Pensamento pós-moderno e educação física: o marxismo como possibilidade

Autores

  • Vilmar José Both Universidade Federal de Santa Maria
  • Maristela da Silva Souza Universidade Federal de Santa Maria
  • Ecléa Vanessa Canei Baccin Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v2i2.8635496

Palavras-chave:

Pensamento pós-moderno. Educação física. Marxismo.

Resumo

Procuramos apontar as implicações do pensamento pós-moderno para a Educação Física diante do contexto atual de mundialização do capital que vem provocando mudanças significativas no mundo do trabalho. A partir do materialismo histórico e dialético, analisamos o que propõe o pensamento pós-moderno e concluímos que tal pensamento não apresenta avanços no que se refere às necessidades históricas colocadas à Educação Física. Apontamos para a importância do marxismo como ferramenta para compreender os aspectos contraditórios que se apresentam na realidade e transformá-la na direção de interesses coletivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilmar José Both, Universidade Federal de Santa Maria

Atualmente é professor da rede municipal de ensino de Florianópolis/SC. Pesquisador da Linha de Estudos Epistemológicos e Didáticos em Educação Física (LEEDEF).

Maristela da Silva Souza, Universidade Federal de Santa Maria

Professora adjunta da Universidade Federal de Santa Maria, junto ao Departamento de Desportos Individuais (DDI) do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD).

Ecléa Vanessa Canei Baccin, Universidade Federal de Pelotas

Pesquisadora da Linha de Estudos Epistemológicos e Didáticos em Educação Física (LEEDEF).

Downloads

Publicado

2010-09-10

Como Citar

Both, V. J., Souza, M. da S., & Baccin, E. V. C. (2010). Pensamento pós-moderno e educação física: o marxismo como possibilidade. Filosofia E Educação, 2(2), 141–155. https://doi.org/10.20396/rfe.v2i2.8635496