A insegurança alimentar de famílias atendidas pelo Programa Bolsa Família em Apucarana, Paraná

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v28i00.8660306

Palavras-chave:

Segurança alimentar e nutricional, Nutrição da criança, Políticas públicas

Resumo

A Segurança Alimentar e Nutricional envolve o acesso regular e permanente a alimentos de boa qualidade, que sejam em quantidade suficiente e a renda constitui-se como um dos fatores que determinam essa situação. Visto que, o grupo materno-infantil é mais vulnerável, a atenção voltada à alimentação torna-se indispensável, para que haja o crescimento e desenvolvimento adequados, esse estudo teve como objetivo identificar a prevalência de insegurança alimentar e nutricional das famílias com crianças menores de cinco anos beneficiárias do Programa Bolsa Família. Os instrumentos utilizados foram o questionário da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar, capaz de diagnosticar a Insegurança Alimentar das famílias e a antropometria nutricional, para avaliar o estado nutricional das crianças. Participaram da amostra vinte e quatro famílias residentes no território de abrangência da Unidade Básica de Saúde Eunice Penharbel, localizada no Conjunto Habitacional Sumatra I, em Apucarana – Paraná. Dessas, a maioria 83% se encontrava em situação de insegurança alimentar, fator que se relacionou positivamente com a inadequação no estado nutricional de algumas crianças. O Programa Bolsa Família pode contribuir para reduzir a dificuldade de acesso aos alimentos, porém não garante a segurança alimentar e nutricional, uma vez que, essa é uma condição multifatorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleudely Carla dos Santos Santana, Faculdade de Apucarana

Departamento de Nutrição.

Patrícia Fernanda Ferreira Pires, Faculdade de Apucarana

Departamento de Nutrição.

Referências

Rezende ASF, Dutra DD, Rangel TLV. Fome e representações idealizadas na obra de Euclides da Cunha. Revista Philologus [Internet]. 2016 [acesso em 2018 mai 15];22(66). Disponível em: https://www.filologia.org.br

Bortolini GA, Gubert MB, Santos LMP. Consumo alimentar entre crianças brasileiras com idade de 6 a 59 meses. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2012 [acesso em 2018 mai 15];28(9). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo

Almeida NM et al. Acompanhamento e crescimento das crianças maranhenses com ênfase nas ações das equipes de saúde da família. JMPHC [Internet]. 2013 [acesso em 2018 mai 15];4(2). Disponível em: http://www.jmphc.com.br

Rosaneli CF, Ribeiro ALC, Assis L, Silva TM, Siqueira JE. A fragilidade humana diante da pobreza e da fome. Rev. Bioét. [Internet]. 2015 [acesso em 2018 mai 18];23(1). Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1983-80422015231049

Maluf RS. A Segurança Alimentar e Nutricional e o Direito Humano à Alimentação Adequada no Brasil – indicadores e monitoramento da constituição de 1988 aos dias atuais [relatório] Brasília: Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – CONSEA; 2010.

Silva ESA, Paes NA. Programa Bolsa Família e mortalidade infantil no Brasil: revisão integrativa. Holos [Internet]. 2018 [acesso em 2018 mai 18];34(1). Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br

Brasil. Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Segurança Alimentar e Nutricional e Soberania Alimentar: conceitos. [Internet]. 2017 [acesso em 2018 jun 20]. Disponível em: http://www4.planalto.gov.br/consea

Gubert MB, Benício MHD’A, Santos LMP. Estimativas de insegurança alimentar grave nos municípios brasileiros. Cadernos de Saúde Pública [Internet]. 2010 [acesso em 2018 jul 05];26(8). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo

Kepple AW. O estado da segurança alimentar e nutricional no Brasil – um retrato multidimensional [relatório]. Brasília: Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura; 2014.

Santos LP et al. Comparação entre duas escalas de segurança alimentar. Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2014 [acesso em 2018 jul 10];19(1). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo

Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social – IPARDES. Caderno Estatístico: Município de Apucarana [Internet]. 2018 [acesso em 2018 ago 02]. Disponível em: http://www.ipardes.gov.br

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Escala Brasileira de Insegurança Alimentar – EBIA: análise psicométrica de uma dimensão da Segurança Alimentar e Nutricional. Estudo Técnico [Internet]. 2014 [acesso em 2018 ago 02]. Disponível em: https://fpabramo.org.br

Brasil. Orientações para coleta e análise de dados antropométricos em serviço de saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Brasil. Ministério da Saúde. Curvas de Crescimento da Organização Mundial da Saúde – OMS [Internet]. 2018 [acesso em 2018 ago 15]. Disponível em: https://aps.saude.gov.br

Monteiro F. Segurança alimentar e nutricional de crianças menores de cinco anos: um desafio para o Programa Bolsa Família [dissertação]. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; 2013.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Projeção da População 2018: número de habitantes do país deve parar de crescer em 2047 [Internet]. 2018 [acesso em 2018 ago 15]. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br

