Teoria Ator-Rede (TAR) como alternativa à superação das dualidades presentes nos estudos de comportamento informacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v19i00.8664905

Palavras-chave:

Teoria Ator-Rede, Comportamento informacional, Estudos de usuários

Resumo

Introdução: No campo dos estudos de usuários da informação, a mudança do paradigma centrado no sistema para o centrado no usuário da informação trouxe aspectos individuais e cognitivos das atividades informacionais para o primeiro plano. Esse ponto de vista foi criticado por abordagens sociais emergentes por negligenciar aspectos sociais e de contexto. Esse movimento gera tensões entre investigadores que adotam posicionamentos focados na centralidade no usuário, ou no contexto ou em alguma posição intermediária entre os dois polos, o que inevitavelmente interfere nos resultados de suas pesquisas. Objetivo: O artigo objetiva analisar a Teoria Ator-Rede (TAR) como uma alternativa às polaridades reducionistas presentes no campo de estudos de usuários. Metodologia: A análise foi realizada por meio de revisão bibliográfica sobre estudos de usuários, comportamento informacional e TAR. Resultados: O estudo revela uma abordagem diferenciada no rastreamento de atividades informacionais ao considerar que usuários da informação, sejam eles individuais ou coletivos, continuamente trocam propriedades em um mesmo plano, sem a referida polarização ou a busca por posições intermediárias. Conclusões: O artigo apresenta a TAR não apenas como uma alternativa coerente, mas oportuna para a apreensão de fenômenos informacionais contemporâneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Eduardo Augusto de Andrade, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Coordena Programas Executivos de pós-graduação do IBMEC/MG (Belo Horizonte, MG -Brasil).

Rodrigo Moreno Marques, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Pesquisador do Departamento de Teoria e Gestão da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte, MG - Brasil).

Referências

ALCADIPANI, Rafael.; TURETA, Cesar. Teoria ator-rede e estudos críticos em administração: possibilidades de um diálogo. Cadernos EBAPE.BR, v.7, n. 3, p. 405-418, set. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512009000300003. Acesso em: 21set. 2019

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Correntes teóricas da ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 38, n. 3, p. 192-204, set./dez., 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ci/v38n3/v38n3a13. Acesso em: 15 nov. 2020

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Arquivologia, biblioteconomia, museologia e ciência da informação: o diálogo possível. Brasília: Briquet de Lemos, 2014. 196 p. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/museologia/article/view/17180. Acesso em: 10 out. 2020

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Estudos de usuários da informação: comparação entre estudos de uso, de comportamento e de práticas a partir de uma pesquisa empírica. Informação em Pauta, Fortaleza, v. 1, p. 61-78, 30 jun. 2016. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/2970. Acesso em: 25 jul.2019

ARAUJO, Ronaldo Ferreira de. Apropriações de Bruno Latour pela Ciência da Informação no Brasil: descrição, explicação e interpretação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 14, p. 240-240, 2009a. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-99362009000300021&script=sci_arttext. Acesso em: 17 set 2020

ARAUJO, Ronaldo Ferreira de. Leituras de Bruno Latour na ciência da informação: analisando citações. Ponto de Acesso, Salvador, v. 3, p. 299-316, 2009b. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/330299229_LEITURAS_DE_BRUNO_LATOUR_NA_CIENCIA_DA_INFORMACAO_ANALISANDO_CITACOES. Acesso em: 01 mai 2020

BELKIN, Nicholas J. Anomalous states of knowledge as a Basis for Information Retrieval. The Canadian Journal of Information Science, v. 5, p. 133-143, 1980. Disponível em: https://tefkos.comminfo.rutgers.edu/Courses/612/Articles/BelkinAnomolous.pdf. Acesso em: 08 jan 2021

BELKIN, Nicholas J. The cognitive viewpoint in information science. Journal of Information Science, v. 16, n. 1, p. 11-15, 1990. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/016555159001600104. Acesso em: 24 nov 2020

BERTI, Ilemar Christina Lansoni Wey; ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Pressupostos da teoria ator-rede para os estudos das práticas informacionais. Informação & Sociedade-Estudos, v. 28, n. 2, p. 285-294, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/ies/article/view/38024. Acesso em: 03 dez. 2020

