Banner Portal
Aplicabilidade da Competência em Informação e da Organização do Conhecimento no processo de Gestão da Informação
PORTUGUES
INGLES
XML

Palavras-chave

Gestão da informação. Competência em informação. gestão do conhecimento. organização e representação do conhecimento.

Como Citar

OTTONICAR, S. L. C.; SANTOS, B. R. P. dos; MORAES, I. S. de. Aplicabilidade da Competência em Informação e da Organização do Conhecimento no processo de Gestão da Informação. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 15, n. 3, p. 629–646, 2017. DOI: 10.20396/rdbci.v15i3.8649647. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8649647. Acesso em: 28 maio. 2023.

Resumo

No atual contexto de produção e acesso da informação, as organizações precisam saber tratar as informações obtidas, seja por meio digital ou analógico. A fim de tratar as informações, existe um processo conhecido como gestão da informação, responsável pela coleta, processamento, armazenagem e disseminação. Defende-se que as etapas desta gestão podem ser norteadas pela competência em informação e pela organização do conhecimento. Portanto apresentam-se os seguintes questionamentos: qual a importância da competência em informação e da organização do conhecimento na gestão da informação?  Como as técnicas de organização do conhecimento e a competência em informação contribuem para gestão da informação? O objetivo é refletir sobre a importância da competência em informação e da gestão do conhecimento para o desenvolvimento da gestão da informação inteligente, que atenda as necessidades das organizações contemporâneas. Esse trabalho se justifica por inter-relacionar os temas organização do conhecimento, gestão da informação e competência em informação e sua contribuição para as organizações, caracterizando-se como tema interdisciplinar.  As discussões apresentam a inter-relação entre organização do conhecimento, competência em informação e organização do conhecimento a fim de melhorar os processos organizacionais. Como considerações finais defende-se que os três temas propostos contribuem com a aplicação e melhoria da gestão da informação a fim de que os indivíduos construam conhecimento.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v15i3.8649647
PORTUGUES
INGLES
XML

Referências

ACRL. First part of the draft framework for information literacy for higher education. Disponível em: http://acrl.ala.org/ilstandards/wp-content/uploads/2014/02/Framework-for-IL-for-HE-Draft-1-Part-1.pdf. Acesso em: 09 jan. 2017.

BARBOSA, Ricardo Rodrigues. Gestão da informação e do conhecimento: origens, polêmicas e perspectivas. Informação & Informação, Londrina, v. 13, nº especial, 2008. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1843. Acesso em: 19 abr. 2017.

BARITÉ, Mario. Organización del conocimiento: un nuevo marco teórico-conceptual en Bibliotecología y Documentación. In: CARRARA, Kester. (Org.). Educação, universidade e pesquisa. Marília: Unesp-Marília-Publicações, 2001. p.35-60.

BARITÉ, Mario. Sistemas de organización del conocimiento: uma tipologia actualizada. Informação & Informação, Londrina, v. 16, nº especial, p. 122-139, jan./jun. 2011.

BELLUZZO, Regina Celia Baptista. Construção de mapas: desenvolvendo competências em informação e comunicação. Bauru: Cá Entre Nós, 2007.

BELLUZZO, Regina Celia Baptista.; FERES, Glória Georges. Competência em informação, redes de conhecimento e as metas educativas para 2021: reflexões e inter-relações. In: BELLUZZO, Regina Celia Baptista.; FERES, Glória Georges. Redes de conhecimento e competência em informação: interfaces da gestão, mediação e uso da informação/organização. Rio de Janeiro: Interciência, 2015, p.1-35.

BRASCHER, Marisa.; CARLAN, Eliana. Sistemas de organização do conhecimento: antigas e novas linguagens. In: ROBREDO, Jaime.; BRASCHER, Marisa. (Org.). Passeios pelos bosques da informação: estudos sobre representação e organização da informação e do conhecimento. Brasília: IBICT, 2010. p. 147-176.

BRUCE, Christine. Information literacy programs and research: reflections on ‘Information literacy programs and research: An International review’. The Australian Library Journal, v.49, n.3, p.209-218, 2000. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/00049670.2011.10722653. Acesso em: 05 abr. 2017.

