Banner Portal
Nota histórica sobre o Maciço Alcalino do Morro de São João, Casimiro de Abreu, RJ
PDF

Palavras-chave

Maciço Alcalino do Morro de São João

Como Citar

ALMEIDA, Soraya. Nota histórica sobre o Maciço Alcalino do Morro de São João, Casimiro de Abreu, RJ. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 12, n. 3, p. 240–242, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8647901. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

O Maciço Alcalino do Morro do São João destaca- -se como uma elevação abrupta, com altitude em torno de 800 metros, localizada a cinco quilômetros do Distrito de Barra de São João, no Município de Casimiro de Abreu, RJ. Coberto por densa vegeta- ção, o monte possui um contorno arredondado com aproximadamente quatro quilômetro de diâmetro e é formado por sienitos cenozoicos intrusivos em rochas gnáissicas pré-cambrianas. A primeira referência ao corpo alcalino na literatura geológica é atribuída a Oliveira (1952), que descreveu nefelina sienitos de sua base...
PDF

Referências

Alves E. C., Sichel S. E. 1997. Compartimentação tectônica da margem continental sudeste e área oceânica adjacente. In: Simp. Geol. Sudeste, 5, Itatiaia, RJ. Atas. Itatiaia, SBGeo. p. 40-42.

Amaral G., Bushee J., Cordani U.G., Kawashita K., Reynolds J. H. 1967. Potassium-argon ages of alcaline rocks from southern Brazil. Geochim. Cosmochim. Acta, (31):117-142 Dana J.D. 1851. Manual of mineralogy including observations of mines, rocks, reduction of ores and the aplication of the science to the arts. 3a edition. Philadelphia: Durrie & Peck Publ.. 460 p.

Guimarães D., Dutra. C.V. 1962. Contribuição e Geoquímica das Rochas alcalinas do Brasil. Rio de Janeiro: DNPM. 45-76. (Bol., 112).

Luccock J. 1809. An Essay on Wool, Containing a Particular Account of the English Fleece, with hints for its improvement adressed to the grower, dealer and manufacturer. J. Harging Ed. 360 p.

Luccock J. 1820. Notes on Rio de Janeiro and Southern parts of Brazil taking durin a residence of tem years in that contry, from 1808 to 1818. Samuel Leigh Ed. 639 p

Luccock J. 1942. Notas sobre o Rio de Janeiro e partes Meridionais do Brasil tomadas durante uma estada de dez anos nesse país, de 1808 a 1818. Trad. Milton da Silva Rodrigues. São Paulo: Livr. Martins. 435p.

Man S.J. 2012. Yorkshore Chess History. John Darnton Luccock. URL: http://www.sjmann.supanet.com/People/Luccock,%20John%20Darnton.htm. Acesso 26.03. 2016.

Mota C.E.M., Geraldes M.C., Almeida J.C., Vargas T, Souza D.M., Loureiro R.O., Silva A.P. 2009. Características Isotópicas (Nd e Sr), Geoquímicas e petrográficas da intrusão alcalina do Morro de São João: implicações geodinâmicas e sobre a composição do manto sublitosférico. São Paulo: Geociências USP, 9(1):85-100.

Oliveira A.O. 1952. Relatório Anual do Diretor. Rio de Janeiro: DGM/DNPM. p. 34-37

Oureiro S.G., Cupertino J.A., Szatmari, P., Thomaz-Filho, A. 2005. Estudo sobre o magmatismo no limite sua continuidade na cadeia Vitória Trindade. Simp. Vulcanismo e Amb. Assoc., Cabo Frio. Anais. p. 189-194.

Taylor R.B. 1865. The Biographia Leodiensis: Or, Bio-graphical Sketches of the Worthies of Leeds and Neighbourhood, from the Norman Conquest to the Present Time. Simpkin, Marshall, & Co. 544p.

Thomaz Filho A., Cesero, P., Mizusaki, A.M.P., Leão J.G. 2005. Hot spot volcanic tracks and their impli Hot spot volcanic tracks and their implications for south american plate motion, Campos basin (Rio de Janeiro state), Brazil. J. South Am. Earth Sci., 18:383-389. Thomaz Filho A., Rodrigues A.L. 1998. O alinhamento de rochas alcalinas Poços de Caldas – Cabo Frio (RJ) e sua continuidade na cadeia Vitória Trindade. Rev. Bras. Geoc., 2(29):189-194.

Terrae Didatica utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Terrae Didatica, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.