Acessibilidade Web dos sites das bibliotecas das Universidades Federais do Estado de Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v20i00.8666922

Palavras-chave:

Biblioteca, Website, Acessibilidade Web, Avaliação de acessibilidade

Resumo

Introdução/Objetivo: Pesquisa de natureza mista que teve como objetivo verificar se os sites das bibliotecas das Universidades Federais do Estado de Minas Gerais estão adequados quanto aos recursos de acessibilidade Web. Metodologia: Na etapa 1 foi realizada pesquisa bibliográfica em livros e periódicos e também uma pesquisa documental por leis, decretos e sites governamentais que versam sobre acessibilidade. Na etapa 2 foram selecionadas como amostra as 11 Universidades Federais do Estado de Minas Gerais, onde foi solicitado, por e-mail e plataforma Fala.BR, o quantitativo de discentes matriculados, bem como o número de discentes que se declaram com algum tipo de deficiência. Na etapa 3 foi realizada, nos sites das bibliotecas das 11 instituições da amostra, avaliação automática de acessibilidade Web utilizando o serviço Assistente de Simulador de Acessibilidade de Sítios (ASES) e; avaliação heurística de acessibilidade Web por meio de diretrizes de acessibilidade criando, ao final da avaliação por heurísticas, uma lista de sete elementos já implementados ou que poderiam ser implementados nos sites das bibliotecas, sendo eles: 1) descrição de acessibilidade; 2) menu de salto; 3) contraste; 4) tamanho da fonte; 5) navegação por teclas; 6) Vlibras e; 7) áudio do texto. Resultados: A pesquisa indicou baixo percentual de Pessoas com Deficiências inseridas nas universidades mineiras, se comparado ao Censo 2010. Entretanto, isso não é motivo para que as universidades deixem de aperfeiçoar os recursos de acessibilidade Web em seus respectivos sites. Muito pelo contrário, as universidades podem desenvolver recursos acessíveis que atendam diferentes necessidades/níveis de Pessoas com Deficiências. Conclusão: A combinação entre as técnicas de avaliação, automática e heurística são fundamentais para uma análise mais completa da acessibilidade Web.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marcos de Souza, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutor em Ciência da Informação na área de Gestão e Organização do Conhecimento pela Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte, MG - Brasil).

Fernanda Gomes Almeida, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora em Gestão e Organização do Conhecimento pela Universidade Federal de Minas Gerais. Bibliotecária na Biblioteca Universitária da Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte, MG - Brasil).

Referências

AL-JABIR, Ahmed et al. Impact of the coronavirus (COVID-19) pandemic on surgical practice - Part 1. International Journal of Surgery, London, v.79, p. 168-179, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ijsu.2020.05.022. Acesso em: 07 jun. 2021.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). ABNT NBR 15559: Acessibilidade - Comunicação na prestação de serviços. Rio de Janeiro: ABNT, 2008.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). ABNT NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro: ABNT, 2020.

BENYON, David. Interação humano-computador. 2 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.

BRASIL. Lei 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Brasília: Presidência da República, 1991. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8112compilado.htm. Acesso em: 29 jul. 2021.

BRASIL. Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l10098.htm. Acesso em: 27 jul. 2021.

BRASIL. Decreto nº 3.956, de 08 de outubro de 2001. Promulga a Convenção Interamericana para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Pessoas Portadoras de Deficiência.Brasília: Presidência da República, 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2001/d3956.htm. Acesso em: 27 jun. 2021.

BRASIL. Decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis nos 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5296.htm. Acesso em: 27 jun. 2021.

BRASIL. Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007. Brasília: Presidência da República, 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6949.htm. Acesso em: 27 jun. 2021.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. ASES: sobre o software. In: BRASIL. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Portal do Software Público Brasileiro. [Brasília]: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, [201-]. Disponível em: https://softwarepublico.gov.br/social/ases. Acesso em: 01 jul. 2021.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5º, no inciso II do § 3º do art. 37 e no § 2º do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei nº 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm. Acesso em: 03 nov. 2021.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. eMAG Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico. Brasília: MP, SLTI, 2014. Disponível em: http://emag.governoeletronico.gov.br/. Acesso em: 28 jul. 2021.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília: Presidência da República, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm#art112. Acesso em: 27 jul. 2021.

