Docência universitária

percursos de formação de professores bacharéis no curso de medicina veterinária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v9i00.8659136

Palavras-chave:

Ensino superior, Formação de professores, Bacharelado

Resumo

A docência universitária caminha nas discussões que perpassam os percursos e trajetórias de vida da formação dos professores. Este estudo objetivou compreender a constituição dos percursos de formação docente dos professores bacharéis do curso de Medicina Veterinária. Esta pesquisa é de abordagem qualitativa com estudo de caso único, os sujeitos da pesquisa foram professores bacharéis e coordenador do curso. Tivemos como principais referenciais teórico os estudos de García, Tardif e Lessard, e Schön. A partir dos resultados e com a literatura vigente identificamos a necessária discussão sobre a formação pedagógica, a ressignificação das práticas dos docentes bacharéis, como também a necessidade de um investimento institucional que dialogue com a docência universitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mayara Alves Loiola Pacheco, Universidade Estadual do Ceará

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará. É professora efetiva na Prefeitura Municipal de Pacatuba.

Antonio Germano Magalhães Junior, Universidade Estadual do Ceará

Doutor em Educação e Politícas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará. É  professor da Universidade Estadual do Ceará e exerce a função de avaliador ad hoc do MEC/INEP e Conselho de Educação do Estado do Ceará.

Rachel Rachelley Matos Monteiro, Universidade Estadual do Ceará

Mestranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará.

Referências

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargo. Docência na educação superior. In: RISTOFF, Dilvo; SEVEGNAMI, Palmira (Org.). Educação Superior em Debate: docência na educação superior. Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006, p. 147-172.

BENACHIO, Marly das Neves. Como os professores aprendem a ressignificar sua docência? São Paulo, SP: Paulinas, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 13. ed. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CES 1, de 18 de fevereiro de 2003. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina Veterinária. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Educação. Disponível em: https://www.mec.gov.br/. Acesso em: 18 mar. 2020.

DEMO, Pedro. Professor e seu direito de estudar. In: SHIGUNOV NETO, Alexandre; MACIEL, Lizete Shizue Bomura. (Org.). Reflexões sobre a formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2002, p. 71-88.

ESTEBAN, Maria Paz Sandin. Pesquisa qualitativa em Educação: fundamentos e tradições. Porto Alegre, RS: AMGH, 2010.

GARCÍA, Carlos Marcelo. Formação de Professores Para uma mudança educativa. Coleção Ciências da Educação século XXI. Porto, PT: Porto Editora, 1999.

GAUTHIER, Clermont; MORTINEAU, Stéphane; DESBIENS, Jean-François; MALO, Annie; SIMARD, Denis. Por uma teoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí, RS: Unijuí, 2013.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos metodologia científica. 4. ed. São Paulo, SP: Atlas, 2001.

MANZINI, Eduardo José. A entrevista na pesquisa social. Didática, São Paulo, v. 26/27, p. 149-158, 1990/1991. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Instituicao/Docentes/EduardoManzini/Entrevista_na_pesquisa_social.pdf. Acesso em: 02 dez. 2021.

MARTINS, Ricardo Chaves de Rezende. Formação de profissionais do magistério. Consultoria Legislativa. Brasília, DF: Estudo, 2003.

MASETTO, Marcos Tarciso. Atividades pedagógicas no cotidiano da sala de aula universitária: reflexões e sugestões práticas. In: CASTANHO, Sérgio; CASTANHO, Maria Eugênia (Org.). Temas e textos em metodologia do Ensino Superior. Campinas, SP: Papirus, 2001.

MINAYO, Maria Cecília de Sousa (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

MOROSINI, Marília Costa. Docência universitária e os desafios da realidade nacional. In: MOROSINI, Marília Costa. (Org.). Professor do Ensino Superior: identidade, docência e formação. Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 2000.

MOROZ, Melania; GIANFALDONI, Mônica Helena Tieppo Alves. O processo e pesquisa: iniciação. Brasília, DF: Plano, 2002.

MONTONAVI, Isabel Cristina de Almeida; CANAN, Silvia Regina. Política de formação para professores do Ensino Superior e qualidade de ensino: um estudo sobre o programa pedagogia universitária como possibilidade de qualificação docente na perspectiva pedagógico-didática. Revista Internacional Educação Superior, Campinas, SP, v.1, n.2 p.136-148, out./dez. 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650525. Acesso em: 02 dez. 2021. DOI: https://doi.org/10.22348/riesup.v1i2.7427

NÓVOA, António. Para um estudo sócio-histórico da gênese e do desenvolvimento da profissão docente. Revista Teoria e Educação, Porto Alegre, n. 4, p. 109-139, 1991.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Revista Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v.47 n.166 p.1106-1133 out./dez. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/WYkPDBFzMzrvnbsbYjmvCbd/?lang=pt. Acesso em: 02 dez. 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/198053144843

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Lea das Graças Camargos. Docência no Ensino Superior. São Paulo, SP: Cortez, 2014.

SCHÖN, Donald. Educando o profissional reflexivo. Porto Alegre, RS: Artmed, 2000.

SCHÖN, Donald. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. Os professores e sua formação. Lisboa, PT: Publicações Dom Quixote, 1997. p.77-91.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. 6. ed. Rio de Janeiro, RJ: Vozes, 2011.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Faculdade de Veterinária-FAVET. 2018. Disponível em: http://www.uece.br/favet/cursos/graduacao/curso-de-medicina-veterinaria/conheca-o-curso/docentes/. Acesso em: 02 dez. 2018.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Histórico. Disponível em: http://www.uece.br/favet/institucional/historico/. Acesso em: 02 dez 2021.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Plano de Desenvolvimento Institucional da Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza: UECE, 2014. 170 p.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Projeto Pedagógico do curso de Bacharelado em Medicina Veterinária (PPC). Fortaleza: UECE, 2007. 85 p.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Resolução n. 1379/2017: Consu, de 06 de dezembro de 2017. Fortaleza: UECE, 2017.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Formação de professores para a Educação Superior e a diversidade da docência. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 42, p. 327-342, maio/ago. 2014. Disponível em: http://pdfs.semanticscholar.org/a5b8/996d0301653ede239531ec0cbbbf21e8cb4c.pdf. Acesso em: 02 dez. 2021. DOI: https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.042.DS01

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2.ed. Porto Alegre, RS: Bookman, 2001.

ZABALZA, Miguel Angel. O ensino universitário: seu cenário e protagonistas. São Paulo, SP: Artmed, 2004.

Publicado

2022-04-03

Como Citar

PACHECO, M. A. L. .; MAGALHÃES JUNIOR, A. . G.; RACHELLEY MATOS MONTEIRO, R. Docência universitária: percursos de formação de professores bacharéis no curso de medicina veterinária. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e023007, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v9i00.8659136. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8659136. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Pesquisas