BOLZANI JÚNIOR, Geraldo Morceli. Avaliação em estudos de futuros de setores industriais na perspectiva da teoria ator-rede. Estudo de caso: Observatórios da Indústria do Sistema Federação da Indústria do Estado do Paraná (FIEP). 2017. Tese (Doutorado em Tecnologia e Sociedade) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba. Disponível em: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2555. Acesso em: 15 nov. 2020

CALLON, Michael; LAW, John. After the individual in society: Lessons on collectivity from science, technology and society. The Canadian Journal of Sociology / Cahiers canadiens de sociologie, v. 22, n. 2, p. 165–182. 1997. Disponível em https://www.brown.edu/Departments/Joukowsky_Institute/events/cogutmaterialworlds/files/5586882.pdf. Acesso em: 17 nov. 2020

CAVALCANTE, Ricardo Bezerra; ESTEVES, Cristiano José da Silva; GONTIJO, Tarcísio Laerte; BRITO, Maria José Menezes; GUIMARAES, Eliete Albano de Azevedo. Rede de atores e suas influências na informatização da Atenção Básica à Saúde no Brasil. Interface, v. 23, 2019.

CAVALCANTI, Maria Fernanda Rios; ALCADIPANI, Rafael. Organizações como processos e Teoria Ator Rede: a contribuição de John Law. Cadernos EBAPE.BR, v. 11, n. 4, p. 556-568, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1679-39512013000400006&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 08 dez. 2020

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac, 2006.

COOL, Colleen. The concept of situation in information science. Annual Review of Information Science and Technology, v. 35, p. 5-42. 2001. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=EJ639574. Acesso em: 08 jan. 2021

COURTRIGHT, Christina. Context in information behavior research. Annual Review of Information Science and Technology, v. 41, n. 1, p. 273–306. 2007. Disponível em: https://asistdl.onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/aris.2007.1440410113. Acesso em: 19 nov. 2020

CRUZ, Ruleanderson do Carmo; ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Sujeito informacional, conceito em emergência: uma revisão teórico-conceitual de periódicos Ibero-Americanos. Informação & Sociedade-Estudos, v. 30, p. 1-22, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/43934. Acesso em: 07 fev. 2021

CUSTÓDIO, Pollyana Ágata Gomes da Rocha. As bases teóricas expressas nas teses dos programas de pós-graduação em Ciência da Informação no Brasil: uma análise cientométrica. 2018. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/154015. Acesso em: 19 nov. 2020

DAVENPORT, Elisabeth. Actor-network theory and organizing. Management Learning, v. 37, n. 2, p. 248-250, 2006. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/135050760603700208. Acesso em: 25 jan. 2021

DAY, Ronald E. Death of the user: reconceptualizing subjects, objects, and their relations. Journal of the American Society for Information Science and Technology, Silver Spring, v. 62, n. 1, p. 78–88, 2011. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/asi.21422/epdf. Acesso em: 08 fev. 2021.

DELANDA, Manuel. Deleuze: History and Science. New York: Atropos Press, 2010.

DERVIN, Brenda; NILAN, Michael. Information needs and uses. Annual Review of Information Science and Technology, v. 21, p. 3–33. 1986. Disponível em: http://www2.hawaii.edu/~donnab/lis670/dervin_nilan.pdf. Acesso em: 08 out. 2020

DERVIN, Brenda. Given a context by any other name: Methodological tools for taming the unruly beast. In: VAKKARI Pertti.; SAVOLAINEN Reijo; DERVIN Brenda (ed.)., Information seeking in context. London: Taylor Graham. 1997. p. 13–38. Disponível em: http://tefkos.comminfo.rutgers.edu/Courses/612/Articles/dervin97context.pdf. Acesso em: 10 out. 2020

DERVIN, Brenda. Sense-making theory and practice: an overview of user interests in knowledge seeking and use. Journal of Knowledge Management, v. 2, n. 2, dec. 1998. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/13673279810249369/full/html. Acesso em: 10 out. 2020

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Estudos de uso e usuários da informação. Brasília: IBICT, 1994. Disponível em: http:/livroaberto.ibict.br/handle/1/452. Acesso em: 04 fev 2021

