Banner Portal
Governança de dados aplicada à ciência da informação: análise de um sistema de dados científicos para a área da saúde
PORTUGUES
INGLES
XML

Arquivos suplementares

Declaração de originalidade da pesquisa

Palavras-chave

Governança de dados. Ciclo de vida dos dados. Dados científicos. Dados em saúde. Qualidade de dados

Como Citar

ESPÍNDOLA, Priscilla Lüdtke; SALM JUNIOR, José Francisco; ROSA, Francisco; JULIANI, Jordan Paulesky. Governança de dados aplicada à ciência da informação: análise de um sistema de dados científicos para a área da saúde. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 16, n. 3, p. 274–298, 2018. DOI: 10.20396/rdbci.v16i3.8651080. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8651080. Acesso em: 15 jun. 2024.

Resumo

Os dados são insumos valiosos para as organizações e para estudos científicos. Para que os dados científicos possam ser empregados em estudos relacionados à Avaliação Motora, e produzirem resultados confiáveis, é necessária a adoção de boas práticas de coleta, armazenamento e recuperação. Esta pesquisa tem como objetivo aplicar o “Modelo de ciclo de vida dos dados” e as ferramentas de governança de dados para identificar oportunidades de melhorias para o Sistema de Avaliação Motora, especialmente com relação a qualidade de dados. Quanto aos aspectos metodológicos, o estudo é caracterizado como uma pesquisa aplicada com caráter exploratório, coleta de dados realizada por meio de pesquisa-ação, e análise dos dados por meio de métodos qualitativos. Como resultados, constatou-se a necessidade de redesenhar o sistema estudado, incluindo mecanismo para tratamento dos dados para evitar duplicidade e garantir homogeneidade e completude. Igualmente, verificou-se ser necessário criar e implementar uma política para restringir que somente profissionais da saúde e da educação aptos possam inserir dados no Sistema. Compreende-se que as boas práticas da governança de dados, princípios do “Modelo de ciclo de vida dos dados” e demais ferramentas adotadas neste estudo contribuíram para diagnosticar falhas e identificar oportunidades de melhoria no Sistema de Avaliação Motora.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v16i3.8651080
PORTUGUES
INGLES
XML

Referências

BARATA, André Montoia. Governança de dados em organizações brasileiras: uma avaliação comparativa entre os benefícios previstos na literatura e os obtidos pelas organizações. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Informação, Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. 155 f. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100131/tde-28072015-215618/pt-br.php>. Acesso em: 06 ago. 2017.

BARBIERI, Carlos. BI2: Business Intelligence: modelagem e qualidade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

CAPURRO, Rafael; HJORLAND, Birger. O conceito de informação. Perspec. Ci. Inf., Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan./abr. 2007. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/54/47>. Acesso em: 08 ago. 2017.

CARVALHO, Mónica Isabel Machado. Data Governance: estudo e aplicação na EDP distribuição. 2012. Relatório de Estágio (Mestrado em Gestão) – Faculdade de Economia, Universidade de Évora, Évora, 2012. 57 p. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10316/21346>. Acesso em: 20 jul 2017.

COLOMBI, Luca. Marketing performance measurement: how to build a situation analysis. London: Conduit Data Services, 2015. Disponível em: <http://www.conduithub.com/marketing-performance-measurement-using-the-situation-analysis-canvas>. Acesso em: 09 set. 2017.

CORRÊA, Fabiano Couto. O papel dos bibliotecários na gestão de dados científicos. R. Digit. Bibliotecon. Ci. Inf., Campinas, v.14, n.3, p.387-406, set/dez. 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.20396/rdbci.v14i3.8646333>. Acesso em: 29 jul. 2017.

DAVENPORT, Thomas. H. Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998.

DAVOK, Delsi Fries; GARCIA, Renata Ivone. Modelo de avaliação de valor e mérito de estoques de informação de bibliotecas universitárias. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, v. 19, n. 39, p. 19-42, jan./abr., 2014. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n39p19>. Acesso em: 04 ago. 2017.

DATA GOVERNANCE INSTITUTE (DGI). Definitions of Data Governance. [S.l.]: DGI, c2017a. Disponível em: <http://www.datagovernance.com/adg_data_governance_definition/>. Acesso em: 20 jul. 2017.

DATA GOVERNANCE INSTITUTE (DGI). Goals and Principles for Data Governance. [S.l.]: DGI, c2017b. Disponível em: <http://www.datagovernance.com/adg_data_governance_goals/>. Acesso em: 20 jul. 2017.

FREITAS, Marcos André dos Santos. Fundamentos do gerenciamento de serviços de TI. 2. ed. Rio de Janeiro: Brasport, 2013.

GRECO, Rafael Escaleão. Governança de TI aplicada em Prefeitura: modelagem e melhoria dos processos de negócio utilizando boas práticas do Cobit. 2014. 66 p. Monografia (Bacharelado em Sistemas de Informação) - Fundação de Ensino Eurípides Soares da Rocha, Centro Universitário Eurípides de Marília. Marília: UNIVEM, 2014. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11077/1010>. Acesso em: 08 set. 2017.

