Propriedade intelectual na pós-graduação das universidades federais do nordeste

indicadores bibliométricos

Palavras-chave: Propriedade intelectual, Bibliometria, Pós-graduação.

Resumo

A análise da produção do conhecimento científico, através da bibliometria, permite avaliar o perfil de área específica. Neste sentido, este artigo apresenta os indicadores bibliométricos dos Programas de Pós-Graduação da região Nordeste que pesquisam sobre Propriedade Intelectual. Esta pesquisa classifica-se como exploratória, com abordagens quantitativa e qualitativa, tendo como campo de estudo: Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A coleta de dados foi feita na Base de Dados de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e nos Repositórios Institucionais das instituições pesquisadas. Como estratégia de busca, utilizou-se o termo “Propriedade Intelectual”, que permitiu encontrar 4 (quatro) teses e 34 dissertações. Para organização dos dados foram utilizados os softwares Excel® e Word Art®. Com os resultados, foi possível identificar os Programas de Pós-Graduação que desenvolveram pesquisas em Propriedade Intelectual, as temáticas abordadas e as palavras-chave mais recorrentes. Dessa forma, foi viável traçar um panorama dos aspectos da pesquisa em Propriedade Intelectual através da construção de indicadores bibliométricos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jandira Reis Vasconcelos, Universidade Federal de Sergipe

Mestre em Ciência da Propriedade Intelectual pela da Universidade Federal de Sergipe. Bibliotecária na Universidade Federal de Sergipe.

João Antonio Belmino dos Santos, Universidade Federal de Sergipe

Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual na Universidade Federal de Sergipe.

Referências

ALVAREZ, Gonzalo Rubén; CAREGNATO. Sônia Elisa. A ciência da informação e sua contribuição para a avaliação do conhecimento científico. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 31, n. 1, p. 9-26, jan./jun. 2017. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/index.php/pbcib/article/view/36565. Acesso em: 01 fev. 2018.

ARAÚJO, Carlos A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em questão. Porto Alegre, v. 12, n. 1, 2006.

BRASIL. Lei nº 9.610/1998. Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. Brasília (DF): Congresso Nacional; 1998.

CAMPOS, Antônio Carlos de; DENIG, Edmila Adriana. Propriedade intelectual: uma análise a partir da evolução das patentes no Brasil. Revista Faz Ciência. v. 13, n. 18, jul./dez. 2011, p. 97-120. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/7977/6700. Acesso em: 27 jun. 2018.

CUSTÓDIO, Pollyana Ágata Gomes da Rocha. Dissertações e teses da pós-graduação em educação na Unesp-Campus de Marília: um estudo das citações e cocitações (2004 a 2009). 2012. 145 f. Dissertação (mestrado) - Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/93676. Acesso em: 09 out. 2017.

GONÇALVES, Aline Lima. Uso de resumos e palavras-chave em Ciências Sociais: uma avaliação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Florianópolis, v. 2, n. 26, 2008. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/issue/archive. Acesso em: 23 abr. 2018.

GORBEA PORTAL, Salvador. Una nueva perspectiva teórica de la bibliometría basada em su dimensión histórica y sus referentes temporales. Investig. bibl, México, v. 30, n. 70, p. 11-16, 2016 . Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0187-358X2016000300011&lng=es&nrm=iso. Acesso em: 24 abr. 2018. http://dx.doi.org/10.1016/j.ibbai.2016.10.001.

GUEDES, V. L. da S. A bibliometria e a gestão da informação e do conhecimento científico e tecnológico: uma revisão da literatura. Ponto de Acesso, Salvador, v.6, n. 2, p. 74-109 ago. 2012. Disponível em: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/viewArticle/5695. Acesso em: 12 fev. 2018. http://www.scielo.br/pdf/ci/v33n2/a13v33n2.pdf. Acesso em: 08 fev. 2018.

IBCT, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Repositórios digitais. Disponível em: http://www.ibict.br/informacao-para-ciencia-tecnologia-e-inovacao%20/repositorios-digitais/historico. Acesso em: 14 jan. 2018.

IBCT, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações. Disponível em: http://www.ibict.br/informacao-para-ciencia-tecnologia-e-inovacao%20/repositorios-digitais/historico. Acesso em: 14 jan. 2018.

JUNGMANN, Diana de Mello; BONETTI, Esther Aquemi. Inovação e propriedade intelectual: guia para o docente. Brasília: SENAI, 2010. Disponível em: www.inpi.gov.br/sobre/arquivos/guia_docente_iel-senai-e-inpi.pdf. Acesso em: 17 out. 2017.

LOPES, Sílvia et al. A bibliometria e a avaliação da produção científica: indicadores e ferramentas. In: ACTAS DOS CONGRESSOS NACIONAIS DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS, 11., 2012. Disponível em: http://www.bad.pt/publicacoes/index.php/congressosbad/issue/view/10. Acesso em: 07 nov. 2017.

MARCELO, Júlia Fernandes; HAYASHI, Maria Cristina Piumbato Innocentini. Estudo bibliométrico sobre a produção científica no campo da sociologia da ciência. Informação & Informação, Londrina, v. 18, n. 3, p. 138 – 153, set./dez. 2013. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/8413/pdf_2. Acesso em: 06 fev. 2018.

MUGNAINI, R. Produção e impacto da pesquisa brasileira: confrontando contextos internacional e nacional. SciELO em Perspectiva, 2018. Disponível em: https://blog.scielo.org/blog/2018/08/27/producao-e-impacto-da-pesquisa-brasileira-confrontando-contextos-internacional-e-nacional/#.W_8prNtKiUk. Acesso em: 28 nov. 2018.

PIMENTA, Alcineide Aguiar et al. A bibliometria nas pesquisas acadêmicas. SCIENTIA: Revista de ensino, pesquisa e extensão, Faculdade Luciano Feijão. v. 4, n. 7, 2017. Disponível em: http://flucianofeijao.com.br. Acesso em: 20. abr. 2018.

SPEZIALI, Marcelo Gomes et al. Cartilha de propriedade intelectual. 2016. Disponível em: http://saci2.ufop.br/data/solicitacao/08749_cartilha_nite_versao_final.pdf. Acesso em: 08 nov. 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE (UFS). Cartilha UFS de propriedade intelectual. São Cristóvão, SE, 2017. 50 p. Disponível em: http://cinttec.ufs.br/uploads/page_attach/path/3517/Cartilha_Propriedade_Intelectual_Digital.pdf. Acesso em: 28 nov. 2018.

WIPO. Global network on intellectual property (IP) academies. 2016. Disponível em: http://www.wipo.int/academy/en/about/global_network/. Acesso em: 30 nov. 2017.

Publicado
2019-01-04
Como Citar
Vasconcelos, J. R., & Santos, J. A. B. dos. (2019). Propriedade intelectual na pós-graduação das universidades federais do nordeste. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 17, e019007. https://doi.org/10.20396/rdbci.v17i0.8652810