A gestão da qualidade como estratégia de suporte para o desenvolvimento de coleções em bibliotecas jurídicas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v14i2.8643771

Palavras-chave:

Bibliotecas Jurídicas. Qualidade. Desenvolvimento de Coleções.

Resumo

 As bibliotecas são entendidas como organizações sem fins de lucro, cujo objetivo principal é propor serviços de qualidade em torno da mediação da informação com vistas ao atendimento de necessidades de informação específicas de determinados grupos de usuários. Nesse sentido, como organizações necessitam ter estratégias de gestão específicas que garantam sua eficácia e eficiência para garantir a sua sobrevivência. Dentre algumas estratégias temos da gestão pela qualidade. Este artigo se propõe debater a questão da gestão da qualidade por meio do estudo do processo de Desenvolvimento de Coleções de Bibliotecas Jurídicas. Para o embasamento e consecução dos objetivos propostos foi feita uma revisão de literatura que considera as áreas da Qualidade, do Desenvolvimento de Coleções, buscando-se identificar suas principais características enquadrando-se o universo específico das Bibliotecas Jurídicas. Neste contexto, são caracterizados elementos relacionados ao assunto tais como Bibliotecas Jurídicas, Informação jurídica, e apontados os principais desafios enfrentados na gestão de coleções jurídicas bem como possíveis soluções. Com base nas reflexões propostas, pode-se confirmar que o papel da biblioteca jurídica é difundir a informação jurídica nas instituições das quais fazem parte, apoiar as decisões nos processos judiciais em curso levando-lhes o Direito em seu estado bruto para que possa ser lapidado através das regras de interpretação, achando-se ao final a norma a ser aplicada na solução do caso, contribuindo para pacificação da sociedade. Conclui-se que para que este processo se cumpra torna-se necessário a aplicação eficaz de estratégias que garantam a qualidade dos serviços propostos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Cláudia Carvalho de Miranda, Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte

Mestra em Administração pela UFRN. Bacharel em Biblioteconomia pela UFC. Especialista em Gestão da Qualidade total pela UFRN. Especialista em Gestão de Pessoas pela Facex. Chefe da biblioteca do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

Mônica Marques Carvalho Gallotti, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutoranda em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais pela Universidade do Porto. Mestra em Biblioteconomia e bacharel em Biblioteconomia pela UFPB. Bacharel em Biblioteconomia pela UFPB. Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação da UFRN.

Erlano Silva de Miranda, Eapecialista em Direto e Processo do Trabalho (FAL). Bacharel em Direito (UFRN). Analista tributário.

Eapecialista em Direto e Processo do Trabalho (FAL). Bacharel em Direito (UFRN). Analista tributário.

Referências

ANDRADE, Diva; VERGUEIRO, Valdomiro de Castro Santos. Aquisição de materiais de informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Sistemas de gestão da qualidade – fundamentos e vocabulário: NBR ISO 9000. Rio de Janeiro, 2000.

ASHWORTH, Wilfrid. Manual de bibliotecas especializadas e serviços informatizados. 2. ed. Lisboa: Fundação Calouste GulbenKian, 1981.

CAMPOS, Maria Luiza de Almeida. As cinco leis da biblioteconomia e o exercício profissional. Disponível em: <http://bibliodata.ibict.br/geral/docs/260504.pdf.>. Acesso em: 24 jan. 2016.

CAPURRO, Rafael; HJORLAND, Birger. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.12, n.1, p.148-207, jan./abr. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-9362007000100012&lng=en&tlng=pt. 10.1590/S1413-99362007000100012>. Acesso em: 23 jan. 2016.

CRONIN JR. John Joseph., TAYLOR, Steven Alexander. Measuring service quality: a reexamination and extension, Journal of Marketing, v.56, p. 55-68, 1992. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/1252296?seq=1#page_scan_tab_contents>. Acesso em: 21 jan. 2016.

CROSBY, Philip. Qualidade é investimento. Rio de Janeiro: José Olympio, 1984.

DEMING, William. Edwards. Qualidade: a revolução na administração. Rio de Janeiro: Marques, 1990.

