Ciência e capitalismo

Autores

  • Julia Paula Motta de Souza Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v2i2.8635504

Palavras-chave:

Ciência moderna. Capitalismo. Taylorismo acadêmico.

Resumo

Este artigo reflete sobre as relações entre a ciência moderna e o capitalismo. Historicamente a ciência moderna nasce ligada ao capitalismo, pretendendo-se impor como saber hegemônico, livre de valores e baseada em quantificações. Na presente fase neoliberal do capitalismo, na qual se acentua a tendência a transformar tudo em mercadoria, a ciência vem sendo mercantilizada e as condições de trabalho dos pesquisadores vem sendo degradadas. Um dos aspectos é o surto avaliatório, que quantifica a produção acadêmica. No entanto, os pesquisadores podem exercer sua responsabilidade social que inicia com uma reflexão crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Paula Motta de Souza, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda do departamento de Filosofia e História da Educação da Faculdade de Educação da Unicamp.

Downloads

Publicado

2010-09-11

Como Citar

Souza, J. P. M. de. (2010). Ciência e capitalismo. Filosofia E Educação, 2(2), 266–280. https://doi.org/10.20396/rfe.v2i2.8635504