Reflexões acerca da representação de documentos e a recepção informacional

Palavras-chave: Representação documentária, Recepção da informação, Cognição, Comunicação.

Resumo

Apresenta reflexões sobre representação documentária, relacionando-a à recepção informacional pelo indivíduo. A Ciência da Informação opera com o tratamento de documentos tendo a preocupação de tornar o usuário informado, para que, a partir das informações recebidas seja possível a geração de conhecimento. A metodologia empregada para desenvolvimento deste trabalho constituiu-se de levantamentos bibliográficos em bases de dados nacionais e estrangeiras, possibilitados pelo Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo (SIBI/USP). Verificou-se que existem relações entre os conceitos uma vez que a recepção informacional é otimizada por meio da adequada e fidedigna representação documentária, que perpassa processos cognitivos e compulsoriamente comunicativos para sua apropriação. Possibilita-se, deste modo, o desenvolvimento intelectual, científico, tecnológico e cultural da sociedade através do processo representativo. O ato de receber uma informação não propicia obrigatoriamente a geração de novos conhecimentos, porém é evidente que a área da Ciência da Informação pode auxiliar a partir da representação aliada aos processos cognitivos que envolvem o pensamento humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Giovana Deliberali Maimone, Universidade de São Paulo

Professora da Universidade de São Paulo.

Referências

ABRIL, G. Teoría general de la información. Madrid: Catedra, 1997.

ANDALÉCIO, A. L.; SOUZA, R. R. Ciência cognitiva e ciência da informação: paralelos. Informação & Informação, v. 13, n. 1, p. 72-80, 2008. DOI: 10.5433/1981-8920.

CHARTIER, R. A ordem dos livros: leitores, autores e bibliotecas na Europa entre os séculos XIV e XVIII. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1999.

CINTRA, A. M. M. et al. Para entender as linguagens documentárias. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Polis, 2002.

INGWERSEN, P. Information retrieval interaction. Michigan: Taylor Graham, 1992.

LARA, M. L. G. de; TÁLAMO, M. de F. G. M. Informação e produção de sentido: a integração da categoria recepção no processo documentário-informacional. Rumores – Revista Online de Comunicação, Linguagem e Mídias, v. 1, n. 2, 25 jun. 2008.

LYONS, J. Semântica – I. Lisboa: Editorial Presença, 1977.

LOPES, A. C. P. et al. Aspectos moleculares da transmissão sináptica. Medicina, Ribeirão Preto, v. 32, p. 167-188, abr./jun. 1999.

MELO, A. V. C. Contribuições possíveis dos estudos sobre processos cognitivos para a representação temática da informação. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 3, p. 67-79, 2013.

NEVES, D. A. Ciência da Informação e cognição humana: uma abordagem do processamento da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 35, n. 1, p. 39-44, jan./abr. 2006.

PINTO, L. P. A recepção da informação: apresentação ou representação? DataGramaZero, v. 11, n. 5, 2010.

SAMPAIO, D. A.; DANTAS, E. R. F.; NEVES, D. A. B. Nas entrelinhas da cognição: tópicos de representação da informação. Folha de Rosto, v. 3, n. 1, p. 24-31, 2017.

SMIT, J. W. A informação na Ciência da Informação. InCID: R. Ci. Inf. E Doc., Ribeirão Preto, v. 3, n. 2, p. 84 – 101, jul./dez. 2012.

SOUZA, E. G. As teorias documentárias e a organização da informação: a centralidade das categorias obra e usuário. In: CONGRESSO BRASILEIRO EM ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DO CONHECIMENTO, 4., 2017, Recife. Anais... Recife, 2017.

TÁLAMO, M. F. G. M. A pesquisa: recepção da informação e produção do conhecimento. DataGramaZero, v. 5, n. 2, 2004.

TÁLAMO, M. de F. G. M.; MAIMONE, G. D. Acesso ao bem cultural via estudos de informação: reflexões teóricas. Datagramazero – Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 13, n. 4, out. 2012.

VARELA, A. V. Informação, cognição e mediação: vertentes, contextos e pretextos. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, v. 1, n. 1, p. 21-45, 2008. DOI: 10.26512/rici.v1.n1.2008.891.

VENÂNCIO, L. S.; BORGES, M. E. N. Cognição situada: fundamentos e relações com a ciência da informação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 11, n. 22, p. 30-37, 2006. DOI: 10.5007/1518-2924.2006v11n22p30.

Publicado
2019-04-10
Como Citar
Maimone, G. D. (2019). Reflexões acerca da representação de documentos e a recepção informacional. RDBCI: Revista Digital De Biblioteconomia E Ciência Da Informação, 17, e019015. https://doi.org/10.20396/rdbci.v17i0.8654090