Literatura como ato irredutível a conhecimento

Autores

  • Alcir Pecora Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/remate.v34i2.8635849

Palavras-chave:

Ensino de literatura. Conhecimento. Factividade.

Resumo

A literatura pode instruir ou educar, além de comover e deleitar, como se descreve nas preceptivas antigas, mas a sua finalidade não é o conhecimento. Isto significa não apenas que ela não tem por objetivo gerar conceitos, mas também que ela não se deixa traduzir por uma metalinguagem capaz de substituir o objeto do fazer, que permanece irredutível em sua própria operação. A literatura se dá, portanto, como ato de produção e apenas subsiste como instância de um fazer, isto é, como factividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alcir Pecora, Universidade Estadual de Campinas

Professor titular da Área de Teoria Literária, no Depto. de Teoria Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Autor de Teatro do sacramento (Edusp/Editora da Unicamp, 1994); Máquina de gêneros (Edusp, 2001); As excelências do Governador (Companhia das Letras, 2002); Rudimentos da vida coletiva (Ateliê, 2003). Editou vários livros de Vieira, entre eles, dois volumes de Sermões (Hedra, 2000-1) e os Índices das Cousas Mais Notáveis (Hedra, 2010); é editor das obras completas de Hilda Hilst e de Roberto Piva (Globo).

Downloads

Publicado

2014-11-25

Como Citar

PECORA, A. Literatura como ato irredutível a conhecimento. Remate de Males, Campinas, SP, v. 34, n. 2, p. 307–312, 2014. DOI: 10.20396/remate.v34i2.8635849. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/remate/article/view/8635849. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Literatura e conhecimento