Pedagogia crítica à luz da teoria crítica frankfurtiana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v13i3.8664158

Palavras-chave:

Educação, Teoria crítica, Pedagogia crítica

Resumo

O presente estudo tem como objetivo entender de que forma as colaborações atuais buscam elaborar modelos críticos renovados, fundamentados nas investigações do tempo presente da sociedade e nas concepções das causas indispensáveis da Teoria Crítica. A pesquisa se caracteriza como uma pesquisa qualitativa de alcance exploratório e tem como abordagem a Teoria Crítica do filósofo frankfurtiano Theodor W. Adorno. Os resultados alcançados com a análise apresentou a emergência de uma educação baseada na sensibilidade e na humanização para romper com o ciclo de violência presentes nos modelos educacionais atuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Ferreira Freitas, Universidade Federal de Alagoas

Doutorado em andamento em Educação pela Universidade Federal de Alagoas. Professora de Educação Infantil pela Escola Municipal de Edc. Bás. Ver. José Wilson M. Nascimento.

Anderson de Alencar Menezes, Universidade Federal de Alagoas

Profefessor Doutor no Centro de Educação pela Universidade Federal de Alagoas.

Referências

ADORNO, Theodor. Teoria da Semiformação In: PUCCI, Bruno; ZUIN, Antônio A. S.; LASTÓRIA Luiz A. Calmon Nabuco (orgs.). Teoria crítica e inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. – Campinas, SP: Autores Associados, 2010. – (Coleção educação contemporânea) p. 7 – 40.

ADORNO, Theodor. Educação e emancipação. São Paulo: Paz & Terra, 2012.

ADORNO, Theodor. Prismas: crítica cultural e sociedade. São Paulo: Ática, 2001.

ADORNO, Theodor. Dialética Negativa. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

FREITAG, Barbara. A teoria crítica: ontem e hoje. 3 ed. São Paulo: editora brasiliense: 1990.

GIROUX, Henry. Pedagogia crítica como projeto de profecia exemplar: cultura e política no novo milênio. In: IMBERNÓN, Francisco. (Org.). A educação no século XXI: os desafios do futuro imediato; trad. Ernani Rosa – 2 ed. – Porto Alegre: Artmed, 2000, p. 65-75.

HORKHEIMER, Max. Teoria Tradicional e Teoria Crítica. In: BENJAMIN, Walter; HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W.; HABERMAS, Jürgen. TEXTOS ESCOLHIDOS; traduções de José Lino Grünnewald... [et al.]. – 2. ed. – São Paulo: Abril Cultural, 1983a. p. 117-154. (Os pensadores)

HABERMAS, Jürgen. Filosofia e Teoria Crítica. In: BENJAMIN, Walter; HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W.; HABERMAS, Jürgen. TEXTOS ESCOLHIDOS; traduções de José Lino Grünnewald... [et al.]. – 2. ed. – São Paulo: Abril Cultural, 1983b. p. 155-161. (Os pensadores)

MORA, José Ferrater. Dicionário de Filosofia. tomo IV : Q-Z / José Ferrater Mora ; [tradução: Maria Stela Gonçalves... et al.]. 2. ed. – São Paulo: Edições Loyola, 2004.

NETTO, José Paulo. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

NOBRE, Marcos. Curso livre de teoria crítica. Campinas, SP: Papirus, 2008.

Downloads

Publicado

2022-01-20

Como Citar

Ramalho, A. R. D., Freitas, I. F. ., & Menezes, A. de A. (2022). Pedagogia crítica à luz da teoria crítica frankfurtiana. Filosofia E Educação, 13(3), 2650–2680. https://doi.org/10.20396/rfe.v13i3.8664158