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias; COSTA, Sely Maria de Souza. Comportamento dos professores da educação básica na busca da informação para formação continuada. Ciência da Informação, v. 32, n. 3, p. 54-61, set./dez. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-19652003000300007&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 16 fev. 2021

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias; COSTA, Sely Maria de Souza. Evolução teórico-metodológica dos estudos de comportamento informacional de usuários. Ciência da Informação, v. 39, n. 1, p. 21-32, jan./abr., 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ci/v39n1/v39n1a02. Acesso em: 08 jan. 2021

GONZÁLEZ-TERUEL, Aurora. Referentes teóricos y dimensiones aplicadas en el studio del usuario de la información. In: GONZÁLEZ-DE-GÓMEZ, M. Nélida; RABELLO, Rodrigo (ed.). Informação: agentes e intermediação. Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, 2017. p, 135-194. Disponível em: http://eprints.rclis.org/31733/. Acesso em: 09 fev. 2021

KARI, Jarkko; SAVOLAINEN, Reijo. Towards a contextual model of information seeking on the Web. New review of information behaviour research, v, 4, n. 1, p. 155-175, 2003. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/14716310310001631507. Acesso em: 13 dez. 2020

KUHLTHAU, Carol C. Inside the search process: information seeking from the users perspective. Journal of the American Society for Information Science, Washington, 1991, v. 42, n. 5, p. 361-371. Disponível em: https://ils.unc.edu/courses/2014_fall/inls151_003/Readings/Kuhlthau_Inside_Search_Process_1991.pdf. Acesso em: 15 nov. 2020

LATOUR, Bruno. Reassembling the social: An introduction to actornetwork- theory. Oxford, UK: Oxford University Press, 2005. Disponível em: https://is.muni.cz/el/fss/jaro2017/SAN103/um/Latour_Reassembling_the_Social.pdf. Acesso em: 05 fev. 2021

LATOUR, Bruno. Ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. 2.ed. São Paulo: Editora UNESP, 2011. 422 p. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832000000100014. Acesso em: 03 dez 2019

LATOUR, Bruno. Reagregando o social: uma introdução à teoria do ator-rede. Salvador/Bauru: Edufba/Edusc, 2012a. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha/article/view/2175-8034.2012v14n1-2p238. Acesso em: 05 fev. 2020

LATOUR, Bruno. Faturas/Fraturas: da noção de rede à noção de vínculo. ILHA, v. 16, n. 2, p. 123–146. 2015. DOI http://dx.doi.org/10.5007/2175-8034. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha/issue/view/3120. Acesso em: 17 dez. 2020.

LATOUR, Bruno; HERMANT, Emilie. Paris: Invisible city. Paris: La Découverte-Les Empêcheurs de penser en rond, 1998. Disponível em : http://www.bruno-latour.fr/virtual/PARIS-INVISIBLE-GB.pdf. Acesso em : 12 dez. 2020

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia de pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: UFMG, 1999. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/287028/mod_resource/content/1/Laville%2C%20Christian%20%20Dionne%2C%20Jean_A%20Construcao%20do%20Saber%20%28completo%29.pdf. Acesso em: 19 out 2020

LAW, John. The structure of sociotechnical engineering: a review of the new sociology of technology. The Sociological Review, v. 35, n. 2, p. 404-425, 1987. DOI: 10.1111/j.1467-954X.1987.tb00015.x. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/229707066_The_Structure_of_Sociotechnical_Engineering_-_A_Review_of_the_New_Sociology_of_Technology. Acesso em: 08 jan. 2021

LAW, John. Notas sobre a teoria do ator-rede: ordenamento, estratégia e heterogeneidade. Tradução: Fernando Manso. 1992a. Disponível em: http://www.necso.ufrj.br/Trads/Notas%20sobre%20a%20teoria%20Ator-Rede.htm. Acesso em: 02 mar. 2020

LAW, John. Where are the missing masses? The sociology of a few mundane artifacts. In: BIJKER, Wiebe.; LAW, John (ed.). Shaping technology/building society: studies in sociotechnical Change. London: MIT Press, 1992b. Disponível em: http://www.bruno-latour.fr/sites/default/files/50-MISSING-MASSES-GB.pdf. Acesso em: 05 out. 2020