CAPURRO, Rafael. Epistemologia e ciência da informação. Tradução: Ana Maria Rezende Cabral, Eduardo Wense Dias, Isis Paim, Ligia Maria Moreira Dumont, Marta Pinheiro Aun e Mônica Erichsen Borges. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 5., 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: Escola de Ciência da Informação, UFMG, 2003.

CARVALHO, Lívia Ferreira de. Gestão da Informação em Micro e Pequenas Empresas: um estudo do arranjo produtivo local de confecção do vestuário de Jaraguá-GO. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v.2, n. esp, p. 57-72, out. 2012. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/index.php/pgc/article/view/12598/8018. Acesso em: 02 abr. 2017.

CHOO, Chun Wei. Information management for the intelligent organization: the art of scanning the environment. 2.ed. [s.l.: ASIS], 1998.

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac, 2003.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Information literacy: princípios, filosofias e práticas. Ciência da Informação, Brasília, v.32, n.1, p. 23-35, jan./abr. 2003. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/123/104. Acesso em: 12 fev. 2017.

GARCÍA JIMÉNEZ, Antonio. Instrumentos de representación del conocimiento: tesauros versus ontologias. Anales de Documentación, n.7, p. 79-95, 2004. Disponível em: http://revistas.um.es/analesdoc/article/view/1691/1741. Acesso em: 12 abr. 2017.

HJORLAND, B. Fundamentals of knowledge organization. Knowledge Organization, v. 30, n. 2, p. 87-111, 2003.

HJORLAND, B. What is knowledge organization (KO)? Knowledge Organization, v. 35, n. 2/3, p.86-101, 2008.

LARA, Marilda Lopes Ginez de.; TÁLAMO, Maria Fátima Gonçalves. Uma experiência na interface Linguística Documentária e Terminologia. DataGramaZero, v.8, n.5, out. 2007. Disponível em: http://basessibi.c3sl.ufpr.br/brapci/index.php/article/view/0000007759/d50ccddef59b7aa3edfacdffce8228ee. Acesso em: 02 fev. 2017.

McGEE, James.; PRUSAK, Laurence. Gerenciamento estratégico da informação: aumente a competitividade e a eficiência de sua empresa utilizando a informação como uma ferramenta estratégica. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

OLIVEIRA, Joelma de Souza Passos de. A gestão da informação como suporte ao processo de tomada de decisão em uma instituição pública de ensino superior: um estudo de caso. 163f. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação) – Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

OTTONICAR, Selma Letícia Capinzaiki. Análise teórico-descritiva da competência em informação de gestores como fator de competitividade das indústrias de eletroeletrônicos da cidade de Garça/SP. 272f. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Estadual Paulista – Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2016.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Ciência da Informação: desdobramentos disciplinares, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade. Rio de Janeiro: IBICT/MCT, 2002.

PONJUÁN DANTE, Gloria. Gestión de información: dimensiones e implementación para el éxito organizacional. Gijón: Trea, 2007.

REGINATO, Carlos Eduardo Roehe.; GRACIOLI, Odacir Deonísio. Gerenciamento estratégico da informação por meio da utilização da inteligência competitiva e da gestão do conhecimento – um estudo à indústria moveleira do RS. Gest. Prod, São Carlos, v.19 n.4, p. 705-716, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/gp/v19n4/a04v19n4.pdf. Acesso em: 02 abr. 2017.

SCHIESSL, Marcelo.; SHINTAKU, Milton. Sistemas de Organização do conhecimento. In: ALVARES, Lilian (Org.). Organização da informação e do conhecimento: conceitos, subsídios interdisciplinares e aplicações. São Paulo: B4 editores, 2012, p. 49-118.

SILVA, Teresinha Elisabeth da.; TOMAÉL, Maria Inês. A gestão da informação nas organizações. Informação & Informação, v.12, n.2, jul./dez. 2007. Disponível em: www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/download/1806/1540. Acesso em: 19 abr. 2017.

SOUZA, Renato Rocha.; TUDHOPE, Douglas.; ALMEIDA, Maurício Barcellos. Towards a taxonomy of KOS: dimensions for classifying knowledge organization systems. Knowledge Organization, v. 39, n. 3, p. 179-192, 2012. Disponível em: http://mba.eci.ufmg.br/downloads/Souza_Tudhope_Almeida__KOS_Taxonomy.Submitted.pdf. Acesso em: 17 fev. 2017.

A Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...