Cartas pedagógicas como instrumento metodológico de pesquisas participativas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v9i00.8670030

Palavras-chave:

Pesquisas participativas, Educação popular, Cartas pedagógicas, Pesquisa em educação

Resumo

Este artigo pretende apresentar contribuições teórico-práticas para reflexões metodológicas acerca de pesquisas participativas em educação, alicerçadas no uso de Cartas Pedagógicas como instrumento metodológico. Para tanto, apresenta experiências de pesquisas acadêmicas que utilizam esse instrumento metodológico acompanhado de Sistematização de Experiências com base no referencial da Educação Popular emancipadora e revisão de literatura. Situa-se no âmbito de pesquisas participativas e na ciência social crítica, abordando os seguintes tópicos metodológicos: i) princípios da Educação Popular; ii) tipos de metodologias participativas; e, iii) o uso de Cartas Pedagógicas em pesquisas qualitativas em educação. Os resultados expõem subsídios para o trabalho a partir de Cartas Pedagógicas como instrumento metodológico, concluindo que essa proposta metodológica é nova no contexto de pesquisas acadêmicas. Expressa o compromisso ético-político do pesquisador no movimento educativo de pesquisas participativas como ruptura dos processos de colonização do saber, subordinado ao sistema capitalista, educação elitista e sociedade colonial. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda dos Santos Paulo, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Brasil. Docente-pesquisadora da Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Referências

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Saber e ensinar: três estudos de educação popular. 2. ed. Campinas: Papirus, 1986.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues e STRECK, Danilo Romeu (Org.). Pesquisa Participante: o saber da partilha. Aparecida: Idéias & Letras, 2006.

CAMINI, Isabela. Cartas pedagógicas: aprendizados que se entrecruzam e se comunicam. Porto Alegre: ESTEF, 2012.

COELHO, Edgar Pereira. Pedagogia da Correspondência: Paulo Freire e a educação por cartas e livros. Brasília: Liber Livro, 2011. DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n26.3234

DICKMANN, Ivanio. Pedagogia da Gratidão – Cartas a Paulo Freire. São Paulo, Dialogar, 2017.

DICKMANN, Ivanio. As dez características de uma carta pedagógica. In: PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (Org.). Cartas pedagógicas: tópicos epistêmico-metodológicos na educação popular. 1. ed. – Chapecó: Livrologia, 2020.

FALS BORDA, Orlando. Conocimiento y poder popular. Bogotá, Siglo XXI –Punta de lanza, 1985.

FERREIRA, Luciane Rocha; DA ROSA, Roberta Soares. Cartas Pedagógicas: percepções da sororidade em tempos de crise. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE GÊNERO E RELIGIÃO, 5., 2017, São Leopoldo. Anais do Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião. São Leopoldo: EST, v. 5, 2017. | p.429-438.

FIORI, Ernani Maria. Aprender a dizer a sua palavra. In: FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987, p. 9-21.

FREIRE, Paulo. Cartas à Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. 4. ed. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1978.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Professora, sim; tia, não: cartas a quem ousa ensinar. São Paulo: Olho D’Agua, 1993.

FREIRE, Paulo. Cartas a Cristina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-32832001000100016

FREITAS, Ana Lúcia Souza. Fazer a aula com Cartas Pedagógicas: legado de Paulo Freire e experiência de reinvenção no ensino superior. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 11, p. 1–20, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.35283. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/35283. Acesso em: 1 jun. 2022. DOI: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.35283

FREITAS, Ana Lúcia Souza del. Carta Pedagógica de Paris: registros de uma experiência em processo. In: PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (Orgs.). Cartas pedagógicas: tópicos epistêmico-metodológicos na educação popular. 1. ed. – Chapecó: Livrologia, 2020.

JARA, Oscar Holliday, A sistematização de experiências: prática e teoria para outros mundos. [tradução de Luciana Gafrée e Sílvia Pinevro; colaboração Elza Maria Fonseca Falkembach.] 1. ed. Brasília, DF: CONTAG, 2012.

MORAES, Ana Cristina de; PAIVA, Darlan Lima. Cartas Pedagógicas: reflexões de docentes da educação básica e superior. Fortaleza: EdUECE, 2018.

PAULO, Fernanda dos Santos. Pioneiros e pioneiras da Educação Popular freiriana e a universidade. 2018. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Programa de Pós-Graduação em Educação, São Leopoldo, RS, 2018.

PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (Org.). Cartas pedagógicas: tópicos epistêmico-metodológicos na educação popular. 1. ed. – Chapecó: Livrologia, 2020.

PAULO, Fernanda dos Santos. Educação Popular como humanização. In: PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (Org.). Cartas pedagógicas: tópicos epistêmico-metodológicos na educação popular. 1. ed. – Chapecó: Livrologia, 2020.

PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo. Cartas pedagógicas: registro e memória na Educação Popular. In: PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (Orgs.). Cartas pedagógicas: tópicos epistêmico-metodológicos na educação popular. 1. ed. – Chapecó: Livrologia, 2020.

PAULO, Fernanda dos Santos; GAIO, Adriana. Educação popular nas cartas do educador Carlos Rodrigues Brandão: contribuições para a pedagogia latino-americana– Chapecó: Livrologia, 2021. DOI: https://doi.org/10.52139/livrologia9786586218817

PAULO, Fernanda dos Santos. Educação de jovens e adultos e a educação popular: contribuições para formação docente. – Chapecó: Livrologia, 2022. DOI: https://doi.org/10.52139/livrologia9786586218916

PAULO, Fernanda dos Santos; PILETTI, Terezinha Conte. Formação Continuada de professores do Ensino Médio: Sistematização de Experiências e Cartas Pedagógicas, Humanidades & Tecnologia (FINOM) - ISSN: 1809-1628. vol. 35- Nº 2- ago./out. 2022, p.116-131. Disponível em: https://zenodo.org/record/6590563#.YpqFgnbMLIU. Acesso em: 3 jun. 2022.

SOLIGO, Rosaura. Cartas pedagógicas sobre a docência. São Paulo: GFK, 2015.

SOUZA, Clodoval Morais (Coordenador). Cartas a Paulo Freire – Escritas por quem ousa esperançar. Campina Grande, EDUEPB, 2021.

STRECK, Danilo Romeu. Territórios de resistência e criatividade: reflexões sobre os lugares da educação popular. Currículo sem fronteiras, v. 12. N. 1, p. 185-198, jan./abr. 2012.

TORRES, Carrillo Alfonso. La educación popular: Trayectoria y actualidad. Bogotá, El Búho, 2007.

TORRES, Carrillo Alfonso. Pensar epistémico, educación popular e investigación participativa. Ciudad de México, Editorial Nómada -IPECAL, 2019.

VIEIRA, Adriano. Cartas Pedagógicas. In: STRECK, Danilo; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime José (Org.). Dicionário Paulo Freire. 4. ed. rev. e aum. Belo Horizonte: Autêntica, 2018, p. 75-76.

Publicado

2022-08-16

Como Citar

PAULO, F. dos S. Cartas pedagógicas como instrumento metodológico de pesquisas participativas. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e023019, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v9i00.8670030. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8670030. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Pesquisas