Terræ Didatica chega para ampliar a interseção entre Ciências da Terra e Educação

Autores

  • Equipe Editorial Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v1i1.8637451

Palavras-chave:

Editorial

Resumo

O interesse crescente por temas geocientíficos nas sociedades contemporâneas pode ser evidenciado de inúmeras formas. Dentre elas, sobressai-se o chamado cinema-catástrofe, vantajosamente aproveitado pelos produtores internacionais, que apresentam – e representam – diferentes tipos de ameaças às populações na Terra, sempre relacionadas a fenômenos naturais, cuja dinâmica tem sido muitas vezes agravada por efeitos incontroláveis das ações e processos antrópicos. São representações, ou seja, um tipo de exibição que busca fazer com que as pessoas aceitem um certo modo de ver, ou assumam determinado ponto de vista. Ao provocar a reflexão de numerosíssimas pessoas sobre esses efeitos, os produtores, deliberadamente ou não, conseguem despertar/fortalecer alguma consciência ambiental sobre o resultado de nossos padrões de consumo de bens naturais e utilização de espaços físicos e apropriação de seres vivos, bem como as crescentes taxas de aproveitamento de fontes de energia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Equipe Editorial, Universidade Estadual de Campinas

Equipe Editorial da Revista Terrae Didatica.

Downloads

Publicado

2015-06-30

Como Citar

EDITORIAL, E. Terræ Didatica chega para ampliar a interseção entre Ciências da Terra e Educação. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 1, n. 1, p. 1–5, 2015. DOI: 10.20396/td.v1i1.8637451. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8637451. Acesso em: 29 jul. 2021.

Edição

Seção

Editorial