Modelagem de referência dos elementos centrais da “Ecologia da Informação” de Thomas H. Davenport

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v19i00.8663752

Palavras-chave:

Ambiente informacional, Gestão da informação, Modelo de excelência da gestão, Modelo de referência

Resumo

Introdução: Devido ao aumento considerável tanto do volume quanto da importância das informações para as organizações, a gestão eficiente dos ambientes informacionais organizacionais tornou-se uma necessidade. Para que essa eficiência seja alcançada, é essencial que haja uma correta compreensão da natureza e da dinâmica desses ambientes. O modelo da Ecologia da Informação de Thomas H. Davenport foi criado com esse fim, embora nem o livro original nem a literatura que o sucedeu tenham se aprofundado suficientemente nos aspectos práticos da sua implantação. Objetivo: Para superar essa lacuna, o presente trabalho propõe e aplica uma abordagem de modelagem que converte os elementos da “Ecologia da Informação” em elementos de referência direcionados à implantação no contexto organizacional. Metodologia: Em termos metodológicos, trata-se de uma pesquisa bibliográfica de cunho exploratório, realizada por meio das seguintes etapas: levantamento bibliográfico, análise do material coletado e desenvolvimento dos elementos de referência. Resultados: Como indicado, o resultado principal do trabalho são os elementos de referência: um conjunto de seis processos referenciais e uma arquitetura de referência para a gestão de ambientes informacionais. A inspiração para a criação dessa estrutura vem do Modelo de Excelência da Gestão (MEG), um modelo de referência gerencial e sistêmico, dotado dos aportes administrativos mais modernos e reconhecidos da atualidade. Conclusão: Ao indicarem uma arquitetura gerencial e práticas de gestão baseadas no modelo de Davenport, os elementos de referência poderão fornecer importante contribuição ao desempenho e ao sucesso organizacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Amanda Franzão Rodrigues da Silva, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Mestre em Inovação Tecnológica pelo Instituto de Ciências Tecnológicas e Exatas (ICTE/UFTM). Bibliotecária na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (Uberaba, MG - Brasil).

 

Leonardo Guimarães Garcia, Universidade de São Paulo

Doutor pela UFSCar na área de Informação Tecnológica e Estratégica. Professor Doutor no curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Universidade de São Paulo (Ribeirão Preto, SP - Brasil).

 

Referências

BRANDT, Mariana Baptista; VECHIATO, Fernando Luiz; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio. Encontrabilidade da informação na câmara dos deputados. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 41-64, 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/71734. Acesso em: 21 dez. 2020.

CAMARGO, Liriane Soares de Araújo. Metodologia de desenvolvimento de ambientes informacionais digitais a partir dos princípios da arquitetura da informação. 2010. 289 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) -- Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/103357. Acesso em: 21 dez. 2019.

CAMBOIM, Luzia Goés; TARGINO, Maria das Graças; SOUSA, Marckson Roberto Ferreira de. Gestão da informação em ambientes híbridos: condições de apoio da arquitetura da informação. Informação & Sociedade: estudos, João Pessoa, v. 26, n. 3, p. 21-30, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/29852. Acesso em: 18 abr. 2020.

DAVENPORT, Thomas H. Ecologia da Informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Modelo de excelência da gestão (MEG): guia de referência da gestão para excelência. 21. ed. São Paulo: FNQ, 2016.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Modelo de excelência da gestão (MEG): instrumento de avaliação da maturidade da gestão. 21. ed. São Paulo: FNQ, 2017.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. O que é um modelo de referência de gestão. [2017]. Disponível em: http://www.fnq.org.br/informe-se/noticias/o-que-e-um-modelo-de-referencia-de-gestao. Acesso em: 02 jan. 2020.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Sistema de indicadores. São Paulo: FNQ, 2014b. E-Book. Disponível em: http://www.fnq.org.br/informe-se/publicacoes/e-books. Acesso em: 15 maio 2020.

