Elevação da formação do pensamento científico de pesquisadores: projeto EpistefNordeste-Bahia

Autores

  • Kátia Oliver Sá Universidade Federal da Bahia
  • Luís Carlos Gomes da Silva Universidade Federal da Bahia
  • Jaildo Vilas Bôas Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v8i3.8647102

Palavras-chave:

EPISTEFNORDESTE/BAHIA. Formação de pesquisadores. Pensamento científico.

Resumo

Esse trabalho sistematiza a experiência de um estudo de caso realizado por um coletivo de pesquisadores em formação no grupo de LEPEL/FACED/UFBA. Têm em consideração, condições objetivas concretas de uma pesquisa em rede, promovida a partir de um trabalho voltado para elevar o pensamento teórico-metodológico de pesquisadores. Os resultados apontam que uma consiste formação de pesquisadores em rede, visando elevar o pensamento teórico-metodológico, requer estudos em uma rigorosa matriz categorial de referência marxista, cuja concepção histórica se pauta em conceber de forma crítica o intercâmbio do modo de produção econômico capitalista, que engendra a produção do conhecimento científico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kátia Oliver Sá, Universidade Federal da Bahia

Mestrado em Educação - FACED/UFBA, doutorado em Educação - FACED/UFBA e pós-doutorado em História e Filosofia da Educação - FE/UNICAMP. Professora Licenciada em Educação Física/UCSal. Professora da Universidade Católica do Salvador/UCSal. Membro pesquisadora dos grupos de pesquisa: PAIDÉIA/UNICAMP, LEPEL/FACED/UFBA e GEPEFEL/UCSal.

Luís Carlos Gomes da Silva, Universidade Federal da Bahia

Membro do LEPEL/FACED-UFBA

Jaildo Vilas Bôas, Universidade Federal da Bahia

Membro do LEPEL/ FACED-UFBA

Referências

ANDERY, Maria Amália e et. al. Para compreender a ciência: Uma perspectiva histórica. Rio de Janeiro: Garamond. 2007. 436 p.

BESSE, Guy; CAVEING, Maurice. Princípios fundamentais de filosofia. São Paulo: Hemus, 1970. 396 p.

BOBBIO, Norberto. MATTEUCCI, Nicola, PASQUISNO, Gianfranco.

Dicionário de Política. Tradução: Carmen C. Varriale, Gaetano Lo Mônaco, João Ferreira, Luís Guerreiro Pinto Cacais e Renzo Dini. Brasília, UNB, 1998. 1358 p.

BARROS, Elionora Maria Cavalcanti. Política de pós-graduação na ótica do PNPGs. In: BARROS, Elionora Maria Cavalcanti. Política de pós-graduação no Brasil (1975/1990): um estudo da participação da comunidade científica. São Paulo, Ed. UFScar, 1998. Capítulo IV, p. 115-160.

CHEPTULIN, Alexandre. A dialética materialista: Leis e categorias da dialética. São Paulo: Alfa-Omega, 2004. 354 p.

ENGELS, Friedrich. A dialética da natureza. 6ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. 240 p.

ENGELS, Friedrich. Do socialismo utópico ao socialismo científico. São Paulo: Global Editora. s/d. 79 p.

HOSTINS, Regina Célia Linhares. Os Planos Nacionais de Pós-graduação (PNPG) e suas repercussões na Pós-graduação brasileira. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 24, n. 1, p. 133-160, jan/jun. 2006. Disponível em : http://www.perspectiva.ufsc.br. Acesso em: 24 jul. 2013.

KOPNIN, P. V. Fundamentos lógicos da Ciência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 1972. 280 p.

KOPNIN, P. V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 1978. 354 p.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. 2ª. ed. São Paulo: Cortez, 1984. 235 p.

LÊNIN, Vladimir Il’ich. O Imperialismo, fase superior do capitalismo. Brasília: Nova Palavra, 2007. 200 p.

LEONTIEV, Alexis. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Centauro, 2004. 356 p.

MÉSZAROS, István. Filosofia, ideologia e consciência social. São Paulo: Boitempo, 2006. 236 p.

MACIAS-CHAPULA Cesar A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ci. Inf., Brasília, v. 27, n. 2, p. 134-140, maio/ago. 1998.

MARX, Karl. A miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1989. 264 p.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. Livro I. 20ª. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. 571 p.

MARX, Karl. Trabalho estranhado e propriedade privada. In: MARX, Karl. Manuscritos Econômico-filosóficos. 4ª reimpressão. Tradutor: Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2010. 191 p.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Expressão Popular, 2008. 285 p.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. Livro I. 20ª. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. 571 p.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia Alemã (Feuerbach). 11ª. ed. São Paulo: Hucitec, 1999. 138 p.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2014. 614 p.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do partido comunista. São Paulo: Expressão Popular, 2008. 72 p.