FEIGENBAUM, Armand Vallin. Controle de qualidade total. São Paulo: Makron Books, 1994.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Metodologias para a promoção do uso da informação: técnicas aplicadas particularmente em bibliotecas universitárias e especializadas. São Paulo: Nobel, 1991.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Paradignas modernos da Ciência da Informação: em usuários, coleções, referências & informação. São Paulo: Polis,1999.

FREITAS, André. Luís Pollicani. A qualidade de serviços no contexto da competitividade. Revista Produção on Line, Florianópolis, v. 5, n. 1, p. 1-24, mar. 2005. Disponível em: https://producaoonline.org.br/rpo/article/view/321/418. Acesso em 21 jan. 2016.

GUINCHAT, Claire; MENOU, Michel. Introdução às ciências e técnicas da informação e documentação. Brasília: IBICT, 1994.

JURAN, Joseph. Moses. Controle de qualidade: conceitos, políticas e filosofia da qualidade. São Paulo: McGraw-Hill, 1992.

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.

LANCASTER, Frederick. Wilfrid. Avaliação de serviços de bibliotecas. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.

MACHADO, Maria Teresa Ferlini. Relacionamento biblioteca/usuário: fator relevante no processo de disseminação da informação jurídica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 19., 2000, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: PUCRS, 2000. 1 CD.

MACIEL, Alba Costa; MENDONÇA, Marília Alvarenga Rocha. Bibliotecas como organizações. Rio de Janeiro: Interciência, 2000.

MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de. A política de desenvolvimento de coleções no âmbito da informação jurídica. In: PASSOS, E. (Org.). Informação jurídica: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2004.

MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de; D´AMORE, Ticiano Maciel; PINTO, Virginia Bentes. Gestão documental da informação jurídica. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.18, n.3, p.96-110, jul./set. 2013. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/pci/v18n3/07.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2016.

MULLER, Susana. Pinheiro Machado. A Ciência, o Sistema de Comunicação Científica e a Literatura Científica. In: CAMPELO, Bernadete Santos (Org.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2000.

PASSOS, Edilenice. Bibliotecário jurídico: seu perfil, seu papel. Disponível em: <http://www.infolegis.com.br/wa_files/perfilbibjuridico.pdf> . Acesso em 26 jan. 2016.

PASSOS, Edilenice. O controle da informação jurídica no Brasil: a contribuição do Senado Federal. Ciência da informação, Brasília, v.23, n.3, p. 363-368, set./dez. 1994.

PASSOS, Edilenice; BARROS, Lucivaldo. Vasconcelos. Fontes de informação para pesquisa em direito. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2009.

PINTO, Virgínia Bentes. Informação: a chave para a qualidade total. Ciência da Informação, Brasília, v. 22, n. 2, p. 133-137, maio/ago. 1993. Disponível em: . Acesso em 21 jan. 2016.

SILVA, Armando Malheiro da; RIBEIRO, Fernanda. Das “Ciências" Documentais à ciência da informação: ensaio epistemológico para um novo modelo curricular”. Porto: Edições Afrontamento, 2002.

VALLS, Valéria Martins; VERGUEIRO, Valdomiro de Castro Santos. A gestão da qualidade em serviços de informação no Brasil: uma nova revisão de literatura, de 1997 a 2006. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.11, n.1, p.118-137, jan./abr. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/%0D/pci/v11n1/v11n1a10.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2016.

VERGUEIRO, Valdomiro de Castro Santos. Desenvolvimento de coleções. São Paulo: Polis, 1989. (Coleção Palavra-chave, 1).

VERGUEIRO, Valdomiro de Castro Santos. Seleção de materiais de informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1995.

VERGUEIRO, Valdomiro de Castro Santos. 2.ed. Brasília: Briquet de Lemos, 1997.

Downloads

Publicado

2016-05-31

Como Citar

MIRANDA, A. C. C. de; GALLOTTI, M. M. C.; MIRANDA, E. S. de. A gestão da qualidade como estratégia de suporte para o desenvolvimento de coleções em bibliotecas jurídicas. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 14, n. 2, p. 262–278, 2016. DOI: 10.20396/rdbci.v14i2.8643771. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8643771. Acesso em: 20 out. 2021.