BRASIL. Decreto 9.508, de 24 de setembro de 2018. Reserva às pessoas com deficiência percentual de cargos e de empregos públicos ofertados em concursos públicos e em processos seletivos no âmbito da administração pública federal direta e indireta. Brasília: Presidência da República, 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/decreto/D9508.htm. Acesso em: 29 jul. 2021.

BRASIL. Ministério da Economia. Acessibilidade digital. In: BRASIL. Ministério da Economia. Governo Digital. Brasília: Ministério da Economia, 2020a. Disponível em: https://www.gov.br/governodigital/pt-br/acessibilidade-digital. Acesso em: 01 jul. 2021.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2020]b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 29 jul. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Saúde declara transmissão comunitária nacional. [Brasília]: Ministério da Saúde, 2020c. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/ministerio-da-saude-declara-transmissao-comunitaria-nacional. Acesso em: 07 jun. 2021.

CRESWELL, John W.; CLARK, Vick L.Plano. Pesquisa de métodos mistos. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

COHEN, Regina; DUARTE, Cristiane; BRASILEIRO, Alice. Acessibilidade a Museus. Brasília: MinC/Ibram, 2012. Disponível em: https://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2013/07/acessibilidade_a_museu_miolo.pdf. Acesso em: 27 jul. 2021.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL; NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E COORDENAÇÃO DO PONTO BR. Dimensões e características da Web brasileira: um estudo do .gov.br. [São Paulo]: CGI.br; NIC.br, 2010. Disponível em: https://www.cgi.br/media/docs/publicacoes/2/cgibr-nicbr-censoweb-govbr-2010.pdf. Acesso em: 14 jun. 2021.

DIAS, Claudia. Usabilidade na Web: criando portais mais acessíveis. Altabook: Rio de Janeiro, 2003.

DISCHINGER, Marta; ELY, Vera Helena Moro Bins; PIARDI, Sonia Maria Demeda Groisman. Promovendo acessibilidade espacial nos edifícios públicos: Programa de Acessibilidade às Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida nas Edificações de Uso Público. Florianópolis: MPSC, 2012. Disponível em: https://www.mpam.mp.br/attachments/article/5533/manual_acessibilidade_compactado.pdf. Acesso em: 07 jun. 2021.

DORNELES, Vanessa Goulart; AFONSO, Sonia; ELY, Vera Helena Moro Bins. O desenho universal em espaços abertos: uma reflexão sobre o processo de projeto. Gestão e Tecnologia de Projetos, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 55-67, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.4237/gtp.v1i8.251. Acesso em: 27 jul. 2021.

FEITOSA, Lucas de Souza Ramalhaes; RIGHI, Roberto. Acessibilidade arquitetônica e desenho universal no mundo e Brasil. Revista Nacional de Gerenciamento de Cidades, v. 04, n. 28, p. 15-31, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.17271/2318847242820161371. Acesso em: 16 jun. 2021.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HEURISTICS. In: OXFORD Advanced Learner’s Dictionary of Current English. Oxford: Oxford University Press, 2005.

HEURISTICS. In: DICTIONARY.com. [Oakland: Rock Holdings], c2021. Disponível em: https://www.dictionary.com/browse/heuristics. Acesso em: 03 nov. 2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Nota Técnica 01/2018: releitura dos dados de pessoas com deficiência no Censo Demográfico 2010 à luz das recomendações do Grupo de Washington. [Rio de Janeiro]: IBGE, 2018. Disponível em: https://ftp.ibge.gov.br/Censos/Censo_Demografico_2010/metodologia/notas_tecnicas/nota_tecnica_2018_01_censo2010.pdf. Acesso em: 30 out. 2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pessoas com deficiência. In: INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). IBGEeduca. [Rio de Janeiro]: IBGE, c2021. Disponível em: https://educa.ibge.gov.br/jovens/conheca-o-brasil/populacao/20551-pessoas-com-deficiencia.html. Acesso em: 26 jun. 2021.

JOÃO, Belmiro do Nascimento (Org.). Usabilidade e Interface Homem-Máquina. São Paulo: Pearson, 2017.

MELO, Amanda Meincke. Acessibilidade na Web. In: PUPO, Deise Tallarico; MELO, Amanda Meincke; FERRÉS, Sofia Pérez (Orgs.). Acessibilidade: discurso e prática no cotidiano das bibliotecas. Campinas: UNICAMP/Biblioteca Central Cesar Lattes, 2006. p. 33-38.

