Do espanto ao sublime

Schiller e a educação através do “patético”

Autores

  • Felipe Tuller Moreira Machado Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v12i1.8658378

Palavras-chave:

Schiller, Espanto, Sublime

Resumo

Este artigo tem por objetivo propor um diálogo entre o conceito de “thaumázein”, partindo do diálogo Teeteto de Platão, e a noção de “sublime” de Friedrich Schiller, aproximando-os a partir da noção de “páthos”. A função deste debate será pensar as associações entre os termos e sua função dentro da iniciação à filosofia. Em um primeiro momento, será discutido o contexto no qual “thaumázein” aparece em Platão para, em seguida, apresentar brevemente a noção de “sublime” de Schiller a modo de ampliá-lo e localizar sua função dentro de uma perspectiva educacional do filósofo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Tuller Moreira Machado, Universidade Federal Fluminense

Mestrado em Filosofia pela Universidade Federal Fluminense.

Referências

BARBOSA, Ricardo. Schiller & a cultura estética. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

______. Sobre o sublime teórico em Schiller e o espírito trágico do idealismo transcendental. ANALYTICA. Rio de Janeiro, vol 18 nº 2, p. 85-108, 2014.

BURKE, Edmund. A philosophical inquiry into the origin of our ideas of the sublime and beautiful, with an introductory discourse concerning taste, and several other additions. London: Thomas M'lean, Haymarket, 1823.

______. Uma investigação sobre a origem das nossas ideias do sublime e do belo. Campinas: Editora UNICAMP, 2013.

ENGLER, Maicon Réus. Tó thaumázein: A experiência de maravilhamento e o princípio da filosofia em Platão. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2011.

HESÍODO. Teogonia: A origem dos deuses. São Paulo: Iluminuras, 2001.

KANT, Immanuel. Crítica da faculdade do juízo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

LYRA, Edgar de Brito. Sobre o pensamento filosófico e sua sobrevivência num mundo técnico. Estudos a partir da obra de Martin Heidegger. Tese (Doutorado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2003.

PLATÃO. Diálogos. Vol IX, Teeteto - Crátilo. Belém: Universidade Federal do Pará, 1973.

______. Diálogos. O banquete - Fédon - Sofista - Político. São Paulo: Editora Abril, 1972.

______. A República. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1949.

SCHILLER, Friedrich A educação estética do homem. São Paulo: Iluminuras, 2014.

______. Cultura estética e liberdade. São Paulo: Hedra, 2009.

______. Do sublime ao trágico. São Paulo: Autêntica, 2011

______. Objetos trágicos, objetos estéticos. São Paulo: Autêntica, 2018.

Downloads

Publicado

2020-06-23

Como Citar

MACHADO, F. T. M. . Do espanto ao sublime: Schiller e a educação através do “patético”. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 12, n. 2, 2020. DOI: 10.20396/rfe.v12i1.8658378. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8658378. Acesso em: 25 set. 2021.