JESILEVSKA, Svetlana. Data Quality Dimensions to Ensure Optimal Data Quality. The Romanian Economic Journal. v. 20, n. 63, mar. 2017. p. 89-103. Disponível em: <http://www.rejournal.eu/sites/rejournal.versatech.ro/files/articole/2017-04-02/3443/6jesilevska.pdf>. Acesso em: 13 set. 2017.

LIMA, João Alberto de Oliveira. Pesquisa-ação em Ciência da Informação. In: MUELLER, Suzana Pinheiro Machado (Org.). Métodos para a pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2007. p. 63-82. (Série Ciência da Informação e da Comunicação).

LOFTIS, Lisa. O que é governança de dados? [S.l.]: Youtube, 2014. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=icIgspqFbFo&t=18s>. Acesso em: 20 jul. 2017.

LORENCES, Patricia Pérez; ÁVILA, Lourdes Francisca García. The evaluation and improvement of it governance. JISTEM: J. Inf. Syst. Technol. Manag., São Paulo, v. 10, n. 2, p. 219-234, ago. 2013. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.4301/S1807-17752013000200002>. Acesso em: 07 set. 2017.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MEZZANZANICA, Mario. et al. A model-based evaluation of data quality activities in KDD. Information Processing & Management, v. 51, n. 2, mar. 2015, p. 144–166. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1016/j.ipm.2014.07.007>. Acesso em: 06 ago. 2017.

MOURA, Luiz Antonio Rolim de. Memória Seminário sobre Canvas Model com Alexander Osterwlader. [S.l.]: SEBRAE Paraná, 2014. Disponível em: <https://pt.slideshare.net/luizrolimdemoura/memoria-seminario-sobre-canvas-model-com-alexander-osterwlader-by-luiz-rolim>. Acesso em: 09 set. 2017.

PROCESS Model Canvas. [S.l.: s.n], c2014. Disponível em: <http://www.processmodelcanvas.com/>. Acesso em: 09 set. 2017.

RIVERO NETO, Miguel. Matriz RACI: entenda o que é e como usar. Palhoça: VEC, [201-?]. Disponível em: <http://valorecompetencia.com.br/gestao-de-operacoes/matriz-raci-entenda-o-que-e-e-como-usar>. Acesso em: 06 ago. 2017.

SANTANA, Ricardo Cesar Gonçalves. Ciclo de vida dos dados e o papel da ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. 14., 2013. Florianópolis. [Paper…]. Florianópolis: UFSC, 2013. Disponível em: <http://enancib2013.ufsc.br/index.php/enancib2013/%20XIVenancib/paper/viewFile/284/319>. Acesso em: 13 jul. 2017.

SANTANA, Ricardo César Gonçalves; BONINI, Alfredo. Análise de dados sobre produção de leite: uma perspectiva da Ciência da Informação. Inf. & Tecn. v. 1, n. 1, 2014. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/index.php/itec/article/view/19493/10863>. Acesso em: 21 jul. 2017.

SANTOS, Isabel Maria Francisca dos. Uma proposta de governança de dados baseada em um método de desenvolvimento de arquitetura empresarial. 2010. 140 p. Dissertação (Mestrado em Informática) – Centro de Ciências Exatas e Tecnologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: <http://www2.uniriotec.br/ppgi/banco-de-dissertacoes-ppgi-unirio/ano-2010/uma-proposta-de-governanca-de-dados-baseada-em-um-metodo-de-desenvolvimento-de-arquitetura-empresarial/view>. Acesso em: 21 jul. 2017.

SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 4. ed. Florianópolis: UFSC, 2005. Disponível em: <https://projetos.inf.ufsc.br/arquivos/Metodologia_de_pesquisa_e_elaboracao_de_teses_e_dissertacoes_4ed.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2017.

SISTEMA de Avaliação Motora. [S.l. : s.n., 201-?]. Disponível em: <http://sam.motricidade.com.br/>. Acesso em: 27 jun. 2017.

SMITH, Michael L.; ERWIN, James. Role & responsibility charting (RACI). In: Project Management Forum (PMForum). [2005]. Disponível em: <https://pmicie.org/images/downloads/raci_r_web3_1.pdf>. Acesso em: 06 ago. 2017.

VIEIRA, Valter Afonso. As tipologias, variações e características da pesquisa de marketing. R. FAE, Curitiba, v. 5, n.1, p. 61-70, jan./abr. 2002. Disponível em: <https://revistafae.fae.edu/revistafae/article/view/449>. Acesso em: 24 jul. 2017.

WANG, Richard Y.; STRONG, Diane M. Beyond Accuracy: What Data Quality Means to Data Consumers. Journal of Management Information Systems, v. 12, n. 4, Spring 1996, p. 5-33. Disponível em: <https://www.jstor.org/stable/40398176?seq=1#page_scan_tab_contents>. Acesso em: 06 ago. 2017.

WENDE, Kristin; OTTO, Boris. A contingency approach to data governance. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON INFORMATION QUALITY (IQ-2007), 12, 2007. Cambridge, USA. Research Paper... Cambridge, USA: Alexandria, 2007. Disponível em: <https://www.alexandria.unisg.ch/publications/213308>. Acesso em: 06 ago. 2017.

A Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.