MONTENEGRO, Nadja G.S. Dutra; SANTIAGO, Zilsa Maria Pinto; SOUZA, Valdemice Costa de. Guia de Acessibilidade: Espaço Público e Edificações. Fortaleza: SEINFRA-CE, 2009. Disponível em: https://www.solucoesparacidades.com.br/wp-content/uploads/2010/02/01%20-%20GUIA_DE_ACESSIBILIDADE_CEARA.pdf. Acesso em: 26 jun. 2021.

ROTHAN, Hussin A.; BYRAREDDY, Siddappa N. The epidemiology and pathogenesis of coronavirus disease (COVID-19) outbreak. Journal of Autoimmunity, [New York], v. 109, p. 102433, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jaut.2020.102433. Acesso em: 07 jun. 2021.

SCHUCHMANN, Alexandra Zanella et al. Isolamento social vertical X Isolamento social horizontal: os dilemas sanitários e sociais no enfrentamento da pandemia de COVID-19. Brazilian Journal of Health Review, São José dos Pinhais, v. 3, n. 2, p. 3556-3576, 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/9128. Acesso em: 07 jun. 2021.

TANAKA, Eduardo Hideki. Método baseado em heurísticas para avaliação de acessibilidade em sistemas de informação. 2009. Tese (Doutorado em Ciência da Computação) - Instituto de Computação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/275827/. Acesso em: 30 out. 2021.

TIETJEN, Carlos. Acessibilidade e ergonomia. Curitiba: Contentus, 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG). Plano para o retorno presencial de atividades não adaptáveis ao modo remoto na UFMG. [Belo Horizonte]: UFMG, 2021. Disponível em: https://ufmg.br/storage/5/6/0/5/5605bbca05ab100a6f9946f7e5402855_16237752621319_1639181798.pdf. Acesso em: 16 jun. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA (UFU). Sistema de Bibliotecas. Uberlândia: UFU, 2021. Disponível em: https://bibliotecas.ufu.br/. Acesso em: 03 nov. 2021.

U.S. GENERAL SERVICES ADMINISTRATION (GSA). About us. [Washington, D.C]: GSA, 2018. Disponível em: https://www.section508.gov/about-us. Acesso em: 25 jul. 2021.

U.S. GENERAL SERVICES ADMINISTRATION (GSA). IT Accessibility Laws and Policies. [Washington, D.C]: GSA, 2020. Disponível em: https://www.section508.gov/manage/laws-and-policies/. Acesso em: 25 jul. 2021.

W3C. About W3C standard. [S.l.]: W3C, c2012. Disponível em: https://www.w3.org/standards/about.html/. Acesso em: 25 jul. 2021.

W3C. Web Accessibility Evaluation Tools List. [S.l.]: W3C, c2020. Disponível em: https://www.w3.org/WAI/ER/tools/. Acesso em: 20 jul. 2021.

W3C. All standards and drafts. [S.l.]: W3C, c2021. Disponível em: https://www.w3.org/TR/. Acesso em: 25 jul. 2021.

W3C BRASIL. Cartilha de Acessibilidade na Web do W3C Brasil: Fascículo I – Introdução. [São Paulo]: W3C Brasil; CGI.br; NIC.br, 2013. Disponível em: https://www.w3c.br/pub/Materiais/PublicacoesW3C/cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I.html. Acesso em: 25 jul. 2021.

WEB PARA TODOS. Número de sites brasileiros aprovados em todos os testes de acessibilidade mantém crescimento, mas ainda é menos de 1% do total. São Paulo: WPT, c2021. Disponível em: https://mwpt.com.br/numero-de-sites-brasileiros-aprovados-em-todos-os-testes-de-acessibilidade-mantem-crescimento-mas-ainda-e-menos-de-1-do-total/. Acesso em: 03 nov. 2021.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-11-11

Como Citar

SOUZA, M. de; ALMEIDA, F. G. Acessibilidade Web dos sites das bibliotecas das Universidades Federais do Estado de Minas Gerais. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 19, n. 00, p. e021027, 2021. DOI: 10.20396/rdbci.v20i00.8666922. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8666922. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos de Pesquisa