e fontes de informação, nacionais e internacionais. O percurso metodológico adotado foi realizado, por meio de uma pesquisa exploratória de caráter descritivo, com base na literatura como em livros, periódicos, dissertações, teses e artigos científicos já publicados abordando a temática. Deste modo é analisado as questões mais relevantes no estudo, com relação aos métodos relacionados com a preservação de um acervo bibliográfico em formatos digitais. Neste sentido, a digitalização é aliada à preservação digital na coleção em biodiversidade, e trará enorme contribuição à biblioteca do MPEG, tornando as informações cientificas mais acessíveis, dando continuidade à memória e certificando a absoluta excelência dos suportes digitais, abarcada pelas inovações tecnológicas que remediarão suas perdas futuras.
https://doi.org/10.20396/rdbci.v14i1.8642124
PDF

Referências

ARORA, Jagdish. Digital Preservation: an overview. INFLIBNET, Nova Deli, 29-30 jan. 2009. p.116-146. Disponível em: < http://ir.inflibnet.ac.in/bitstream/1944/1466/1/8.pdf>. Acesso em: 19 jan. 2014.

BABBIE, Earl. The practice of Social Research. California: Wadsworth Publishing Company, 1983.

BIODIVERSITY HERITERAGE LIBRARY. Wiki: tips and information for our users, 2014. Disponível em: < http://biodivlib.wikispaces.com>. Acesso em: 12 de janeiro de 2014.

BOERES, Sonia A. de Assis; ARELLANO, Miguel A. Márdero. Políticas e estratégias de preservação de documentos digitais. In: CinForm, 4. Proceedings... Salvador, 2005. Disponível em: < http://www.cinform.ufba.br/vi_anais/docs/SoniaMiguelPreservacaoDigital.pdf>. Acesso em: 15 nov. 2013.

BRASIL. Conselho Nacional de Arquivos. Modelo de Requisitos para Sistemas Informatizados de Gestão Arquivística de Documentos: e-ARQ. Rio de Janeiro: CONARQ, 2006. Disponível em: < http://www.arquivonacional.gov.br/conarq/cam_tec_doc_ele/gestao/e-ARQ%20-%20v%200.pdf>. Acesso em: 10 jan. 2014.

COELHO, Machado. A biblioteca do Museu Goeldi. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, v. 10, 1949. p. 411-120.

CORNELL UNIVERSITY LIBRARY. Tutorial on digital preservation management: implementing short-term strategies for long-term problems, 2005. Disponível em: < http://www.library.cornell.edu/iris/dpworkshop/instructors.html >. Acesso em: 19 jan. 2014.

CUNHA, Murilo Bastos da. Desafios na construção de uma bibliotecadigital. Ciência da Informação, Brasília, v. 28, n. 3, p. 257-268, set./dez. 1999. Disponível em: < http://www.ibict.br/cienciadainformacao/rst/viewarticle.php?id=323>. Acesso em: 28 jan. 2014.

DIGITAL PRESERVATION COALITION. Digital Preservation Coalition. Disponível em: < http://www.dpconline.org/ >. Acesso em: 04 jan. 2014.

FERREIRA, Miguel. Introdução à Preservação Digital: conceitos, estratégias e actuais consensos. Portugal: Escola de Engenharia da Universidade de Minho, 2006. Disponível em: < https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/5820/1/livro.pdf> Acesso em: 12 jan. 2014.

FINO-RADIN, Ben. Digital Preservation Practices and the Rhizome Artbase. Rhizome.org, 2011. Disponível em: < http://rhizome.org/editorial/2011/aug/5/keeping-it-online/>. Acesso em: 04 jan. 2014.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOELDI , Emílio A . Relatório apresentado pelo Diretor do Museu Paraense ao Sr. Dr. Lauro Sodré, Governador do Estado do Pará. Boletim do Museu Paraense de História Natural e Ethnographia, Belém, t 1 e 2, 1896, 1898.

INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Guia de preservação digital de periódicos eletrônicos na rede cariniana. Brasília: IBICT, nov. 2013. Disponível em: < https://attachment.fbsbx.com/file_download.php?id=4700829964376 42&eid=ASvdD2nISTf1tEgMpTqeBaJVo36wmPpdG_xWvEOiDvvoaChmUd_a7Xw63zlj4erhCnc&inline=1&ext=1393555816&hash=ASvEhX9Ay1KP5G4- >. Acesso em: 04 jan. 2014.

