Banner Portal
O planejamento da política de alimentação: uma análise a partir dos casos do México, Brasil e Peru
PDF

Palavras-chave

Políticas de alimentação. Planejamento das políticas de alimentação. Segurança alimentar e nutricional.

Como Citar

SOUZA, Luciana Rosa de; BELIK, Walter. O planejamento da política de alimentação: uma análise a partir dos casos do México, Brasil e Peru. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 19, n. 2, p. 111–129, 2012. DOI: 10.20396/san.v19i2.8634615. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634615. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

As políticas de alimentação vêm ganhando participação na agenda de políticas de combate à fome em vários países da América Latina. Buscamos apreender em quais aspectos o conceito de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) pode contribuir para o planejamento das políticas de alimentação. Assim, a hipótese deste artigo é que o conceito de SAN ao mencionar dimensões múltiplas das causas da fome ampliou as dimensões de ações para o planejamento da política de alimentação. O objetivo principal deste artigo é apresentar os avanços e os retrocessos vivenciados no planejamento e execução das políticas de alimentação no México, Brasil e Peru.
https://doi.org/10.20396/san.v19i2.8634615
PDF

Referências

Lavinas L, Bittar M, Manao D. Impacto do Bolsa-Escola na focalização do gasto social. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 2000, Petrópolis. Anais... Petrópolis: ANPOCS, 2000 [acesso em 24 dez 2012]. Disponível em: http://www.anpocs.org.br/encontro/2000/00gt03.htm#31

Declaração de Roma sobre a Segurança Alimentar Mundial e Plano de Acção da Cimeira Mundial da Alimentação [acesso em 07 dez 2012]. Disponível em: http://www.fao.org/docrep/003/w3613p/w3613p00.htm

Salcedo S. El marco teórico de la Seguridad alimentaria. In: Políticas de Seguridad Alimentaria nos países de la Comunidad Andina. Santiago do Chile: FAO – RLC; 2005. p. 20-28.

Food and Agriculture Organization of the United Nations. Informe de políticas: Seguridad Alimentaria [cited 2012 Dec 07]. Available from: ftp:/ftp.fao.org/es/ESA/policybriefs/pb_02_es.pdf 35 Dados de pobreza disponibilizados pela CEPAL [4] mostraram que a pobreza no México tem crescido após a crise de 2008.

Ford D. Enfoques Conceptuales y Sistemas de Información sobre Seguridad Alimentaria. In: Políticas de Seguridad Alimentaria y Nutrición em América Latina. São Paulo: Editora Hucitec; 2004. p. 29-49.

Organização das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos; 1948.

Trueba I. El Hambre. In: El fin del Hambre en 2025: un desafio para nuestra generación. Madrid: Artes Gráficas Cuesta; 2006. p. 31-125.

Gallegos AA, Trueba I. Incidencia de la Seguridad Alimentaria en el desarrollo. In: El fin del Hambre en 2025 – un desafio para nuestra generación. Madri: Grupo Mundi- Prensa; 2006. p. 6-31.

Belik W. Políticas públicas, pobreza rural y seguridad alimentaria. In: CONGRESS OF THE LATIN AMERICAN STUDIES ASSOCIATION, 2007, Montréal, Canadá. Anais… Montréal: 2007. p. 5-7.

Rocha S. Alguns aspectos relativos à evolução 2003- 2004 da pobreza e da indigência no Brasil. In: Parcerias Estratégicas: análise sobre a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD 2004), Brasília, Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, nº 22, p. 11-38, jun. 2006. Edição especial.

Lavinas L. Programas focalizados de transferência de renda: ensinamentos do Bolsa-Família no Brasil. In: XXVIII CONGRESSO LATIN AMERICA STUDIES ASSOCIATION – LASA, 2009, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: LASA, 2009. p. 23-46.

Pingali P, Stamoulis K, Stringer R. Erradicating extreme poverty and hunger: towards a coherent policy agenda. ESA working paper, 2006, nº 06-01, FAO, Roma.

Fiszbein A, Schady N. Conditional cash transfers: reducing present and future poverty. Washington: World Bank Report; 2009.

Levy S. Progress against poverty sustaining Mexico's Progresa-Oportunidades Program. Brookings Institution Press, Washington, DC: Brookings Institution Press; 2006.

