Roteiro geoturístico no centro da cidade de São Paulo

  • Wilian Carlos Batista Augusto Universidade de São Paulo
  • Eliane Aparecida Del Lama Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Roteiro geoturístico. Monumentos pétreos. Rocha. Alteração.

Resumo

Este artigo propõe um roteiro geoturístico pelo centro da cidade de São Paulo, com visita à diversos monumentos histórico-culturais de constituição pétrea. A pedra, tanto para uso em construção de edificações como material para confecção de monumentos, tem utilização milenar devido a sua durabilidade e resistência, como pode ser comprovado em monumentos espalhados pelo mundo. Ainda hoje é largamente utilizada, principalmente pela qualidade e grande diversidade das rochas ornamentais atualmente extraídas. Os monumentos de composição pétrea constituem-se num excelente canal para divulgação das Geociências, uma vez que se aproveita de seus atrativos histórico-culturais em relação com a sua constituição, permitindo um elo entre eles e os conhecimentos geológicos. As rochas empregadas nos monumentos podem ser relacionadas à evolução histórica e econômica da cidade, ao estilo arquitetônico de cada época e à adequabilidade de cada rocha nas várias utilizações da construção civil. O roteiro proposto agrupa 15 monumentos no centro histórico da cidade de São Paulo, visitando os seguintes monumentos: A Menina e o Bezerro, Amor Materno, Depois do Banho, Fonte Monumental, O Índio Caçador, Camões, Cervantes, Chopin, Dante Alighieri, Göethe, Mário de Andrade, Obelisco da Memória, Guanabara, Antônio Carlos Gomes e Mãe Preta. A utilização de roteiros geoturísticos pode ser uma forma bastante eficiente de divulgar as Geociências. É uma prática bastante comum na Europa, que começa a surgir no Brasil de forma promissora. É um roteiro simples, fácil e barato que pode ser feito por pessoas de todas as idades e formações.

Biografia do Autor

Wilian Carlos Batista Augusto, Universidade de São Paulo
Dept. de Mineralogia e Geotectônica, Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo.
Eliane Aparecida Del Lama, Universidade de São Paulo
Dept. de Mineralogia e Geotectônica, Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo.

Referências

Augusto W.C.B. 2009. Caracterização geológica dos monumentos da cidade de São Paulo. São Paulo: Inst. Geoc. USP. 104 p. (Monogr. Trab. Formatura).

Baptista-Neto J.A., Smith B.J., McAllister J.J., Silva M.A.M., Castanheira F.S. 2006. Surface modification of a granite building stone in central Rio de Janeiro. An. Acad. Brasil. Ciênc., 78(2):317-330.

Costa A.G. 2009. Rochas e Histórias do Patrimônio Cultural do Brasil e de Minas. Rio de Janeiro: Bem-Te-Vi. 292p.

Del Lama E.A. 2006. Geologia e Herança Cultural. Rev. Bras. Geoc., 36(2):379-381.

Del Lama E.A. 2008. Instituto de Geociências da USP e Herança Cultural: Estreitando os Laços. Revista CPC (7:173-182. (Centro Preserv. Cult. USP). URL: : http://www.usp.br/cpc/v1/php/wf07_revista_interna.php?id_revista=11&id_conteudo=14&tipo=8. Acesso 28.07.2010.

Del Lama E.A., Szabó G.A.J., Dehira L.K., Kihara Y. 2008. Impacto do intemperismo no arenito de revestimento do Teatro Municipal de São Paulo. São Paulo: Inst. Geoc. USP. Geologia USP – Série Científica, 8(1):75-86. URL: http://geologiausp.igc.usp.br/geologiausp/sc1/art.php?artigo=703. Acesso 28.07.2010.

Del Lama E.A., Dehira L.K., Reys, A.C. 2009. Visão geológica dos monumentos da cidade de São Paulo. Rev. Bras. Geoc., 39(3): 409-420. URL: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/rbg/article/view/12881/11163. Acesso 25.03.2010.

Fitzner B., Heinrichs K. 2004. Photo atlas of weathering forms on stone monuments. Geological Institute, RWTH Aachen University. Working Group “Natural Stones and weathering”. URL: http://www.stone.rwth-aachen.de. Acesso 29.07.2010.

Frascá M.H.B.O. 2003. Estudos experimentais de alteração acelerada em rochas graníticas para revestimento. São Paulo: Inst. Geoc. USP. 264p. (Tese Dout.).

ICOMOS. International Council on Monuments and Sites. 2008. Illustrated glossary on stone deterioration patterns. Champigny/Marne, França: ICOMOS. 80p. URL: http://www.international.icomos.org/publications/monuments_and_sites/15/pdf/Monuments_and_Sites_15_ISCS_Glossary_Stone.pdf. Acesso 25.03.2010.

Henriques F.M.A., Delgado Rodrigues J., Aires Barros L., Proença N. 2005. Materiais pétreos e similares. Terminologia das formas de alteração e degradação. Lisboa: LNEC. 39 p.

Philipp R.P., Di Benedetti V. 2007. Análise e avaliação da deterioração do revestimento de mármore da cúpula da catedral Metropolitana de Porto Alegre. Rev. Bras. Geoc., 37(4):650-659.

Pontes J.A.V. 2003. São Paulo de Piratininga: de pouso de tropas a metrópole. São Paulo: O Estado de São Paulo/Editora Terceiro Nome. 256p.

Reys A.C. 2006. Estado de conservação dos monumentos da cidade de São Paulo. São Paulo: Inst. Geoc. USP. 131 p. (Monogr. Trab. Formatura).

Reys A.C., Del Lama E.A., Dehira L.K. 2007. Monumentos da cidade de São Paulo: formas de alteração e conservação. Revista CPC, 5:93-122. (Centro Preserv. Cult. USP). URL: http://www.usp.br/cpc/v1/php/wf07_revista_interna.phpid_revista=9&id_conteudo=22&tipo=7. Acesso 13.11.2008.

Silva M.E. da, Roeser H.M.P. 2003. Mapeamento de deteriorações em monumentos históricos de pedra-sabão em Ouro Preto. Rev. Bras. Geoc., 33(4):329-336.

Stern A.G., Riccomini C., Fambrini G.L., Chamani M.A.C. 2006. Roteiro geológico pelos edifícios e monumentos históricos do centro da cidade de São Paulo. Rev. Bras. Geoc., 36(4):704-711. URL: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/rbg/article/view/10995/7417. Acesso 26.03.2010.

Teixeira R.B., Silva, V.F., Barroso E.V. 2008. O martelo de Schmidt como ferramenta da avaliação da degradação de rochas de cantaria em prédios históricos. In: Congresso Brasileiro de Geologia de Engenharia e Ambiental, 12, Porto de Galinhas, 2008. Anais... São Paulo: ABGE. (CD-ROM).

Publicado
2015-06-29
Como Citar
Augusto, W. C. B., & Del Lama, E. A. (2015). Roteiro geoturístico no centro da cidade de São Paulo. Terrae Didatica, 7(1), 29-40. https://doi.org/10.20396/td.v7i1.8637439
Seção
Artigos