Série temporal de estudantes em dietas especiais inscritos no Programa Nacional de Alimentação Escolar da cidade de Macaé, Rio de Janeiro

temporalidade de estudantes em dietas especiais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v29i00.8667770

Palavras-chave:

Dieta, Epidemiologia descritiva, Alimentação escolar, Programas e políticas de nutrição e alimentação

Resumo

Objetivou-se neste estudo investigar a prevalência de patologias e a série temporal de estudantes em dietas especiais (DE) matriculados no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do município de Macaé/RJ, no octênio 2013-2020. Trata-se de um estudo descritivo, de base secundária, com dados obtidos de relatórios anuais disponibilizados pela Coordenadoria de Alimentação Escolar da Secretaria Municipal de Educação de Macaé, contendo informações de todos os estudantes em DE, matriculados na rede básica de ensino. Nos últimos oito anos, observaram-se 303.645 atendimentos realizados pelo PNAE, dos quais 3.310 estudantes (10,9/1.000 estudantes) receberam DE. Observou-se tendência crescente de estudantes em DE no período analisado (2013: 5/1.000 vs. 2020: 15,1/1.000), destacando-se a alergia à proteína do leite de vaca (2013: 35,5% vs. 2020: 42,2%) e a intolerância à lactose (2013: 34,3% vs. 2020: 12,7%). A restrição à lactose (2013: 9,3% vs. 2020: 14,5%), restrição às frutas (2013: 4,7% vs. 2020: 10,1%) e restrição às oleaginosas (2013: 0,6% vs. 2020: 6,0%) foram as restrições alimentares mais frequentes. Além disso, observou-se a tendência de aumento ao longo dos anos avaliados para restrição às oleaginosas (β1 = 0,094, p-valor = 0,001) e restrição às frutas (β1 = 0,099, p-valor = 0,001). Conclui-se que há prevalência ascendente de patologias e restrições alimentares bem como a tendência temporal de aumento de estudantes em DE.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jane de Carlos Santana Capelli, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências. Professora Associada do Curso de Nutrição, Centro Multidisciplinar UFRJ-Macaé, Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, Rio de Janeiro/Brasil.

Cléber Nascimento do Carmo, Fundação Oswaldo Cruz

Doutor em Ciências. Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde, Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca/Fiocruz.

Naiara Sperandio, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências Nutricionais. Professora Adjunta do Curso de Nutrição, Centro Multidisciplinar UFRJ-Macaé, Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, Rio de Janeiro/Brasil.

Rosane de Araújo Nunes, Secretaria Municipal de Saúde de Macaé

Secretaria Municipal Adjunta de Atenção Básica de Macaé, Coordenadoria da Área Técnica de Alimentação e Nutrição - CATAN, Macaé, Rio de Janeiro/Brasil. 

Camilla Medeiros Macedo da Rocha, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências. Professora Adjunta do Curso de Nutrição, Centro Multidisciplinar UFRJ-Macaé, Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, Rio de Janeiro/Brasil.

Priscila Vieira Pontes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências. Professora Associada do Curso de Nutrição, Centro Multidisciplinar UFRJ-Macaé, Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, Rio de Janeiro/Brasil.

Luana Silva Monteiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências. Professora Associada do Curso de Nutrição, Centro Multidisciplinar UFRJ-Macaé, Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, Rio de Janeiro/Brasil.

Referências

Issa RC, Moraes LF, Francisco RRJ, Santos LC, Anjos AFV, Pereira SCL. Alimentação escolar: planejamento, produção, distribuição e adequação. Rev Panam Salud Publica. 2014;35(2):96-103.

Cavassin PM, Pinho KEP. Influência da alimentação no desenvolvimento do aluno e na aprendizagem escolar [Internet]. Curitiba; 2013 [acesso em 2020 mai 01]. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2 013_utfpr_cien_artigo_paulo_martins_cavassin.pdf

Ribeiro GNM, Silva, JBL. A alimentação no processo de aprendizagem. Rev Eventos Pedagógicos. 2013;4(2):77-85.

Policy Brief. Obesidade Infantil – estratégias para prevenção e cuidado (em nível local) [Internet]. 2021 [acesso em 2021 jul 17]. Disponível em: https://centrodeexcelencia.org.br

Coimbra MAS, Meira JFP, Starling MBL. Comer e aprender: uma história da alimentação escolar no Brasil. Belo Horizonte: INAE/MEC; 1982.