Secretaría de Desenvolvimento Social. Programa Institucional Oportunidades 2002-2006. Plano Nacional del Desarrollo, 2002-2006, Sedesol, 2003 – 1º edição [acesso em 13 dez 2012]. Disponível em: http://www.oportunidades.gob.mx/Portal/wb/Web/progr ama_institucional_oportunidades_20022006

Instituto Internacional de Cooperación para la Agricultura. Estratégia de Cooperación Técnica de IICAMexico 2011-2014 [acesso em 07 dez 2012]. Disponível em: http://www.iica.int/Esp/regiones/norte/mexico/Publicaci ones%20de%20la%20Oficina/EstartegiaIICAPais2011Mexi co.pdf

Secretaría de Desenvolvimento Social. Vivir Mejor – politica social del gobierno federal, 2007 [acesso em 07 dez 2012]. Disponível em: www.oic.sep.gob.mx/portal3/doc/vivir_mejor.pdf

Takagi M, Belik W. A Implantação da política de Segurança Alimentar e Nutricional no Brasil: entre a caridade e os gastos sociais. In: Ortega AC, Almeida Filho N. (Org.). Desenvolvimento Territorial, Segurança Alimentar e Economia Solidária. 1º ed. Campinas: Alínea; 2007. p. 187-208.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Comunicados do IPEA, nº 59: Previdência e Assistência Social: efeitos no rendimento familiar e sua dimensão nos Estados, 2010 [acesso em 07 dez 2012]. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/co municado/100722_comunicadoipea59.pdf

Souza LR. Uma análise preliminar do Programa Fome Zero como uma política social de desenvolvimento [dissertação]. Uberlândia. Universidade Federal de Uberlândia; 2006. 183 p.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Políticas sociais: acompanhamento e análise, 2008. Edição nº 15 [acesso em 07 dez 2012]. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/publicacoes/bpsociais /bps_15/16_completo.pdf

Jaccoud L, Hadjab PDE, Chaibub JR. Assistência social e segurança alimentar: entre novas trajetórias, velhas agendas e recentes desafios (1988-2008). In: Políticas Sociais: acompanhamento e análise (Edição comemorativa dos vinte anos da Constituição Federa) vol. 17 (1). Brasília. Editora IPEA, 2009. p. 175-250.

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas. Repercussões do Programa Bolsa Família na Alimentação das famílias beneficiadas [acesso em 07 dez 2012]. Disponível em: http://www.ipcundp. org/publications/mds/7M.pdf

Alcázar L. ¿Por Qué no funcionan los Programas Alimentarios y Nutricionales en el Perú? Riesgos y Oportunidades pra su reforma. In: Grade (Ed.). Investigación, políticas y desarrollo en el Perú, Grupo de Análisis para el Desarrollo. Lima: GRADE; 2007. p. 185- 234.

Cavassa A, Vazquéz-Caisedo G. Informe sobre los progresos y desafíos em la implementación del Derecho a la Alimentación em Perú. Lima: Prosalus y Asociación ARARIWA; 2007 [acesso em 13 dez 2012]. Disponível em: http://www.forosalud.org.pe/1_Informe_sobre_progresos _y_desafios_del_derecho_a_la_alimentacion.pdf

Sotomayor OE. Diseño del modelo de gestión y del esquema de operación del Programa de Desarrollo Productivo Agrario Rural – Agro Rural. Ministerio de Agricultura, República del Perú. Informe de Consultoría; 2008.

Secretaría Técnica de la Comissión de Assuntos Sociales de la Presidencia del Consejo de Ministros ST/CIAS. Ventanilla Unica Social: Propuesta de manual de operaciones ajustado de la Ventanilla Unica Social de la Estrategia Nacional Crecer, 2007. Governo do Peru [acesso em 13 dez 2012]. Disponível em: http://190.223.40.73/vusc/manual.html

Ação Brasileira pela Nutrição e Direitos Humanos. A exibilidade do Direito Humano à Alimentação Adequada e o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Brasília: ABRANDH; 2010 [acesso em 13 dez 2012]. Disponível em: http://www.abrandh.org.br/download/20101101121244.p df

Belik W, Souza LR. Algumas reflexões sobre os programas de alimentação escolar na América Latina. Planejamento e Políticas Públicas. 2009;(33):103-22.

A revista Segurança Alimentar e Nutricional utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.