Banner Portal
Educação Física brasileira entre 1980 e 1995: novos olhares sobre a produção do conhecimento
PDF

Palavras-chave

Educação física. Produção do conhecimento. Epistemologia.

Como Citar

FURTADO, Renan Santos; BORGES, Carlos Nazareno Ferreira. Educação Física brasileira entre 1980 e 1995: novos olhares sobre a produção do conhecimento. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 10, n. 3, p. 568–597, 2019. DOI: 10.20396/rfe.v10i3.8651719. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8651719. Acesso em: 29 maio. 2024.

Resumo

Esta pesquisa bibliográfica refere-se a uma releitura da produção do conhecimento da educação física entre 1980 e 1995. Apresenta como objetivo central: identificar como se deu a produção do conhecimento progressista no campo da educação física entre 1980 a 1995. Em relação aos principais resultados, apontamos que a área da educação física ao realizar a crítica em relação a seu passado positivista e reducionista de ciência, produziu obras clássicas que podem ser classificadas em três grupos em relação aos seus objetivos, são eles: obras de denúncia (Histórica, conjuntura política e etc.), denúncia e exposição de estudo ou experiência e crítica com proposição metodológica de ensino.

https://doi.org/10.20396/rfe.v10i3.8651719
PDF

Referências

BACHELARD, Gaston. A epistemologia. Lisboa, Edições 70, LDA, 2006.

BETTI, Mauro. Educação física e sociedade: a educação física na escola brasileira. São Paulo: Movimento, 1991.

BETTI, Mauro et al. Educação Física e o ensino de 1º grau: uma abordagem crítica. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

BRACHT, Valter. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1992.

BRUHNS, Heloisa (Org.). Conversando sobre o corpo. Campina, SP: Papirus, 1985.

CAMPOS, Luiz. Didática da Educação Física. Várzea Paulista, SP: Fontoura, 2011.

CAPARROZ, Eduardo. Entre a educação física na escola e a educação física da escola. Campinas, SP: Autores associados, 2007.

CASTELLANI, Lino. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 1988.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

DAOLIO, Jocimar. Educação Física brasileira: autores e atores da década de 80. São Paulo: Campina, 1997.

DAOLIO, Jocimar. Educação Física e o conceito de cultura. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

DUARTE, Pedro. O que faz de uma obra um clássico? Revista Poiésis, n. 11, p.191-213, nov. 2008.

FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro: teoria e prática da educação física. São Paulo: Editora Scipione, 1989.

GAMBOA, Silvio. Epistemologia da educação física. Filosofia e Educação [RFE] – volume 8, número 3 – Campinas, SP Outubro de 2016-Janeiro de 2017.

GAMBOA, Silvio. Epistemologia da Educação Física: as inter-relações necessárias. 2. ed. rev. e ampl. Maceió: EDUFAL, 2010.

GHIRALDELLI, Paulo. Educação Física progressista: a Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos e a Educação Física Brasileira. 3. ed. Edições Loyola, São Paulo: Brasil, 1991.

GO TANI. et al. Educação Física escolar: fundamentos de uma abordagem desenvolvimentista. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

HILDEBRANT, Reiner.; LAGING, Ralf. Concepções abertas no ensino da educação física. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1986.

KUNZ, Elenor. Educação Física: ensino e mudanças. Ijuf:Unijuf, 1991.

KUNZ, Elenor. Transformações Didático-Pedagógicas do Esporte. 6. ed. Ijui: Unijuf, 1994.

LOVISOLO, Hugo. Educação Física: arte da mediação. Rio de Janeiro: Sprint Editora, 1995.

MEDINA, João Paulo Subirrá. A educação Física cuida do corpo... e “mente”: Bases para a renovação e transformação da educação Física. 2 ed. Campinas: Papirus, 1983.

MEDINA, João Paulo Subirrá. O brasileiro e seu corpo: educação e política do corpo. Campinas: Papirus, 1987.

MOREIRA, Wagner (Org.). Educação Física e esportes: perspectivas para o século XXI. Campinas, SP: Papirus, 1992.

MOREIRA, Wagner. Educação Física escolar: uma abordagem fenomenológica. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1991.

OLIVEIRA, Vitor. Educação Física humanista. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1985.

OLIVEIRA, Vitor. O esporte pode tudo. São Paulo: Cortez, 2010.

OLIVEIRA, Vitor. O que é educação física. São Paulo: Brasiliense, 1983.

SANTIN, Silvino. Educação Física: outros caminhos. Porto Alegre: EST/ESEF, 1990.

SANTIN, Silvino. Educação Física: uma abordagem filosófica da corporeidade. Porto alegre: UNIJUÍ, 1987.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. Campinas, SP: Autores associados, 1999.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-critica: primeiras aproximações. 10. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2008.

SÉRGIO, Manuel. A prática e a educação física. Lisboa, Gompendium, 1977.

SÉRGIO, Manuel. Educação Física, ou, ciência da motricidade humana?. Campinas, SP: Papirus, 1989.

SEVERINO, Antônio. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez Editora, 2002.

SOARES, Carmem Lúcia. Educação Física: raízes Européias e Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 1994.

TAFFAREL, Celi. Criatividade nas aulas de educação física. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1985.

TAFFAREL, Celi; ORTEGA, Micheli. Metodologia esportiva e psicomotricidade. Recife: Gráfica, 1987.

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.