Informação jurídica: gestão do acervo

  • Ana Cláudia Carvalho de Miranda Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Informação jurídica. Biblioteca jurídica. Desenvolvimento de coleções. Gestão do acervo jurídico.

Resumo

Este artigo apresenta e discute a gestão do acervo com ênfase na informação jurídica. Especificamente, visa: fazer uma revisão de literatura com o intuito de traçar um panorama do gerenciamento das coleções jurídicas. Constatou-se por intermédio das reflexões propostas, que o papel da biblioteca jurídica é difundir esse volume informativo nas instituições das quais fazem parte, apoiar as decisões nos processos judiciais em curso. Finaliza entendendo que a gestão de coleções envolve uma atividade bastante complexa diante dos novos desafios impostos ao bibliotecário jurídico com surgimento de novos documentos em suportes digitais e eletrônicos e a intensidade com que se renova a informação jurídica. Portanto, os critérios de seleção e avaliação são fatores preponderantes na atualização e manutenção do acervo, para auxiliar no processo de tomada de decisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Cláudia Carvalho de Miranda, Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte
Mestra em Administração pela UFRN. Bacharel em Biblioteconomia pela UFC. Especialista em Gestão da Qualidade total pela UFRN. Especialista em Gestão de Pessoas pela Facex. Chefe da biblioteca da Escola da magistratura do Rio Grande do Norte.

Referências

ANDRETA, Cássio Adriano. Legislação como assunto: uma proposta de extensão para a classificação decimal de Direito. In: PASSOS, Edilenice (Org.). Informação jurídica: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2004.

CABRAL, Maria Luisa. Conservação preventiva, porquê? Rev. Páginas Arquivos & Bibliotecas, Lisboa, n. 15, p. 7-27, 2005.

BARROS, Lucivaldo. Fontes de informação jurídica. In: PASSOS, Edilenice (Org.). Informação jurídica: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2004.

COLLIE, G. The reluctant weeder. Children & Libraries. The Journal of the Association for Library Service to Children, De Pere, v.8, n.2, p.51-53, 2010.

CORREA, Elisa Cristina Delfini. Política de gestão de estoques de informação: uma proposta para atualização de conteúdo. In: CONGRESSO

BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25, 2013, Florianópolis. Anais eletrônico... Florianópolis. 2013.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Desenvolvimento & avaliação de coleções. 2.ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Thesaurus, 1998.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Metodologias para a promoção do uso da informação: técnicas aplicadas particularmente em bibliotecas universitárias e especializadas. São Paulo: Nobel, 1991.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Paradignas modernos da Ciência da Informação: em usuários, coleções, referências & informação. São Paulo: Polis,1999.

FULLIN, Camila Barleta. Perspectivas futuras para a demanda de profissionais da informação e a organização da informação jurídica nos escritórios de advocacia de campinas. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas v.3, n. 2, p. 31-42, jan./jun. 2006.

LANCASTER, F. W. Avaliação de serviços de bibliotecas. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1996.

LOPEZ-MUNIZ, Miguel Goni. Informática jurídica documental. Madrid: Diaz de Santos, 1984.

MACHADO, Maria Teresa Ferlini. Relacionamento biblioteca/usuário: fator relevante no processo de disseminação da informação jurídica. In:

CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 19., 2000, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: PUCRS, 2000. 1 CD.

MARIA, Maíra Cunha de Souza et al. Reflexões sobre a formação do acervo da Academia de Direito do Largo de São Francisco: do século XIX aos nossos dias. Revista da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, São Paulo, v.108, p. 129-142, jan./dez. 2013.

MARTINEZ, Marisa Luvizutti Coiado; GUIMARÃES; José Augusto Chaves. Organização temática da doutrina jurídica: elementos metodológicos para uma proposta de extensão da Classificação Decimal de Direito. Informação & Sociedade: estudos, João Pessoa, v.18, n.1, p.67-77, jan./abr. 2008.

MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de. Desafios para a gestão de coleções de periódicos científicos. Folha de Rosto: Revista de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Juazeiro do Norte, v. 2, n.1, p. 26-38, jan./jun. 2016.

MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de; GALLOTTI, Mônica Marques Carvalho; MIRANDA, Erlano Silva de. A gestão da qualidade como estratégia de suporte para o desenvolvimento de coleções em bibliotecas jurídicas. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 14, n. 2, p. 262-278, maio/ago. 2016.

MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de. A política de desenvolvimento de coleções no âmbito da informação jurídica. In: PASSOS, E. (Org.). Informação jurídica: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2004.

MIRANDA, Ana Cláudia Carvalho de. A qualidade enquanto instrumento na política de desenvolvimento de coleções jurídicas. In: SIMPÓSIO

INTERNACIONAL DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, INFORMAÇÃO E ÉTICA, 2., 2003, Florianópolis. Anais... Florianópolis: [s.n.], 2003. p. 1-2.

MARTINHO, Ana Maria. O bibliotecário jurídico: identidade e competências profissionais. In: Encontro Nacional de Bibliotecas Jurídicas, 1., 2004. Anais... Lisboa: Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, 2004.

PASSOS, Edilenice Jovelina Lima. O controle da informação jurídica no Brasil: a contribuição do Senado Federal. Ciência da Informação, Brasília, v. 23, n. 3, p. 363-368, set./dez. 1994.

PASSOS, Edilenice; BARROS, Lucivaldo Vasconcelos. Fontes de informação para pesquisa em direito. Brasília: Briquet de Lemos, 2009.

PEREIRA, Andressa Assis de Carvalho. Representação documentária de informação legislativa. In: PASSOS, Edilenice (Org). Informação jurídica: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2004. p.33-77.

PINHO, Fabio Assis; BARBOSA, Ângela Maria da Silva. Os usuários da informação jurídica. Biblios: Revista de Bibliotecología y Ciencias de la Información, [S.l.], v. 44, p. 50 - 61, 2011.

REZENDE, Ana Pala de. Pesquisa jurídica em fontes eletrônicas. In: PASSOS, E. (Org.). Informação jurídica: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2004.

REZENDE, Martha de Souza Duarte. Gerenciamento da informação e do conhecimento no escritório de advocacia. In: Ciberética – Simpósio Internacional de Propriedade Intelectual, Informação e Ética, 1., 1998, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ACB, 1998.

REZENDE, Martha Izabel de Souza Duarte. Gerenciamento da informação e do conhecimento jurídico. [S.l.: 200-]. Disponível em: <http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/anexos/5388-5380-1-PB.htm >. Acesso em: 28 jul. 2016.

SILBERGER, Kathryn Kemp et al. Obras de referência: subsídios para uma avaliação criteriosa. Florianópolis: UFSC, 1990.

SILVA, Andréia Gonçalves; ROLIM, Maria Lúcia de Borba. Organização das fontes de informação jurídica na perspectiva do GIDJ/SP. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 27-33, set. 2009.

SILVA, Ronaldo Alves da. E-books em bibliotecas: novos desafios para os bibliotecários. In: Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documento e Ciência da Informação, 25., 2013, Florianipólis. Anais... São Paulo: FEBAB, 2013.

TOMAÉL, Maria Inês. et al. Avaliação de fontes de informação na internet; critérios de qualidade. Informação & Sociedade: estudos, João Pessoa, v. 11, n. 2, p. 13-35, 2001.

VERGUEIRO, Waldomiro de Castro Santos. Desenvolvimento de coleções. São Paulo: Polis, 1989.

VERGUEIRO, Waldomiro de Castro Santos. Seleção de materiais de informação. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1996.

VERGUEIRO, Waldomiro de Castro Santos. Bibliotecas públicas e mudança social: a contribuição do desenvolvimento de coleções. 1990. 242 f. Tese (Doutorado) Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1990.

VIEIRA, Ronaldo. Introdução à teoria geral da Biblioteconomia. Rio de Janeiro: Interciência, 2014.

WEITZEL, Simone da Rocha. Desenvolvimento de coleções: origem dos fundamentos contemporâneos. Transinformação, Campinas, v. 24, n. 3, p. 179- 190, 2012

WEITZEL, Simone da Rocha. Critérios para seleção de documentos eletrônicos na Internet. In: XIX Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação, 2000, Porto Alegre. Anais eletrônicos... São Paulo: FEBAB, 2000. v. 1. p. 1-17.

WOLTHERS, Clemência B. O escritório de advocacia e a informática jurídica. In: WOLTHERS, Clemência B.; AZEVEDO, Danilo Soares de. A informática e o advogado. Brasília: Fundação Petrônio Portella, 1985. p. 13.

Publicado
2017-11-23
Como Citar
Miranda, A. C. C. de. (2017). Informação jurídica: gestão do acervo. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 16(1), 171-193. https://doi.org/10.20396/rdbci.v16i1.8650178