Banner Portal
Desenvolvimento do acervo informacional do IFBA na ótica dos responsáveis pelas bibliotecas
PDF
PDF (English)

Palavras-chave

Bibliotecas – Desenvolvimento da coleção
Bibliotecas escolares
Bibliotecas universitárias

Como Citar

ALMEIDA, Bonifácio Chaves de; MACHADO, Raymundo das Neves. Desenvolvimento do acervo informacional do IFBA na ótica dos responsáveis pelas bibliotecas. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 17, p. e019001, 2019. DOI: 10.20396/rdbci.v1i0.8652931. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8652931. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

Com o objetivo de investigar a percepção dos responsáveis pelas unidades informacionais dos campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), no que tange aos procedimentos para a formação e desenvolvimento da coleção de material informacional da autarquia e a comparação dessa percepção com os preceitos da literatura da área, foi realizada uma pesquisa com a população de representantes das unidades informacionais da instituição, metodologicamente caracterizada como exploratória no que tange aos objetivos, quantitativa no que se refere à abordagem do problema e de levantamento ou survey, quanto aos procedimentos. De início, conjecturou-se que, na visão dos representantes dessas unidades informacionais, as bases teóricas acerca do tema eram empregadas com parcimônia e que não assentia a construção do acervo informacional colaborativo das unidades, apesar da estrutura multicampi do IFBA. Os resultados, alcançados a partir da análise de dados correlatos por meio da proposta de Macnaughton e do oscilador estocástico de Wilder Júnior, apontaram para algumas variáveis o emprego moderado, para outras o uso apresenta robusteza e em algumas variáveis a empregabilidade do ensinamento teórico-conceitual, quanto ao gerenciamento da coleção informacional, é frágil.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v1i0.8652931
PDF
PDF (English)

Referências

ANDRADE, D.; VERGUEIRO, W. Aquisição de materiais de informação. Brasília, DF: Briquet de Lemos/Livros, 1996.

BRASIL. Lei nº 4.084, de 30 de junho de 1962. Dispõe sobre a profissão de bibliotecário e regula seu exercício. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/L4084.htm. Acesso em: 26 set. 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 03 ago. 2016.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Gestão Pública. Ofício Circular nº 01/2012/SEGEP-MP, de 15 de fevereiro de 2012. Observância às normas que regulamentam a profissão de Bibliotecário. Disponível em: https://conlegis.planejamento.gov.br/conlegis/pesquisaTextual/atoNormativoDetalhesPub.htm?id=8890. Acesso em: 27 set. 2016.

BURKE, P. Problemas causados por Gutenberg: a explosão da informação nos primórdios da Europa moderna. Trad. de Almiro Piseta. Estudos Avançados. São Paulo, v. 16, n. 44, janeiro-abril 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-40142002000100010&script=sci_arttext. Acesso em: 11 jun.2015.

DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR. Instrumento de avaliação de cursos de graduação: presencial e a distância. Brasília, 2015.

ESTABEL, L. B.; MORO, E. L. S. Tratamento do livro: seleção, aquisição e organização do acervo da biblioteca. In: ESTABEL, L. B.; MORO, E. L. S. (Org.). Biblioteca: conhecimentos e práticas. Porto Alegre: Penso, 2014. p. 14-41.

EVANS, E. G. Developing library and information centre collections. 3er.ed. Englewond: Libraries Unlimited, 1995.

FIGUEIREDO, N. M. Bibliotecas universitárias e especializadas: paralelos e contrastes. Revista Biblioteconomia, Brasília, v. 7, n. 1, p. 09-25, jan.-jun. 1979a. Disponível em: http://www.brapci.ufpr.br/documento.php?dd0=0000002354&dd1=bb4c3. Acesso em: 27 out. 2015.

FIGUEIREDO, N. M. Avaliação de coleções e estudo de usuários. Brasília: Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal, 1979b.

FIGUEIREDO, N. M. Desenvolvimento e avaliação de coleções. 2. ed. Brasília: Thesaurus, 1998.

HOFFMANN, F. W.; WOOD, R. J. Library collection development policies: Academic, public, and special libraries. Scarecrow Press, Lanham, 2005.

KENNEDY, J. Collection management: a concise introduction. Wagga: Centre for Information Studies, Charles Sturt University, 2006.

LORENZEN, M. Information policy as library policy: intellectual freedom. Lecture # 20, Spring/Summer, 2009. (LIS 6010 WSU/LISP).

MACHADO, R. N.; SANTOS, S. S. Coleção de lastro: uma avaliação do estado de conservação. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA EM INFORMAÇÃO, 9., 2009, Salvador. Anais eletrônicos... Salvador: UFPE, 2002. Disponível em: http://api.ning.com/files/AwOyT6gC1eFqxzjvmeMmauyLmP0XDe8BTZaLqGCr6WjtqAgJmSjgjRYoFzzNpHVcHJZVWkeblCSzahf2dyrhRYLqWRM-50ln/ArtigoSelmaSantosIXCINFORM.pdf . Acesso em: 24 ago. 2016.

QUIVY, R.; CAMPENHOUDT, L. Manual de investigação em ciências sociais. 2. ed. Lisboa: Gradiva, 1998.

RIBEIRO, F. Da mediação passiva à mediação pós-custodial: o papel da Ciência da Informação na sociedade em rede. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.20, n.1, p. 63-70, jan./abr. 2010. Disponível em: http://www.ies.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/4440/3420. Acesso em: 11 jun. 2015.

SANCHES, C.; MEIRELES, M.; DE SORDI, J. O. Análise qualitativa por meio da lógica paraconsistente: método de interpretação e síntese de informação obtida por escalas Likert. In: ENCONTRO DE ENSINO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE, 3., 2011, João Pessoa. Anais eletrônicos... João Pessoa: Anpad, 2011. Disponível em: http://www.anpad.org.br/diversos/trabalhos/EnEPQ/enepq_2011/ENEPQ221.pdf . Acesso em: 30 ago. 2016.

VERGUEIRO, W. Desenvolvimento de coleções: uma nova visão para o planejamento de recursos informacionais. Ciência da Informação. Brasília, v. 22, n. 1, p. 13-21, jan.-abr. 1993.

VERGUEIRO, W. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília, DF: Briquet de Lemos/Livros, 2010.

WEITZEL, S. R. O desenvolvimento de coleções e a organização do conhecimento: suas origens e desafios. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.7, n.1, p.61-67, jan./jun., 2002.

WEITZEL, S. R. Desenvolvimento de coleções: origem dos fundamentos contemporâneos. TransInformação, Campinas, v. 24, n. 3, p. 179-190, set./dez., 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tinf/v24n3/a03v24n3.pdf. Acesso em: 11 jun. 2015.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Bonifácio Chaves de Almeida, Raymundo das Neves Machado

Downloads

Não há dados estatísticos.