Brasil. Universidade Federal do Maranhão – UFMA. Universidade Aberta do SUS – UMA – SUS. Promoção de alimentação saudável [Internet]. 2017 [acesso em 2018 ago 17]. Disponível em: https://ares.unasus.gov.br

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua. Rendimento médio mensal das pessoas de 14 anos ou mais [Internet]. 2018 [acesso em 2018 ago 31]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua. Renda domiciliar per capita [Internet]. 2018 [acesso em 2018 ago 31]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br

Anschau FR. Insegurança alimentar de beneficiários de Programas de Transferência de Renda [dissertação]. Londrina: Universidade Estadual de Londrina; 2008.

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas – IBASE. Repercussões do programa Bolsa Família na segurança alimentar e nutricional das famílias beneficiadas. Documento síntese [Internet]. 2008 [acesso em 2018 set 05]. Disponível em: http://www.ibase.br

Nunes TS, Cruz JMG, Pinho L. Avaliação da segurança alimentar e nutricional de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família. Nutrire [Internet]. 2014 ago [acesso em 2018 set 05]:39(2). Disponível em: http://sban.cloudpainel.com.br

Brasil. Ministério da Saúde. Guia Alimentar para a População Brasileira [Internet]. 2014 [acesso em 2018 set 05]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br

Fraga JAA, Varela DSS. A relação entre a desnutrição e o desenvolvimento infantil. Revista Associação Brasileira de Nutrição [Internet]. 2012 [acesso em 2018 set 10];4(5). Disponível em: https://www.rasbran.com.br

Ramos CI, Cuervo MRM. Programa Bolsa Família: a interface entre a atuação profissional e o direito humano a alimentação adequada. Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2012 [acesso em 2018 set 10];17(8). Disponível em: https://www.scielo.br

Brackmann M. Estado nutricional de crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família [monografia]. Ijuí: Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Unijuí; 2017.

Faria LAN, Pena APS’AA. Análise do impacto do Programa Bolsa Família em relação ao estado nutricional de crianças de zero a sete anos pertencentes às famílias beneficiárias do programa no Município de Pará de Minas, Minas Gerais, no período de 2007/2008. SynThesis Revista Digital FAPAM [Internet]. 2009 [acesso em 2018 set 25];1(1). Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org

Pedraza DF, Souza MM, Rocha ACD. Fatores associados ao estado nutricional de crianças pré-escolares brasileiras assistidas em creches públicas: uma revisão sistemática. Rev Nutr [Internet]. 2015 [acesso em 2018 set 28];28(4). Disponível em: https://www.scielo.br

Cotta RMM, Machado JC. Programa Bolsa Família e segurança alimentar e nutricional no Brasil: revisão crítica da literatura. Rev Panam de Salud Pública [Internet]. 2013 [acesso em 2018 out 11];33(1). Disponível em: https://scielosp.org/article/rpsp/2013.v33n1/54-60

Vitolo MR. Nutrição: da gestação ao envelhecimento. Rio de Janeiro: Rubio; 2008.

Silveira KBR et al. Associação entre desnutrição entre crianças moradoras de favelas, estado nutricional materno e fatores socioambientais. J. Pediatr [Internet]. 2010 [acesso em 2018 out 11];86(3). Disponível em: https://www.scielo.br

Oliveira FCC et al. Estado nutricional e fatores determinantes do déficit estatural em crianças cadastradas no Programa Bolsa Família. Epidemiol. Serv. Saúde [Internet]. 2011 [acesso em 2018 out 11];20(1). Disponível em: http://scielo.iec.gov.br

Figueiredo CSL et al. Avaliação do estado nutricional de escolares beneficiários do Programa Bolsa Família da comunidade Palmeirinha. Rev. E-Ciência [Internet]. 2017 [acesso em 2018 out 15];5(1). Disponível em: http://www.revistafjn.com.br/revista/index.php/eciencia/article/view/274/274

Souza BVS et al. Anemia ferropriva na infância: conceito, causas, diagnóstico, tratamento e prevenção. 2a Mostra Cientifica de Biomedicina. Quichada: Centro Universitário Católico de Quixadá; 2017.

Rocha NP et al. Associação de insegurança alimentar e nutricional com fatores de risco cardiometabólicos na infância e adolescência: uma revisão sistemática. Rev Paul Pediatr. [Internet]. 2016 [acesso em 2018 out 15];34(2). Disponível em: https://www.scielo.br

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

SANTANA, C. C. dos S. .; PIRES, P. F. F. A insegurança alimentar de famílias atendidas pelo Programa Bolsa Família em Apucarana, Paraná. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 28, n. 00, p. e021036, 2021. DOI: 10.20396/san.v28i00.8660306. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8660306. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais