Banner Portal
Indústria cultural e formação humana
O Número temático intitulado “A Epistemologia da Educação na América Latina e no Caribe: desafios e perspectivas” pretende documentar, compartilhar reflexões, resultados de pesquisas e experiências pedagógicas, que contribuam justamente para dinamizar o tema proposto, e identificar problemática em que poderíamos cooperar para colocar a Epistemologia da Educação a serviço das discussões das agendas curriculares e das reformas educacionais nos países da região que visem impacto social e educacional de forma inclusiva.
PDF

Palavras-chave

Formação humana
Indústria cultural
Teoria crítica

Como Citar

PRIMO, Samoel Cordeiro de Souza; NEUVALD, Luciane. Indústria cultural e formação humana: reflexões a partir da perspectiva da teoria crítica. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 14, n. 3, p. 48–72, 2024. DOI: 10.20396/rfe.v14i3.8673624. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8673624. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Este texto aborda o paradoxo entre a indústria cultural e a formação humana, com base na teoria crítica. O texto utiliza uma metodologia bibliográfica, discutindo temas como educação, formação, semiformação, indústria cultural, capitalismo e emancipação. O objetivo é debater como a indústria cultural interfere na formação dos indivíduos. A contribuição dos processos educativos para o desenvolvimento da civilização é destacada, enfatizando a importância da criticidade e autorreflexão para evitar a barbárie. Os fundamentos da teoria crítica ressaltam a necessidade de um pensamento filosófico que oriente o sujeito para o esclarecimento. A educação para a emancipação é considerada a mais eficaz para a formação humana em uma sociedade explorada pelo capital. O estudo reconhece que novas questões surgirão, indo além dos limites desta pesquisa.

https://doi.org/10.20396/rfe.v14i3.8673624
PDF

Referências

Adorno, T. W. & Horkheimer, M. (1985). Dialética do Esclarecimento. Tradução de Guido Antonio de Almeida, Rio de Janeiro, Zahar Editores.

Adorno, T. W. Educação e emancipação. Trad. de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

Adorno, T. W. & Horkheimer, M. Mínima Moralia. Reflexões a partir da vida danificada. Trad. Luiz Eduardo Bica. 2. ed. São Paulo: Ática, 1993.

Adorno, T. W. & Horkheimer, M. Temas básicos da sociologia. Tradução de Álvaro Cabral. São Paulo: Cultrix, 1973.

Adorno, T. W. Teoria da semicultura. In: Educação & Sociedade. Ano XVII, n. 56, dezembro/1996.

Adorno, T. W. Teoria da semiformação. In: Pucci, B.; Zuin, A. A. S.; Lastória, L. A. C. N. (Orgs.). Teoria crítica e inconformismos: Novas perspectivas. São Paulo: Autores Associados, 2010.

Horkheimer, M. “Filosofia e teoria crítica”. In: Adorno, T. L. W., & Horkheimer, M. Textos escolhidos. Trad. Zelko Loparić et al. 5ª ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. p. 69-75.

Marcuse, H. Ideologia da sociedade industrial: o homem unidimensional. Rio de Janeiro: 4ª Ed, Zahar, 1973.

Marcuse, H. Tecnologia, Guerra e Fascismo. Tradução de Maria Cristina Vidal de Borba. São Paulo: Edunesp, 1999.

Marins, A. R. Educar para o pensamento crítico: Um estudo sobre a teoria de Adorno aplicada à educação. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Pucci, B. A teoria da semicultura e suas contribuições para a teoria crítica da educação. In: A educação danificada: contribuições à teoria crítica da educação. Organizadores: Zuin; A. Á. S.; Pucci, B.; Oliveira, N. R. Petrópolis – RJ: Vozes; São Carlos: Universidade Federa de São Carlos, 1997. 87-115.

Pucci, B. Theodor Adorno e a frieza burguesa em tempos de tecnologias digitais. In: Pucci, B.; Franco, R.; Gomes, L. R. Teoria Crítica na era digital: Desafios. São Paulo, 2014. p. 47 - 60.

Pucci, B. A ontologia da semiformação em tempos de neoliberalismo. Veritas. Porto Alegre, v. 63, n. 2, maio - ago. 2018, p. 595 – 613.

Zuin, A. A. S. Teoria Crítica - Tecnologia, Violência, Memória: diagnósticos críticos da cultura contemporânea. In: Luiz, A. C. N.; Cabot, M.; Zuin, A. A. S. (Org.). São Paulo: 1ª Ed, 2018. p. 193-205.

Zuin, A. A. S. (2014). A cultura digital, a semiformação e o novo elo pedagógico. Revista Inter Ação, 39 (2), 241-256. https://doi.org/10.5216/ia.v39i2.31705

Zuin, A. A. S. Sobre a atualidade do conceito de indústria cultural. Cadernos Cedes, ano XXI, nº 54, agosto/2001.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Filosofia e Educação

Downloads

Não há dados estatísticos.