A metodologia da problematização com o Arco de Maguerez: uma perspectiva teórica e epistemológica

Autores

  • Neusi Aparecida Navas Berbel Universidade Estadual de Londrina
  • Sílvio Ancízar Sánchez Gamboa Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v3i2.8635462

Palavras-chave:

Metodologia da problematização. Arco de Maguerez. Teorias pedagógicas. Análise epistemológica.

Resumo

Este texto apresenta uma síntese de um estudo de caráter epistemológico que buscou crivar a Metodologia da Problematização com o Arco de Maguerez - como caminho de ensino e de pesquisa -, com vistas a compreender as teorias da educação e/ou concepções de conhecimento que a fundamentam. São descritas três versões de explicação e de uso do Arco de Maguerez, cada qual associada a diferentes fontes teóricas e pressupostos epistemológicos. As versões indicam um processo de renovação no contexto das teorias críticas e das epistemologias da práxis. Dessa forma, a Metodologia da problematização revela maior sustentação teórica e epistemológica e aplicabilidade no campo do ensino e da pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neusi Aparecida Navas Berbel, Universidade Estadual de Londrina

Pedagoga, Mestre (UFF) e Doutora (USP) em Educação.

Sílvio Ancízar Sánchez Gamboa, Universidade Estadual de Campinas

Faculdade de Educação - Departamento de Filosofia e História - UNICAMP

Downloads

Publicado

2011-11-27

Como Citar

BERBEL, N. A. N.; SÁNCHEZ GAMBOA, S. A. A metodologia da problematização com o Arco de Maguerez: uma perspectiva teórica e epistemológica. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 3, n. 2, p. 264-287, 2011. DOI: 10.20396/rfe.v3i2.8635462. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8635462. Acesso em: 29 out. 2020.