Por uma pedagogia da tolerância

  • Israel Alexandria Costa Universidade Federal de Alagoas
  • Tereza Cavalcante Albuquerque Universidade Federal de Alagoas
Palavras-chave: Tolerância. Educação. Religião.

Resumo

O presente artigo tem por objeto principal a exploração da possibilidade da existência de um compromisso de engajamento de Jean-Jacques Rousseau na luta filosófica contra a intolerância. Através de um exame hermenêutico em torno do Émile ou de L'Éducation, busca-se destacar e articular as reflexões rousseaunianas sobre a ideia de pitié naturelle de modo a sugerir que esta poderia substanciar um método pedagógico dirigido à formação de uma opinião e de uma vontade condizentes com a proposta de uma tolerância secularizada.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Israel Alexandria Costa, Universidade Federal de Alagoas
É doutorando em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é professor assistente na UFAL.
Tereza Cavalcante Albuquerque, Universidade Federal de Alagoas
Atualmente é professora membro do corpo docente do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Alagoas.
Publicado
2012-10-27
Como Citar
Costa, I. A., & Albuquerque, T. C. (2012). Por uma pedagogia da tolerância. Filosofia E Educação, 4(2), 152-176. https://doi.org/10.20396/rfe.v4i2.8635428