Banner Portal
Realidade da produção do conhecimento em Educação Física: determinações históricas e epistemológicas
PDF

Palavras-chave

Produção do Conhecimento. Epistemologia. Educação Física

Como Citar

ALVES, Moises Henrique Zeferino; SOUZA, Ana Lúcia Silva; FIGUEIREDO, Eliabe de Oliveira. Realidade da produção do conhecimento em Educação Física: determinações históricas e epistemológicas. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 8, n. 3, p. 81–103, 2016. DOI: 10.20396/rfe.v8i3.8647100. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8647100. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

Este artigo tem como objetivo contribuir com a crítica aos PNPG e suas determinações na produção do conhecimento dos professores de Educação Física das IES do estado da Bahia no período de 1982 a 2012, através da análise epistemológica. Trata-se de uma pesquisa documental, cujos dados foram analisado a luz do método do materialismo histórico e dialético. Os resultados apontam que os PNPG apresentam em seus objetivos e diretrizes uma concepção de pós-graduação que estimula o produtivismo acadêmico e a aproximação da ciência ao capital que determinam uma produção predominantemente desenvolvida com base na lógica formal. 

https://doi.org/10.20396/rfe.v8i3.8647100
PDF

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano de Pós-graduação – PNPG 2005-2010. Brasília: CAPES, 2004. 2012 p.

BRASIL. Brasil. Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Vol. 1. Brasília: CAPES, 2010. 309 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Secretaria do Ensino Superior. Parecer 977/65. Brasília: 1965.

BARROS, Elionora Maria Cavalcanti. Política de pós-graduação na ótica do PNPGs. In: BARROS, Elionora Maria Cavalcanti. Política de pós-graduação no Brasil (1975/1990): um estudo da participação da comunidade científica. São Paulo, Ed. UFScar, 1998. Capítulo IV, p. 115-160.

CHAVES-GAMBOA, Márcia; SÁNCHEZ GAMBOA, Silvio. Pesquisa na Educação Física: Epistemologia, Escola e Formação de Professores. Maceió: EDUFAL, 2009. 174 p.

GAMBOA, Silvio Sánchez. Epistemologia da pesquisa em educação: Estruturas lógicas e tendências metodológicas. 1987. 154 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, UNICAMP, Campinas. 1987.

HOSTINS, Regina Célia Linhares. Formação de pesquisadores na pós-graduação em educação: embates ontológicos e epistemológicos. 2006. 176 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Florianópolis, 2006.

SILVA JÚNIOR, João dos Reis; SILVA, Eduardo Pinto e; SACRAMENTO, Leonardo. O político e o Jurídico na aproximação do conhecimento ao capital produtivo. Periódico do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCDB, Campo Grande – MS, n. 30, p. 203-220, jul/dez. 2010.

SILVA JÚNIOR, João dos Reis; FERREIRA, Luciana Rodrigues; KATO, Fabíola Bouth Grello. Trabalho do professor pesquisador diante da expansão da pós-graduação no Brasil pós-LDB. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 53, p. 435-456, jun. 2013.

SILVA, Rossana Valéria Souza e. Pesquisa em Educação Física: Determinações históricas e implicações epistemológicas. 1997. 278 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, UNICAMP, Campinas. 1997.

LACKS, Solange. Formação de professores: A possibilidade da prática como articuladora do conhecimento. 2004. 276 F. Tese (doutorado em Educação) Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia.

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.