KASPEREK, Gerwin. Eine Übersicht von für die Biologie relevanten Projekten zur Digitalisierung historischer Fachliteratur: Darstellung eines speziellen Segmentes aus dem Internetquellen-Führer einer Virtuellen Fachbibliothek. Bibliotheksdienst, v.44, n. 5, p. 448-460, maio. 2010. Disponível em: < http://www.degruyter.com/view/j/bd.2010.44.issue-5/bd.2010.44.5.448/bd.2010.44.5.448.xml >. Acesso em: 15 jan. 2014.

LYMAN, P. Archiving the world wide web: in building a national strategy for preservation: issues in digital media archiving. Washington: Council on Library and Information Resources, 2002. Disponível em: < www.clir.org/pubs/reports/pub106/web.html>. Acesso em: 14 jan. 2014.

LYMAN, Peter; VARIAN, Hal R. How Much Information? Regents of the University of California, 2000. Disponível em: < http://www.sims.berkeley.edu/research/projects/how-much-info/.>. Acesso em: 14 jan. 2014.

MANZO, Abelardo J. Manual para La preparación de monografias: uma guia para presentar informes y tesis. Buenos Aires: Humanitas, 1971.

MÁRDERO ARELLANO, Miguel Ángel. Critérios para a preservação digital da informação científica. 2008. 354 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) –Universidade de Brasília, Brasília, 2008. Disponível em: < http://hdl.handle.net/10760/12649>. Acesso em: 15 fev. 2014.

______. Preservação de Documentos Digitais. Ciência da Informação, v.33, n. 2, p. 15-27, maio/ago. 2004. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/viewArticle/305/270>. Acesso em: 12 jan. 2014.

______. Questões práticas sobre preservação digital. Brasília, 2009. 81 slides: color. Disponível em: < http://pt.slideshare.net/gemireki/questes-prticas-sobre-preservao-digital>. Acesso em: 18 fev. 2014.

MAZZAROLLO, Fabiana. Estratégias de Preservação Digital. Porto Alegre: UFRGS, 2008. Disponível em: < http://fabianamazzarollo.files.wordpress.com/2008/11/estrategias-de-preservacao-digital.pdf >. Acesso em: 12 jan. 2014.

PIOVESAN, A. Da necessidade das escolas de saúde pública elaborarem métodos simplificados de investigação social. S. Paulo, 1968. [Tese de Doutorado - Faculdade de Saúde Pública da USP].

QUEIRÓZ, M. I. de P. O pesquisador, o problema da pesquisa, a escolha de técnicas: algumas reflexões. In: Lang, A.B.S.G., org. Reflexões sobre a pesquisa sociológica.

ROMEIRO, Doralice. Biblioteca e Arquivo. In: REENCONTROS: Emílio Goeldi e o Museu Paraense. Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi, 2006. p. 23-25.

SANTOS, Fernando Bittencourt dos; SILVA, Helen de Castro. Busca e uso da informação ambiental por pesquisadores da área de meio ambiente. In: FÓRUM AMBIENTAL DA ALTA PAULISTA, 2, 2006, São Paulo. Disponível em:< http://www.amigosdanatureza.org.br>. Acesso em: 10 jan. 2014.

SANTOS, Vanderlei Batista dos; INNARELLI, Humberto Celeste; SOUSA, Renato Tarcísio Barbosa de. Arquivística: temas contemporâneos. 3. ed. Distrito Federal: SENAC, 2009.

São Paulo, Centro de Estudos Rurais e Urbanos, 1992. p. 13-29. (Coleção Textos; 2a série, 3).

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em ciência da informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996. Disponível em: < http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/viewFile/235/22>. Acesso em: 15 jan. 2014.

TRUJILLO FERRARI, Alfonso. Metodologia da ciência. 3. ed. Rio de Janeiro: Kennedy, 1974.

VARELA, Alex; BAIÄO NETO, Gil. Museu Paraense de História Natural e Etnografia. Dicionário Histórico-Biográfico das Ciências da Saúde no Brasil, 2012. Disponível em: < http://www.dichistoriasaude.coc.fiocruz.br/iah/pt/pdf/muspareg.pdf >. Acesso em: 12 jan. 2014.

A Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.