Banner Portal
Ensino de Filosofia: tendências e desafios
PDF

Palavras-chave

Editorial.

Como Citar

GALLO, Silvio. Ensino de Filosofia: tendências e desafios. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 4, n. 1, p. 1–9, 2012. DOI: 10.20396/rfe.v4i1.8635434. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8635434. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

O debate em torno do ensino de Filosofia no Brasil, especialmente na educação média, não é novo. Estudos esparsos e pontuais, embora em número bastante reduzido, podem ser encontrados ao longo da história da educação
no país, notadamente no século XX, depois da criação da Universidade de São Paulo e de seu Departamento de Filosofia. É, porém, no final da década de 1970 e, sobretudo, durante a década de 1980, que a discussão ganha vulto, mediante a articulação dos Departamentos de Filosofia das universidades brasileiras em torno de uma mobilização para exigir do governo militar a “volta” da disciplina aos currículos da educação média, então denominada segundo grau. Como sabemos, a reforma educacional levada a cabo pelo regime militar por meio da Lei no 5.692/71 tirou do segundo grau essa disciplina, a qual deixou de figurar tanto na chamada “parte comum” quanto na “parte diversificada” dos currículos desse nível de ensino.

https://doi.org/10.20396/rfe.v4i1.8635434
PDF

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.