Roteiro geoturístico no centro da cidade de São Paulo

Wilian Carlos Batista Augusto, Eliane Aparecida Del Lama

Resumo


Este artigo propõe um roteiro geoturístico pelo centro da cidade de São Paulo, com visita à diversos monumentos histórico-culturais de constituição pétrea. A pedra, tanto para uso em construção de edificações como material para confecção de monumentos, tem utilização milenar devido a sua durabilidade e resistência, como pode ser comprovado em monumentos espalhados pelo mundo. Ainda hoje é largamente utilizada, principalmente pela qualidade e grande diversidade das rochas ornamentais atualmente extraídas. Os monumentos de composição pétrea constituem-se num excelente canal para divulgação das Geociências, uma vez que se aproveita de seus atrativos histórico-culturais em relação com a sua constituição, permitindo um elo entre eles e os conhecimentos geológicos. As rochas empregadas nos monumentos podem ser relacionadas à evolução histórica e econômica da cidade, ao estilo arquitetônico de cada época e à adequabilidade de cada rocha nas várias utilizações da construção civil. O roteiro proposto agrupa 15 monumentos no centro histórico da cidade de São Paulo, visitando os seguintes monumentos: A Menina e o Bezerro, Amor Materno, Depois do Banho, Fonte Monumental, O Índio Caçador, Camões, Cervantes, Chopin, Dante Alighieri, Göethe, Mário de Andrade, Obelisco da Memória, Guanabara, Antônio Carlos Gomes e Mãe Preta. A utilização de roteiros geoturísticos pode ser uma forma bastante eficiente de divulgar as Geociências. É uma prática bastante comum na Europa, que começa a surgir no Brasil de forma promissora. É um roteiro simples, fácil e barato que pode ser feito por pessoas de todas as idades e formações.


Palavras-chave


Roteiro geoturístico. Monumentos pétreos. Rocha. Alteração.

Texto completo:

PDF

Referências


Augusto W.C.B. 2009. Caracterização geológica dos monumentos da cidade de São Paulo. São Paulo: Inst. Geoc. USP. 104 p. (Monogr. Trab. Formatura).

Baptista-Neto J.A., Smith B.J., McAllister J.J., Silva M.A.M., Castanheira F.S. 2006. Surface modification of a granite building stone in central Rio de Janeiro. An. Acad. Brasil. Ciênc., 78(2):317-330.

Costa A.G. 2009. Rochas e Histórias do Patrimônio Cultural do Brasil e de Minas. Rio de Janeiro: Bem-Te-Vi. 292p.

Del Lama E.A. 2006. Geologia e Herança Cultural. Rev. Bras. Geoc., 36(2):379-381.

Del Lama E.A. 2008. Instituto de Geociências da USP e Herança Cultural: Estreitando os Laços. Revista CPC (7:173-182. (Centro Preserv. Cult. USP). URL: : http://www.usp.br/cpc/v1/php/wf07_revista_interna.php?id_revista=11&id_conteudo=14&tipo=8. Acesso 28.07.2010.

Del Lama E.A., Szabó G.A.J., Dehira L.K., Kihara Y. 2008. Impacto do intemperismo no arenito de revestimento do Teatro Municipal de São Paulo. São Paulo: Inst. Geoc. USP. Geologia USP – Série Científica, 8(1):75-86. URL: http://geologiausp.igc.usp.br/geologiausp/sc1/art.php?artigo=703. Acesso 28.07.2010.

Del Lama E.A., Dehira L.K., Reys, A.C. 2009. Visão geológica dos monumentos da cidade de São Paulo. Rev. Bras. Geoc., 39(3): 409-420. URL: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/rbg/article/view/12881/11163. Acesso 25.03.2010.

Fitzner B., Heinrichs K. 2004. Photo atlas of weathering forms on stone monuments. Geological Institute, RWTH Aachen University. Working Group “Natural Stones and weathering”. URL: http://www.stone.rwth-aachen.de. Acesso 29.07.2010.

Frascá M.H.B.O. 2003. Estudos experimentais de alteração acelerada em rochas graníticas para revestimento. São Paulo: Inst. Geoc. USP. 264p. (Tese Dout.).

ICOMOS. International Council on Monuments and Sites. 2008. Illustrated glossary on stone deterioration patterns. Champigny/Marne, França: ICOMOS. 80p. URL: http://www.international.icomos.org/publications/monuments_and_sites/15/pdf/Monuments_and_Sites_15_ISCS_Glossary_Stone.pdf. Acesso 25.03.2010.

Henriques F.M.A., Delgado Rodrigues J., Aires Barros L., Proença N. 2005. Materiais pétreos e similares. Terminologia das formas de alteração e degradação. Lisboa: LNEC. 39 p.

Philipp R.P., Di Benedetti V. 2007. Análise e avaliação da deterioração do revestimento de mármore da cúpula da catedral Metropolitana de Porto Alegre. Rev. Bras. Geoc., 37(4):650-659.

Pontes J.A.V. 2003. São Paulo de Piratininga: de pouso de tropas a metrópole. São Paulo: O Estado de São Paulo/Editora Terceiro Nome. 256p.

Reys A.C. 2006. Estado de conservação dos monumentos da cidade de São Paulo. São Paulo: Inst. Geoc. USP. 131 p. (Monogr. Trab. Formatura).

Reys A.C., Del Lama E.A., Dehira L.K. 2007. Monumentos da cidade de São Paulo: formas de alteração e conservação. Revista CPC, 5:93-122. (Centro Preserv. Cult. USP). URL: http://www.usp.br/cpc/v1/php/wf07_revista_interna.phpid_revista=9&id_conteudo=22&tipo=7. Acesso 13.11.2008.

Silva M.E. da, Roeser H.M.P. 2003. Mapeamento de deteriorações em monumentos históricos de pedra-sabão em Ouro Preto. Rev. Bras. Geoc., 33(4):329-336.

Stern A.G., Riccomini C., Fambrini G.L., Chamani M.A.C. 2006. Roteiro geológico pelos edifícios e monumentos históricos do centro da cidade de São Paulo. Rev. Bras. Geoc., 36(4):704-711. URL: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/rbg/article/view/10995/7417. Acesso 26.03.2010.

Teixeira R.B., Silva, V.F., Barroso E.V. 2008. O martelo de Schmidt como ferramenta da avaliação da degradação de rochas de cantaria em prédios históricos. In: Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental, 12, Porto de Galinhas, 2008. Anais... São Paulo: ABGE. (CD-ROM).




DOI: https://doi.org/10.20396/td.v7i1.8637439

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


(c) Terrae Didat., Campinas (SP) - ISSN 1980-4407.