Banner Portal
Documentário “História de Pescador”
PDF

Palavras-chave

Pesca na Baía de Guanabara
Pesquisa participativa
Documentários ambientais

Como Citar

ALMEIDA, Gabriel Mendes de; PEREIRA, Tayná de Souza; ROCHA, Marcelo Borges. Documentário “História de Pescador”: análise do processo de elaboração participativa com estudantes de gestão ambiental. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 18, n. 00, p. e022012, 2022. DOI: 10.20396/td.v18i00.8668044. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8668044. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

Pesquisas Participativas alinham-se em projetos de envolvimento de ações nas quais existe a participação de pessoas ao longo do processo. O recurso audiovisual desempenha papel relevante na divulgação de informações, com evidente potencial em Educação Ambiental. Esta pesquisa analisou de que forma a participação na construção de um documentário sobre pesca na Baía de Guanabara contribuiu para a formação de estudantes de Gestão Ambiental. Na produção do material foi utilizada uma sequência metodológica de pesquisa participativa. Na coleta de dados foram feitas gravações e transcrições dos encontros, estudadas à luz da Análise de Conteúdo. Os resultados mostram que a participação incentivou o debate, a pesquisa e mudanças de percepção sobre o tema, além de ter sido produzido um material que transmite com êxito a mensagem pretendida. O estudo enaltece a convicção da essencialidade da pesquisa, da troca e da reflexão crítica na formação de gestores ambientais.

https://doi.org/10.20396/td.v18i00.8668044
PDF

Referências

Arroio, A., & Giordan, M. (2006). O vídeo educativo: aspectos da organização do ensino. Química Nova na Escola, (24), 8-11.

Bardin, L. (2006). Análise de conteúdo. Trads. L. A. Rego & A. Pinheiro. Lisboa: Edições 70. (Obra original publicada em 1977).

Borda, O. F. (1999). Aspectos teóricos da pesquisa participante. In: Brandão, C. R. (Org.). (1999). Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense. p. 42-62.

Brandão, C. R., & Borges, M. C. (2007). A pesquisa participante: um momento da educação popular. Revista de Educação Popular, 6(1). Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/19988.

Cunha, A. S., & Leite, E. (2009). Implicações para a Educação Ambiental. Disponível em: http://www4.pucminas.br/graduacao/cursos/arquivos/ARE_ARQ_REVIS_ELETR20090930145741.pdf.

Demo, P. (1999). Elementos metodológicos da pesquisa participante. In: Brandão, C. R. (Org.) (1999). Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense. p. 104-130.

Franco, G. (1977). O Vídeo Educativo: subsídios para a leitura crítica de documentários. Revista Tecnologia Educacional, 136(137), 20-23.

Freire, L. A., & Caribé, A. L. (2004). O filme em sala de aula: como usar. Rev. Eletr. O olho da história, 6, 1-12.

Gabarrón, L. R., Landa, L. H. (2006) O que é pesquisa participante? In: Brandão, C.R., Streck, D. R. Pesquisa participante: a partilha do saber. Aparecida, SP: Ideias&Letras. (pp. 113- 125)

Le Boterf, G. (1980). Pesquisa participante: proposta e reflexões metodológicas. In: Brandão, C. R. (Org.). (1980). Repensando a Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense. p. 51-81.

Marin, A. A. (2008). Pesquisa em educação ambiental e percepção ambiental. Pesquisa em Educação Ambiental, 3(1), 203-222.

Mello, D. A., Rouquayrol, M. Z., Araújo, D., Amadei, M., Souza, J., Bento, L. F., ... & Nascimento, J. (1998). Promoção à saúde e educação: diagnóstico de saneamento através da pesquisa participante articulada à educação popular (Distrito São João dos Queiroz, Quixadá, Ceará, Brasil). Cadernos de Saúde Pública, 14(3), 583-595.

Nichols, B. (2005). Introdução ao documentário. Trad. Mônica Saddy Martins.

Oliveira, J. R. S. D., & Queiroz, S. L. (2007). Construção participativa do material didático “Comunicação e linguagem científica: guia para estudantes de Química”. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 6(3), 673-690.

Panagassi, I., Setin, M. F., Assis, N. A., & Malavazzi, A. A. (2017). Produção audiovisual como instrumento de educação ambiental: experiência em Unidade de Conservação. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 12(5), 126-139.

Pereira, T. S., Monerat, C. A. A., Borim, D. C. D. E., Rocha, M. B., & Almeida, G. M. de. (2021). O documentário como forma de divulgar Ciência: uma análise da obra “Quando éramos macacos”. Campinas, Terrae Didatica, 17(Publ. Contínua), e021024. doi: 10.20396/td.v17i00.8665095.

Rodrigues, F. L. (2010). Uma breve história sobre o cinema documentário brasileiro. CES revista, 24(1), 61-73.

Santo, C. D. E., & Freire, I. M. (2004). "Quissamã somos nós!": construção participativa de hipertexto. Ciência da Informação, 33(1), 155-168.

Tripp, D. (2005). Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e Pesquisa 31(3), 443-466. doi: 10.1590/S1517-97022005000300009

Valle, E. R. M. D. (1988). A pesquisa participante como metodologia de pesquisa em enfermagem. Säo Paulo, Enfoque, 16(1), 20-23.

Zaher, C. A., & Junior, E. G. (2012). Múltiplas abordagens da educação não formal em solos: a elaboração de vídeos documentários. Revista Homem, Espaço e Tempo, 6(2). Disponível em: http://rhet.uvanet.br/index.php/rhet/article/view/123. Acesso em: 05.04.2022.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Terrae Didatica

Downloads

Não há dados estatísticos.