Banner Portal
ODS 2
PDF

Palavras-chave

ODS
Pobreza
Contexto rural
Direito humano à alimentação adequada
Segurança alimentar e nutricional

Como Citar

FONTOLAN, Maria Vitoria; FERRAREZE , Rafael Bozzo; SIGNOR , Altevir; LIMA, Romilda de Souza. ODS 2: fome zero e agricultura sustentável no contexto rural. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 29, n. 00, p. e022004, 2022. DOI: 10.20396/san.v29i00.8665666. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8665666. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo discutir alguns aspectos relacionados ao segundo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ODS2): “acabar com a fome; alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”, especialmente, sob a perspectiva da fome e da pobreza no campo, por meio de uma pesquisa bibliográfica-documental, no intuito de retomar as discussões sobre a importância e a necessidade da alimentação saudável e segura da população rural brasileira na atualidade. Foram abordados os conceitos de Segurança Alimentar e Nutricional e de Direito Humano à Alimentação Adequada e, também, foram apresentados alguns dos desafios para o combate à fome e à pobreza no contexto rural brasileiro. Por fim, concluiu-se que o Estado tem papel primordial neste processo, como promotor de um desenvolvimento rural sustentável, com enfoque na agricultura familiar, que possa corrigir as desigualdades estruturais vigentes e democratizar o acesso à alimentos saudáveis e adequados.

https://doi.org/10.20396/san.v29i00.8665666
PDF

Referências

Organização das Nações Unidas – ONU. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável [Internet]. Nações Unidas no Brasil, 2020 [acesso em 2020 mai 04]. Disponível em: https://nacoesunidas.org

Zocchio G. Com desemprego e cortes, fome e pobreza voltam a ser preocupação central. O Joio e o Trigo [Internet]. 2018 [acesso em 2020 mai 04]. Disponível em: https://outraspalavras.net/ojoioeotrigo/2018/09/com-desemprego-e-cortes-fome-e-pobreza-voltam-ser-preocupacao-central

Figueiró MND. A viabilidade dos temas transversais à luz da questão do trabalho docente. PSI – Revista Psicol Soc e Inst [Internet]. 2000;2(1) [acesso em 2021 abr 26]. Disponível em: http://www.uel.br/ccb/psicologia

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14.ed. São Paulo: Hucitec; 2014.

Gil AC. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas; 2008.

Brasil. Lei no 11.346, de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Brasília: Presidência da República [Internet]. 2020 [acesso em 2020 abr 26]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11346.htm

Burity V, Franceschini T, Valente FL, Recine E, Leão M, Carvalho MF. Direito Humano à Alimentação Adequada no Contexto da Segurança Alimentar e Nutricional. Brasília: ABRANDH. 2010 [acesso em 202 abr 26]. Disponível em: http://www.actuar-acd.org/uploads/5/6/8/7/5687387/dhaa_no_contexto_da_san.pdf

Lima RS, Ferreira Neto JA, Pereira Farias RC. Alimentação, comida e cultura: o exercício da comensalidade. DEMETRA Aliment Nutr Saúde [Internet] 2015;10(3);507-522 [acesso em 2020 jul 23]. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/16072/13748

Ferreira MN. Programas de Transferência Condicionada de Renda e Acesso aos Serviços de Saúde: um estudo da experiência do Programa Bolsa Família em Manguinhos, RJ [Dissertação] [Internet]. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2009 [acesso em 2020 jul 23]. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Agenda de Notícias. Extrema pobreza atinge 13,5 milhões de pessoas e chega ao maio nível em 7 anos [Internet]. 2019 [acesso em 2020 mai 10]. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/25882-extrema-pobreza-atinge-13-5-milhoes-de-pessoas-e-chega-ao-maior-nivel-em-7-anos

Leão M. O direito humano à alimentação adequada e o sistema nacional de segurança alimentar e nutricional [Internet]. Brasília: ABRANDH; 2013 [acesso em 2020 abr 26]. Disponível em: http://www.mds.gov.br

Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança alimentar e Nutricional – Rede PENSSAN. VIGISAN: Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil [Internet]. Brasília: Rede PENSAAN; 2021 [acesso em 2021 mai 07]. Disponível em: http://olheparaafome.com.br

Brasil. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 [Internet]. Brasília: Presidência da República; 1988 [acesso em 2022 fev 14]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Brasil. Consolidação das Leis do Trabalho, de 1 de maio de 1943 [Internet]. Brasília: Presidência da República; 1988 [acesso em 2022 fev 14]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452.htm

Castro J. Geografia da fome (o dilema brasileiro: pão ou aço). 10.ed. Rio de Janeiro: Antares Achiamé; 1980.

Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE. Valor da cesta básica aumenta em 16 capitais em janeiro de 2022 [Internet]. 2022 [acesso em 2022 fev 14]. Disponível em: https://www.dieese.org.br/analisecestabasica/2021/202112cestabasica.pdf

Maluf RS, Menezes F, Marques SB. Caderno “segurança alimentar” [Internet]. Paris: Fhp; 2000 [acesso em 2020 abr 27]. Disponível em: https://www.agencia.cnptia.embrapa.br

Plein C. Desenvolvimento, Mercados e Agricultura Familiar: uma abordagem institucional da pobreza rural. Curitiba: CRV; 2016.