Ramos FP, Santos LAS, Reis ABC. Educação alimentar e nutricional nas escolas: uma revisão da literatura. Cad Saúde Pública. 2013;29(11):2147-2161. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00170112

Brasil. Lei no 11.947, de 16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica. Brasília: Diário Oficial da União; 2009.

Nogueira RM. O Programa Nacional de Alimentação Escolar como uma política pública: o caso de Campinas – SP [dissertação]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas; 2005.

Brasil. Resolução/CD/FNDE no 26, de 17 de junho de 2013. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Brasília: Diário Oficial da União; 2013.

Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação. Ministério da Educação. Cadernos de referência sobre alimentação escolar para estudantes com necessidades alimentares especiais/Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Brasília: Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação; 2017.

Colares SS, Ferraz F, Perry S, Soratto J. Gestão do cuidado de estudantes com necessidades alimentares especiais vinculados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar [Internet]. Physis: Rev Saúde Coletiva. 2020 [acesso em 2021 ago 01]; 30(04). Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-73312020300407. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-73312020300407

Santos MMM. Um estudo sobre a necessidade de dietas especiais na alimentação escolar (monografia). Medianeira: Universidade Tecnológica Federal do Paraná; 2012.

Brasil. Lei no 12.982, de 28 de maio de 2014. Altera a Lei no 11.947, de 16 de junho de 2009, para determinar o provimento de alimentação escolar adequada aos alunos portadores de estado ou de condição de saúde específica. Brasília: Diário Oficial da União; 2014.

Erhardt C. O direito humano à alimentação adequada e necessidades alimentares especiais em estudantes: uma discussão à luz da bioética [dissertação]. Curitiba: Universidade Católica do Paraná; 2016.

Menezes ERC, Lira PIC, Oliveira JS, Leal VS, Santana SCS, Andrade SLLS et al. Prevalência e determinantes do excesso de peso em pré-escolares. J Pediatr (Rio J). 2011;87(3):231-237.

Martins CEB, Ribeiro RR, Barros Filho AA. Estado nutricional de escolares segundo a localização geográfica das escolas em Sorocaba, São Paulo. Rev Paul Pediatr São Paulo. 2010;28(1):55-62. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-05822010000100010

Vasconcelos FAG, Corso ACT, Trindade EBSM, Zeni LAZR, Pinto ARR, Kami AA et al. Manual de orientação sobre a alimentação escolar para portadores de diabetes, hipertensão, doença celíaca, fenilcetonúria e intolerância à lactose. Brasília: PNAE, CECANE – SC. 2012;54.

Monteiro LN, Aerts D, Zart VB. Estado nutricional de estudantes de escolas públicas e fatores associados em um distrito de saúde do Município de Gravataí, Rio Grande do Sul. Epidemiol Serv Saúde. 2010;19(3):271-281. DOI: https://doi.org/10.5123/S1679-49742010000300009

Kroth DC, Geremia DS, Mussio BR. Programa Nacional de Alimentação Escolar: uma política pública saudável. Ciênc Saúde Colet. 2020;25(10):4065-4076. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.31762018

Cureau FV, Bloch KV, Schaan BD. Estudo de riscos cardiovasculares em adolescentes (erica): resultados principais e perspectivas/perspectivas study of cardiovascular risks in adolescents (erica): main results and perspectives. Rev Soc Cardiol Estado de São Paulo. 2019;29(1):28-33. DOI: https://doi.org/10.29381/0103-8559/2019290128-33

Passone CGB, Grisi SJ, Farhat SC, Manna TD, Pastorino AC, Alveno RA et al. Complexity of pediatric chronic disease: cross-sectional study with 16,237 patients followed by multiple medical specialties. Rev Paul Pediatr. 2020;38:e2018101. DOI: https://doi.org/10.1590/1984-0462/2020/38/2018101

Nonose ERS. Doenças crônicas na escola: um estudo das necessidades dos alunos – Marília, SP (dissertação). Marília: Universidade Estadual Paulista; 2009.