LAW, John. After ANT: complexity, naming and topology. In: LAW, John.; HASSARD, John. (ed.). ANT and After. Oxford, Blackwell/Sociological Review. p.1-14, 1999. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1467-954X.1999.tb03479.x. Disponpivel em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1111/j.1467-954X.1999.tb03479.x. Acesso em: 05 jan 2021

LAW, John. Objects and spaces. Theory, culture & society, [S.l.], v.19, n. 5/6, 2002. Disponível em: http://ewasteschools.pbworks.com/f/Law2002ObjectsandSpacesTheoryCulture%26Society.pdf. Acesso em: 05 dez. 2020

LAW, John. On sociology and STS. The sociological review. v. 56, n. 4, p. 623-649, 2008. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1467-954X.2008.00808.x. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1111/j.1467-954X.2008.00808.x. Acesso em: 17 dez. 2020

LEE, N.; BROWN, S. Otherness and the Actor Network – the undiscovered Continent. American Behavioral Scientist, v. 37, n. 6, p. 772-790, 1994

MARTINEZ-SILVEIRA, Martha Silvia; ODDONE, Nanci. Necessidades e comportamento informacional: conceituação e modelos. Ciência da Informação, Brasília, v. 36, n. 1, p. 118-127, maio/ago. 2007. DOI: 10.1590/S0100-19652007000200012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19652007000200012&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 03 fev.2021

MATTA, Rodrigo Octávio Beton; SILVA, Helen de Castro. Em busca de um modelo de comportamento informacional de usuários de informação financeira pessoal. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, ANCIB, 11., 2010. Anais... [S.l.], 2010. p. 1-21. Disponível em: http://repositorios.questoesemrede.uff.br/repositorios/bitstream/handle/123456789/1713/Em%20busca%20-%20Matta.pdf?sequence=1. Acesso em: 28 jan. 2021

MCKENZIE, Pamela J. A model of information practices in accounts of everyday-life information seeking. Journal of Documentation, v. 59, n. 1, p. 19–40, 2003. Disponível em: https://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.464.2799&rep=rep1&type=pdf. Acesso em: 15 fev. 2021

MOURA, Carolina Silva de. Associações sociotécnicas: Mediações algorítmicas e a economia das ações no Facebook. 2018. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-graduação em Comunicação – Universidade Federal de Goiás -Goiânia. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8427. Acesso em: 04 abr. 2020

NONAKA, Ikujiro; KONNO, Noboru. The Concept of “Ba”: Building a foundation for knowledge creation. California Management Review, v 3, n. 40, spring, 1998. Disponível em: https://home.business.utah.edu/actme/7410/Nonaka%201998.pdf. Acesso em: 01 mar. 2021

OLSSON, Michael. Understanding users: Context communication and construction. Challenging ideas: ALIA 2004 Biennial Conference (p. 1–9). Gold Coast, Australia: Australian Library and Information Association, 2004.

PETTIGREW, Karen E.; FIDEL, Raya; BRUCE Harry. Conceptual frameworks in information behavior. Annual Review of Information and Technology. v. 35 p. 43-78, 2001. Disponivel em: http://faculty.washington.edu/fidelr/RayaPubs/ConceptualFrameworks.pdf. Acesso em: 20 out. 2020

PINTO, Flávia Virginia Melo; ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Estudos de usuários: quais as diferenças entre os conceitos comportamento informacional e práticas informacionais? Ciência da Informação em Revista, Maceió. v. 6, n. 3, p. 15-33, set./dez, 2019. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/8037. Acesso em: 18 dez. 2020

PRESSER, Nadi Helena; SOUZA, Edivanio Duarte. Comportamento informacional em ambientes organizacionais: abordagem de estudo do contexto social. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - ENANCIB, 13., Rio de Janeiro, 2012. Anais... 2012. Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: https://bit.ly/3HI7xxn. Acesso em: 12 jan. 2021

RENDÓN-ROJAS, Miguel Ángel; GARCÍA CERVANTES, Alejandro Luis. El sujeto informacional en el contexto contemporáneo. Un análisis desde la epistemología de la identidad comunitariainformacional. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 17, n. 33, p. 30-45, jan./abr. 2012. Disponível em: https://ur.booksc.org/dl/73549412/f6cdc0?jsh=ab295759482755c6. Acesso em: 03 fev. 2021