MÉSZÁROS, István. Estrutura social e formas de consciência: a determinação social do método. São Paulo: Boitempo, 2009.

MÉSZÁROS, István. A crise estrutural do capital. 2º ed. São Paulo: Boitempo, 2011. 155 p.

MÉSZÁROS, István. O século XXI: socialismo ou barbárie? São Paulo: Boitempo, 2012. 118 p.

NOVACK, George. Introdução à lógica marxista. São Paulo: Instituto José Luís e Rosa Sundermann, 2005. 120 p.

PISTRAK. Fundamentos da Escola do Trabalho. São Paulo: Brasiliense, 1981. 130 p.

PIZZANI, Luciana, SILVA, Rosemary Cristina da, HAYASHI, Maria Cristina Piumbato Innocentini. Bases de dados e bibliometria: a presença da educação especial na base Medline. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, Nova Série, São Paulo, v.4, n.1, p. 68-85, jan./jun. 2008.

SÁ. Kátia Oliver de. Projetos integrados de pesquisa em rede: Realidade e possibilidades da produção do conhecimento stricto sensu em Educação Física, Esporte e Lazer de professores que trabalham em cursos de formação de professores de Educação Física no estado da Bahia – 1982 a 2012. 2013. (v. I 147 f.; v. II 156; v. III 143; v. IV 86; v. V. 92). Relatório de Pesquisa (Pós-doutorado em Filosofia e História da Educação) – Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, 2013.

SÁ. Kátia Oliver de. Pressupostos ontológicos da produção do lazer no Brasil – 1972 a 2008: realidade e possibilidades na pós-graduação em Educação Física. 2008. 344 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, UFBA, Salvador. 2008.

SÁNCHEZ GAMBOA, Silvio. Produção do conhecimento em educação física no nordeste do Brasil: análise cienciométrica e epistemológica dos impactos do sistema de pós-graduação na formação de docentes, mestres e doutores e na implementação da pesquisa nas instituições do ensino superior da região nordeste (EPISTEFNORDESTE). Projeto de Pesquisa. Disponível em: . Acesso em: 19 maio 2011. 38 f.

SÁNCHEZ GAMBOA, Silvio. Epistemologia da Educação Física: As Inter-relações necessárias. Maceió: EDUFAL, 2007. 2013 p.

SAVIANI, Dermeval. Educação: Do senso comum à consciência filosófica. 11 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2000. 247 p.

SAVIANI, Dermeval. Concepção de mestrado centrado na ideia de monografia de base. Revista Educação Brasileira. Brasília, 13 (27): 159-168, 2º. Semestre, 1994. Mimeografado.

SILVA, Rossana Valéria Souza e. Pesquisa em Educação Física: Determinações históricas e implicações epistemológicas. 1997. 278 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, UNICAMP, Campinas. 1997.

SILVA JÚNIOR, João dos Reis; FERREIRA, Luciana Rodrigues; KATO, Fabíola Bouth Grello. Trabalho do professor pesquisador diante da expansão da pós-graduação no Brasil pós-LDB. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, v. 18, n. 53, p. 435-456, jun. 2013.

SHUCHODOSKI, Bugdan. Fundamentos da pedagogia socialista. Barcelona. Laia, 1967.

TAFFAREL, Celi Nelza Zülke. Projeto Integrado de Pesquisa – continuidade do plano de trabalho 2009 -2012. Problemáticas significativas do trabalho pedagógico, da produção do conhecimento, das políticas e da formação de professores de educação física e esporte abordadas através de pesquisa matricial no grupo LEPEL/FACED/UFBA. Disponível em: lepel_ufba@googlegroups.com. Acesso em: 05 jul. 2010. 63 f.

TAFFAREL, Celi Nelza Zülke; DANTAS JÚNIOR, Hamilcar Silveira. Formação de professores de Educação Física: A história como matriz científica. Disponível em: http://hpopnet.sites.uol.com.br/formaprof.pdf. Acesso em: 5 jan. 2011. 23 f.

TONET, I. Interdisciplinaridade, formação e emancipação humana. Alagoas: UFAL, 2009. 184 p

Downloads

Publicado

2016-12-04

Como Citar

Sá, K. O., Silva, L. C. G. da, & Vilas Bôas, J. (2016). Elevação da formação do pensamento científico de pesquisadores: projeto EpistefNordeste-Bahia. Filosofia E Educação, 8(3), 169–192. https://doi.org/10.20396/rfe.v8i3.8647102