Antolín-Amérigo D, Rodríguez-Rodríguez M, Barbarroja-Escudero J, Sánchez-González MJ, Alvarez-Mon M. Quality of life in patients with food allergy. Clin Mol Allergy. 2016;17:4. DOI: https://doi.org/10.1186/s12948-016-0041-4

Sicherer SH, Sampson HA. Food allergy: a review and update on epidemiology, pathogenesis, diagnosis, prevention, and management. J Allergy Clin Immunol. 2018;141(1):41-58. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jaci.2017.11.003

Zeppone SC. Prevalência e fatores de risco associados a reações a alimentos e diagnóstico médico de alergia alimentar referidos pelos pais em crianças de Ribeirão Preto e São Luís. 2015 [tese]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo; 2015.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares 2017-2018: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2020.

Monteiro LS, Rodrigues PRM, Sichieri R, Pereira RA. Intake of saturated fat, trans fat and added sugars by the Brazilian population: an indicator to evaluate diet quality. Eur J Clin Nutr. 2020;1:1-20. DOI: https://doi.org/10.1038/s41430-020-0582-y

Ribeiro CSG, Ribas MTGO, Corradi-Perini, Auler F. Necessidades alimentares especiais em ambiente escolar: um ensaio sobre a interface entre ciências da nutrição e bioética [Internet]. Demetra: Alimentação, Nutrição & Saúde. 2014 [acesso em 2020 dez 15];9(3):633-643. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/10383 DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2014.10383

Moreira NF, Soares CA, Junqueira TS, Martins RCB. Tendências do estado nutricional de crianças no período de 2008 a 2015: dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan). Cad Saúde Colet. 2020;28(3):447-454. DOI: https://doi.org/10.1590/1414-462x202028030133

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008- 2009: Antropometria e Estado Nutricional de Crianças, Adolescentes e Adultos no Brasil. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2010.

Marinho LMF, Capelli JCS, Rocha CMM, Bouskela A, Carmo CN, Freitas SEAP et al. Situação da alimentação complementar de crianças entre 6 e 24 meses assistidas na Rede de Atenção Básica de Saúde de Macaé, RJ, Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2016;21(3):977-986. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232015213.06532015

Latorre CG, Rocha CMM, Bouskelá A, Monteiro LS, Sperandio N, Viana MR et al. Avaliação do consumo alimentar de crianças entre 6 e 24 meses usuárias de uma unidade básica da atenção primária à saúde de Macaé, Rio de Janeiro. Demetra: Alimentação, Nutrição & Saúde. 2020;15:43355. DOI: https://doi.org/10.12957/demetra.2020.43355

Peres F, Polônio MLT. Consumo de aditivos alimentares e efeitos à saúde: desafios para saúde pública brasileira. Cad Saúde Pública. 2009;25(8). DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2009000800002

Moreira MCN, Gomes R, Sá MRC. Doenças crônicas em crianças e adolescentes: uma revisão bibliográfica. Ciênc Saúde Colet. 2014;19(7):2083-2094. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232014197.20122013

Giesta JM, Zoche E, Corrêa RS, Bosa VL. Fatores associados à introdução precoce de alimentos ultraprocessados na alimentação de crianças menores de dois anos. Ciênc e Saúde Colet. 2019;24(7):2387-2397. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232018247.24162017

Coelli CM. Sistemas de Informação em Saúde e uso de dados secundários na pesquisa e avaliação em saúde. Cad Saúde Colet. 2010;18(3):335-336.

Drumond EF, Machado CJ, Vasconcelos MR, França F. Utilização de dados secundários do SIM, Sinasc e SIH na produção científica brasileira de 1990 a 2006. Rev Bras Est Pop. 2009;26(1):7-19. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-30982009000100002

Downloads

Publicado

2022-10-15

Como Citar

DE SOUZA BORGES, N.; DE CARLOS SANTANA CAPELLI, J. .; NASCIMENTO DO CARMO, C.; SPERANDIO, N.; DE ARAÚJO NUNES, R.; MEDEIROS MACEDO DA ROCHA, C. .; VIEIRA PONTES, P. .; SILVA MONTEIRO, L. . Série temporal de estudantes em dietas especiais inscritos no Programa Nacional de Alimentação Escolar da cidade de Macaé, Rio de Janeiro: temporalidade de estudantes em dietas especiais. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 29, n. 00, p. e022011, 2022. DOI: 10.20396/san.v29i00.8667770. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8667770. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)