Estudo bibliométrico e epistemológico das teses de doutorado do PPGE-UFSCar (1993-2005)

Autores

  • Marcio Coelho Instituto de Filosofia Santo Tomás de Aquino
  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v6i2.8635376

Palavras-chave:

Pesquisa educacional, Análise bibliométrica, Análise epistemológica.

Resumo

Considerando as mudanças que ocorreram no contexto histórico-social e também na pesquisa em Educação no Brasil a partir da década de 1990, este estudo analisou a produção científica do PPGE-UFSCar, tendo como objeto 55 teses defendidas na Área de Fundamentos da Educação, entre 1993 e 2007, submetidas à análise bibliométrica e epistemológica, objetivando determinar qual o paradigma foi predominante no período. O resultado revelou que o Marxismo foi utilizado em mais de 60% das pesquisas; e também identificou a presença de tendências pós-modernas fundamentando 17 teses e da Fenomenologia em 3 teses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Coelho, Instituto de Filosofia Santo Tomás de Aquino

Doutor em Educação. INFISTA - Instituto de Filosofia Santo Tomás de Aquino.

Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi, Universidade Federal de São Carlos

Professora Associada do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de São Carlos.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

Coelho, M., & Hayashi, M. C. P. I. (2014). Estudo bibliométrico e epistemológico das teses de doutorado do PPGE-UFSCar (1993-2005). Filosofia E Educação, 6(2), 146–187. https://doi.org/10.20396/rfe.v6i2.8635376