Educação a partir da sapiência dos oprimidos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v10i1.8652168

Palavras-chave:

Paulo Freire - Resenha. Pedagogia - Resenha. Oprimido - Resenha.

Resumo

Laureado com a designação de patrono da educação brasileira, Paulo Freire foi, seguramente, um icônico humanista cristão e um notável intelectual do século XX.  A obra Pedagogia do oprimido desvela, de modo singular, a politicidade da educação. Em que se pese a natureza conceitual do problema, esse escrito se faz irredutível a qualquer forma de especulação impassível e estéril. A proposta pedagógica de Freire consiste numa educação dialógica, participante, problematizadora e emancipatória, na qual o oprimido possa libertar-se a si mesmo das amarras da coisificação, para, assim, exercer sua própria vocação ontológica de “ser-mais”, de ser sujeito cognoscente, autor de sua própria história através da práxis. Com efeito, o projeto freiriano de uma pedagogia contextualizada, i.e., forjada a partir do oprimido, de sua própria linguagem e valores, se funda, necessariamente, na fé nas pessoas. Dito de outro modo, a confiança no povo é uma condição imprescindível para a própria revolução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Ribeiro de Almeida Chacon, Universidade do Estado de Minas Gerais

Professor Efetivo e Pesquisador da Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG. Atualmente, exerce, também, a função de Subchefe Departamental (DAE) da Faculdade de Educação da UEMG. 

Referências

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 60 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016. 288 p. ISBN 978-85-775-3336-7.

Downloads

Publicado

2018-03-26

Como Citar

CHACON, D. R. de A. Educação a partir da sapiência dos oprimidos. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 10, n. 1, p. 233–242, 2018. DOI: 10.20396/rfe.v10i1.8652168. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8652168. Acesso em: 3 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)