SANTOS, Fernando Bittencourt dos; MARTINS, Maria Fernanda da Silva. Comportamento informacional de profissionais da área de meteorologia do Brasil e de Portugal: um estudo exploratório. Páginas a&b. v. 3 (especial), p. 73– 86, 2016. Disponível em: http://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/1452. Acesso em: 19 dez. 2020

SARACEVIC, Tefko. Information Science: origins, evolution lations. In: VAKKARI, Pertti., CRONIN, Blaise (ed.). Conceptions of library and information science. Graham Taylor, London and Los Angeles, p. 5-27, 1992. Disponível em: https://www.academia.edu/925298/Information_science_origin_evolution_and_relations. Acesso em: 04 set. 2020

SERVA, Maurício; DIAS, Taisa; ALPERSTEDT Graziela Dias. Paradigma da complexidade e teoria das organizações: uma reflexão epistemológica. Revista de Administração de Empresas, v. 50, n. 3, p. 276-287, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rae/v50n3/04.pdf. Acesso em: 01 out. 2020

TABAK, Edin. Jumping between context and users: A difficulty in tracing information practices. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 65, n. 11, p. 2223–2232, 2014. Disponível em: https://asistdl.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/asi.23116. Acesso em: 24 abr. 2020

TALJA, Sanna. Constituting “information” and “user” as research objects: A theory of knowledge formations as an alternative to the information man-theory. In: VAKKARI, Pertti; SAVOLAINEN, Reijo; DERVIN Brenda. (ed.). Proceedings of an International Conference on Information Seeking in Context. London: Taylor Graham Publishing, 1997, p. 67–80. Disponível em: https://tefkos.comminfo.rutgers.edu/Courses/612/Articles/Talja.pdf. Acesso em: 02 mai. 2020

TALJA, Sanna.; KESO, Heidi; PIETILÄINEN, Tarja. The production of “context” in information seeking research: A metatheoretical view. Information Processing & Management, v. 35, n. 6, p. 751–763, 1999. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0306457399000242. Acesso em: 15 nov. 2020

TALJA, Sana; HARTEL, Jenna. Revisiting the user-centered turn in information science research: An intellectual history perspective. Information Research, v. 12, n. 4, 2007. Disponível em: http://informationr.net/ir/12-4/colis04.html. Acesso em: 15 nov. 2020

TAYLOR, Robert S. Value-added processes in information systems. Norwood: Ablex, 1986. DOI: https://doi.org/10.1002/leap/10034br3. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/leap/10034br3. Acesso em: 22 fev. 2020

TONELLI, Dany Flávio. Origens e afiliações epistemológicas da Teoria Ator-Rede: implicações para a análise organizacional. Cadernos EBAPE.BR. v. 14, n. 2, p. 377-390, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1679-395141596. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1679-39512016000200377&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 20 fev. 2021

VACARI, Isaque et al. Desenvolvimento de Software na Embrapa: Abordagem a partir da Teoria Ator-Rede. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, v. 4, n. 3, p. 64-88, 2017. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/RBGI/article/view/4925. Acesso em: 15 nov. 2020

VAKKARI, Pertti.; SAVOLAINEN, Reijo; DERVIN, Brenda. (ed.). Information seeking in context: proceedings of an international conference on research in information needs, seeking and use in different contexts. London: Taylor Graham, 1997. Disponível em:

http://www.gbv.de/dms/goettingen/236936123.pdf. Acesso em: 17 dez. 2020

WILSON, Thomas Daniel. On user studies and information needs. Journal of Documentation, London. v.37, n. 1, p. 3-15, 1981. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/249364883_On_User_Studies_and_Information_Needs. Acesso em: 15 jan. 2021

WILSON, Thomas Daniel. Human information behavior. Informing Science Research, v.3, n.2, p. 49-55, 2000. Disponível em: http://inform.nu/Articles/Vol3/v3n2p49-56.pdf. Acesso em: 12 dez. 2020.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-11-17

Como Citar

ANDRADE, E. A. de; MARQUES, R. M. . Teoria Ator-Rede (TAR) como alternativa à superação das dualidades presentes nos estudos de comportamento informacional. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 19, n. 00, p. e021028, 2021. DOI: 10.20396/rdbci.v19i00.8664905. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8664905. Acesso em: 30 jun. 2022.