GEROLIMOS, Michalis; KONSTA, Rania Librarians’ skills and qualifications in a modern informational environment. Library Management, Bradford, v. 29, n. 8/9, p. 691-69, 2008. Disponível em: <http://www.emeraldinsight.com/doi/pdfplus/10.1108/01435120810917305>. Acesso em: 15 set. 2019.

GOMES, Henriette Ferreira. O ambiente informacional e suas tecnologias na construção dos sentidos e significados. Ciência da informação, Brasília, DF, v. 29, n. 1, p. 61-70, jan./abr. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v29n1/v29n1a7.pdf. Acesso em: 03 out. 2019.

LAZARTE, Leonardo. Ecologia cognitiva na sociedade da Informação. Ciência da informação, Brasília, DF, v. 29, n. 2, p. 43-51, maio./ago., 2000. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/53374. Acesso em: 19 dez. 2020.

LOUREIRO, Isabel Moniz Aragão; ALBAGLI, Sarita. O papel do ambiente informacional na geração do conhecimento e inovação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 9., 2008, São Paulo. Anais eletrônicos [...] São Paulo: Universidade de São Paulo, 2008. Disponível em: http://repositorios.questoesemrede.uff.br/repositorios/handle/123456789/1616 . Acesso em: 18 dez. 2019.

MACEDO, Flávia Lacerda Oliveira de. Arquitetura da informação: aspectos epistemológicos, científicos e práticos. 2005. 190f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) -- Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2005. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/35858. Acesso em: 10 dez. 2020.

MAIA, Marcos Felipe Gonçalves; VIANA, Rodney Haulien Oliveira. Coleções biológicas e bibliotecas universitárias: uma proposta para além do desenvolvimento sustentável. Informação & Informação, Londrina, PR, v. 23, n. 1, p. 58-76, 2018. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/25862/23230. Acesso em: 29 abr. 2020.

MARCONI, Marina de Andrade.; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação dos dados. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2006. 289 p.

MORESI, Eduardo Amadeu Dutra. Monitoração ambiental e complexidade. 2001. 191 f. Tese (Doutorado em Ciência da informação) -- Universidade de Brasília, Brasília, DF 2001. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/4920. Acesso em: 21 dez. 2020.

NADLER, David A. et al. Arquitetura organizacional: a chave para a mudança empresarial. 8. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1993. 265 p.

PAGLIUSO, Antônio Tadeu; CARDOSO, Rodolfo; SPIEGEL, Thais. Gestão organizacional: o desafio da construção do modelo de gestão. São Paulo: Saraiva, 2010.

PONCIO, Henry.; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio. Dos ambientes informacionais às ecologias informacionais complexas. Informação & Sociedade: estudos, Londrina, PR, v. 26, n. 1, p. 91-101, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/29438. Acesso em: 18 abr. 2020.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun., 1996. Disponível em: http://ppggoc.eci.ufmg.br/downloads/bibliografia/Saracevic1996.pdf. Acesso em: 31 out. 2019.

SILVA, Elizabeth Coelho Rosa e; VITORINO, Elizete Vieira. A gestão da informação sob a abordagem da Ecologia: possibilidades à competência em informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 22, n. 1, p. 242-66, 2016. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/viewFile/55547/37101. Acesso em: 12 abr. 2020.

SIQUEIRA, Jéssica Câmara. Glossário de neologismo da ciência da informação. São Paulo: Agbook, 2016.

SMARÇARO, Joana. A construção de um modelo de referência baseado em boas práticas para um setor de estocagem, preparação e movimentação de produtos petroquímicos. Rio de Janeiro, 2009. 202f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) -- Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

Publicado

2021-06-03

Como Citar

SILVA, A. F. R. da .; GARCIA, L. G. . Modelagem de referência dos elementos centrais da “Ecologia da Informação” de Thomas H. Davenport . RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 19, n. 00, p. e021013, 2021. DOI: 10.20396/rdbci.v19i00.8663752. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8663752. Acesso em: 25 set. 2021.