Boas novas: diretrizes curriculares de cursos de graduação aprovadas pelo CNE em 2012

Autores

  • Equipe Editorial Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v9i1.8637404

Palavras-chave:

Editorial

Resumo

O II Seminário Nacional sobre Cursos de Graduação em Geologia, realizado na Universidade Estadual de Campinas, em 2002, reuniu 18 dos 19 cursos existentes na época, tendo culminado na fundação do Fórum Nacional de Cursos de Geologia e em proposta de Diretrizes Curriculares (http://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v1/v1_a8.html). Ninguém imaginaria, porém, que se passariam dez anos para que a proposta fosse aprovada pelo CNE. A boa notícia ainda não está bem difundida e debatida: o governo reconheceu o mérito das preocupações legítimas de toda a comunidade e criou mecanismos de acompanhamento dos cursos, mas a realidade mudou radicalmente: o número quase dobrou e muitos ainda lutam para reunir bases para oferta de uma formação superior de qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Equipe Editorial, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Geociências, Unicamp

Downloads

Publicado

2015-06-25

Como Citar

EDITORIAL, E. Boas novas: diretrizes curriculares de cursos de graduação aprovadas pelo CNE em 2012. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 1, 2015. DOI: 10.20396/td.v9i1.8637404. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637404. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

Editorial