Insegurança Alimentar no Brasil após crise, sua evolução de 2004 a 2017-2018 e comparação com a variação da pobreza

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v28i00.8663556

Palavras-chave:

Segurança alimentar, Pobreza, Renda, Modelos de lógite

Resumo

Dados para aplicação da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar foram coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em complementos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios em 2004, 2009 e 2013. Com a divulgação dos dados obtidos na Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018, os pesquisadores passam a dispor de uma série de quatro anos de dados sobre o tema provenientes de amostras representativas do que ocorre em todo o país. A insegurança alimentar diminuiu de 2004-2013, mas cresceu em 2017-2018. Os dados indicam que a insegurança alimentar grave em 2017-2018 é maior que em 2013, mas fica abaixo do valor observado em 2009. Mas a insegurança alimentar de qualquer grau em 2017-2018 supera até mesmo o valor observado em 2004. Analisando dados por Unidade da Federação mostra-se a forte associação da insegurança alimentar com a distribuição da renda e particularmente com medidas de pobreza. Verifica-se, com dados da PNAD, que o nível de pobreza caiu de 2003 a 2014 e, embora tenha subido de 2014 a 2017-2018, nestes anos fica substancialmente abaixo do valor observado em 2004. Argumenta-se, então, que o grande crescimento da insegurança alimentar leve de 2013 a 2017-2018 se deve, em parte, ao caráter parcialmente subjetivo da EBIA. Em outra seção do artigo, os microdados da POF 2017-2018 são utilizados para verificar os principais determinantes da probabilidade de insegurança alimentar nos domicílios. Comprovou-se que o aumento da renda e da escolaridade são instrumentos básicos para reduzir a IA e que rendas estáveis tem efeito benéfico adicional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolfo Hoffmann, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”

Professor Sênior da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da USP e docente aposentado do Instituto de Economia da UNICAMP

Referências

IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares 2017-2018: análise da segurança alimentar no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE – Coordenação de Trabalho e Rendimento; 2020.

Hoffmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil: análise dos dados da PNAD de 2004. Segur. Aliment. Nutr. 2008; 15(1):49-61.

Hoffmann R. Determinantes da insegurança alimentar no Brasil em 2004 e 2009. Segur. Aliment. Nutr. 2013; 20(2):219-235.

Hoffmann R. Brasil, 2013: mais segurança alimentar. Segur. Aliment. Nutr. 2014; 21(2):422-438.

Hoffmann R. Distribuição da renda domiciliar per capita no Brasil, 2012 a 2019 e 1995 a 2015. Texto para Discussão n. 59 do IEPE/Casa das Garças. 2020 mai.

Hoffmann R. Desigualdade de renda no Brasil, 1995 a 2019: diversas distribuições e o impacto do desemprego. Revista Brasileira de Economia Social e do Trabalho. 2020; 2:1-27.

IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares 2017-2018: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE – Coordenação de Trabalho e Rendimento; 2020.

Hoffmann R, Vaz DV. Mensurando a desigualdade no Brasil: evidências a partir da renda e dos gastos das famílias. Texto para Discussão n. 63 do IEPE/Casa das Garças. 2020 jun.

IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares 2017-2018: primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE – Coordenação de Trabalho e Rendimento; 2019.

Vaz DV, Hoffmann R. Elasticidade-renda e concentração das despesas com alimentos no Brasil: uma análise dos dados das POF de 2002-2003, 2008-2009 e 2017-20178. Revista de Economia. 2020; 41(75):282-310.

Downloads

Publicado

2021-03-26

Como Citar

1.
Hoffmann R. Insegurança Alimentar no Brasil após crise, sua evolução de 2004 a 2017-2018 e comparação com a variação da pobreza. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 26º de março de 2021 [citado 20º de setembro de 2021];28(00):e021014. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8663556

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>