Maluf RS, Mattei, L. Elementos para construção de uma agenda de políticas públicas para o enfrentamento da pobreza rural. In. Miranda C, Tiburcio B (orgs.). Pobreza rural: concepções, determinantes e proposições para a construção de uma agenda de políticas públicas. Série Desenvolvimento Rural Sustentável: edição especial. Brasília: IICA; 2011. p. 15-26.

Maniglia E. As interfaces do direito agrário e dos direitos humanos e a segurança alimentar [Internet]. São Paulo: Cultura Acadêmica; 2009 [acesso em 2020 abr 26]. Disponível em: https://static.scielo.org

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Segurança Alimentar 2013 [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2014 [acesso em 2020 abr 26]. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv91984.pdf

Valente FL. Direito Humano à Alimentação – desafios e conquistas. São Paulo: Cortez; 2002.

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social. Política Nacional de Assistência Social – PNAS/2004 [Internet]. Brasília; 2005 [acesso em 2020 abr 26]. Disponível em: http://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Normativas/PNAS2004.pdf

Moreira RC, Braga MJ, De Carvalho FMA, De Lima JRF, Da Silva JMA. Políticas públicas, distribuição de renda e pobreza no meio rural brasileiro no período de 1995 a 2005 [Internet]. Rev Econ e Sociol Rural – RESR. 2009;47(04):919-944 [acesso em 2020 abr 26]; Disponível em: https://www.scielo.br

Alentejano P. Limite da propriedade de terra no Brasil não acabaria com as grandes propriedades [Internet]. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio/Fundação Oswaldo Cruz [acesso em 2022 fev 14]. Disponível em: https://www.epsjv.fiocruz.br

Ximenes VM et al. Sentimento de comunidade e pobreza rural no Nordeste, Norte e Sul do Brasil. Rev Subjetividades [Internet]. 2019,19(1):1-13 [acesso em 2022 fev 14]. Disponível em: https://periodicos.unifor.br

De Oliveira RB. Evolução da pobreza na América Latina: velhas e novas caras. In. Miranda C, Tiburcio B. A Nova Cara da pobreza rural: desenvolvimento e a questão agrária. Série Desenvolvimento Rural Sustentável, vol. 17. Brasília: IICA; 2013. p. 33-56.

Iamamoto MV, Carvalho R. Relações sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 39.ed. São Paulo: Cortez; 2013.

Mattei L. Pobreza e política de desenvolvimento territorial: noções, metodologias de mensuração e estratégias de enfrentamento do problema. In. Leite SP (org.). Políticas de Desenvolvimento Territorial e Enfrentamento da Pobreza Rural no Brasil. Série Desenvolvimento Rural Sustentável. 2013(19):89-123.

Gazolla M, Schneider S. A produção da autonomia: os “papéis” do autoconsumo na reprodução social dos agricultores familiares. Estud Soc e Agric [Internet]. 2007;01(15):89-122 [acesso em 2020 abr 27]. Disponível em: https://revistaesa.com

Altieri M. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. 4.ed. Porto Alegre: Universidade da UFRGS; 2004.

Guzmán ES. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. In: Aquino AM; Assis R (eds.). Agroecologia: princípios e técnicas para uma agricultura orgânica sustentável [Internet]. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2000 [acesso em 2020 jun 03]. Disponível em: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br

De Moura IF. Antecedentes e aspectos fundantes da agroecologia e da produção orgânica na agenda das políticas públicas no Brasil. In: Sambuichi RHR, De Moura IF, De Mattos LM, Ávila ML, Spínola PAC, Da Silva APM (orgs.). A política nacional de agroecologia e produção orgânica no Brasil: uma trajetória de luta pelo desenvolvimento rural sustentável. Brasília: Ipea; 2017. p. 25-51.

Monteiro D, Londres F. Pra que a vida nos dê flor e frutos: notas sobre a trajetória do movimento agroecológico no Brasil. In: Sambuichi RHR, De Moura IF, De Mattos LM, Ávila ML, Spínola PAC, Da Silva APM (Orgs.). A política nacional de agroecologia e produção orgânica no Brasil: uma trajetória de luta pelo desenvolvimento rural sustentável. Brasília: Ipea; 2017. p. 53-83.

Brasil. Decreto nº 7.272, de 25 de agosto de 2010. Regulamenta a Lei no 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN, com vistas a assegurar o direito humano à alimentação adequada, institui a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – PNSAN, estabelece os parâmetros para a elaboração do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, e dá outras providências [Internet]. Brasília: Presidência da República; 2020 [acesso em 2020 set 01]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7272.htm

De Schutter O. Agroecologia e Direito Humano à Alimentação. Relator Especial da ONU para Direito à Alimentação, apresentado ao Conselho de Direitos Humanos – Décima sexta sessão – Item 3 da agenda “Promoção e proteção de todos os direitos humanos, direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais, inclusive o direito ao desenvolvimento”. Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional. Brasília; 2012.

Bezerra I, Isaguirre K. Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e Agroecologia: desafios e perspectivas teórico-prático. Cad Agroecol [Internet]. 2013;8(2):2236-7934 [acesso em 2021 mai 02]; Disponível em: http://revistas.aba-agroecologia.org.br

Freire P. Pedagogia do oprimido. 79.ed. Rio de Janeiro; 2021.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Segurança Alimentar e Nutricional

Downloads

Não há dados estatísticos.