Banner Portal
Panorama das publicações desenvolvidas em geoparques e aspirantes a geoparques brasileiros
PDF
ZIP

Palavras-chave

Geoparque
Geoturismo
Geoconservação
Revisão bibliográfica

Como Citar

SILVA, Cláudia Patrícia Araújo e; PIOKER-HARA, Fabiana Curtopassi. Panorama das publicações desenvolvidas em geoparques e aspirantes a geoparques brasileiros: principais tendências de pesquisa. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 18, n. 00, p. e022042, 2022. DOI: 10.20396/td.v18i00.8671324. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8671324. Acesso em: 15 abr. 2024.

Resumo

A expansão dos Geoparques Oficiais da UNESCO ocorre acompanhada também de um crescimento nas pesquisas científicas a eles referentes. No Brasil, há três Geoparques Oficiais atualmente: Araripe, Seridó e Caminhos dos Cânions do Sul. Além desses, há dois Geoparques Aspirantes: Quarta Colônia e Caçapava. Assim, o objetivo deste estudo foi traçar um panorama das pesquisas científicas que estão sendo produzidas nos Geoparques oficiais e aspirantes a Geoparques brasileiros, buscando compreender quais temáticas têm recebido maior atenção, por meio de uma pesquisa de natureza qualitativa. A pesquisa considerou artigos, dissertações e teses tendo como resultado estudos publicados entre 2008 e 2022, os quais possibilitaram a proposta de seis categorias iniciais: Geociências, Geoturismo, Educação, Comunidades, Criação de Geoparques: potencialidades e ameaças e Outros. A Geoconservação e o Desenvolvimento foram consideradas categorias transversais, perpassando consistentemente as pesquisas analisadas, estabelecendo relações com as demais categorias e temas latentes.

https://doi.org/10.20396/td.v18i00.8671324
PDF
ZIP

Referências

Bacci, D. L. C., Boggiani, P. C., Lama, E. A. D., & Teixeira, W. (2009). Geoparque: estratégia de geoconservação e projetos educacionais. Geol. USP, Publ. espec., 5, 7-15. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v5i0p07-15.

Beil, I. M. (2020a). Patrimônio, turismo e desenvolvimento sustentável: uma análise crítica sobre a criação de Geoparques no Brasil. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, USP. (Dissert. Mestrado). doi: 10.11606/D.8.2020.tde-20042021-153449.

Beil, I, M. (2020b). Proteção da natureza e do patrimônio: uma análise sobre o conceito de Geoparque. Paper do NAEA, 1(3), 1-14. doi: 10.18542/papersnaea.v1i3.10442.

Beserra, T. M. A. C. (2011). Projeto de Implantação de um sistema de informação geográfica - SIG para o Geopark Araripe. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará. (Dissert. mestrado). URL: https://repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/9031/1/2011_dis_tmacbeserra.pdf. Acesso 19.10.2022

Bezerra, S. G., Silva Filho, V. P., Oliveira, W. A., & Nascimento, M. A. L. (2014). O desenvolvimento do Geoturismo nos geossítios Cânions dos Apertados, Pico do Totoró e Mina Brejuí, município de Currais Novos, RN. Geonomos, 22(1), 31-38. doi:10.18285/geonomos.v22i1.291.

Borba, A. W., Figueiró, A, S., Garcia, T. S., Domingues, S. A., & Souza, L. P. M. (2013). Peculiaridades da “metade sul” gaúcha e suas implicações para a geoconservação, o geoturismo e os Geoparques. Geonomos, 21(2),79-83. doi: 10.18285/geonomos.v21i2.274.

Borba, A, W. (2017). Um Geopark na região de Caçapava do Sul (RS, Brasil): uma discussão sobre viabilidade e abrangência territorial. Geographia Meridionalis, 3(1), 104-133. doi: 10.15210/gm.v3i1.10302.

Borba, A. W. (2018). Avanços e obstáculos para a certificação de um Geoparque em Caçapava do Sul, “capital gaúcha da geodiversidade”. Terra Plural, 12(2), 201-210. doi: 10.5212/TerraPlural.v.12i2.0004.

Brasil, J. G., Ribeiro, S. C., & Carvalho Neta, M. L. (2019). Identificação das potencialidades geoturísticas do Geopark Araripe. Estudos iniciais dos geossítios inseridos em áreas de conservação de proteção integral. Revista da Casa da Geografia de Sobral, 21(2), 1038-1048. doi: 10.35701/rcgs.v21n2.564.

Brilha, J. (2005). Patrimônio Geológico e Geoconservação: A conservação da natureza na sua vertente geológica. Braga: Pallimage.190p.

Brilha, J. B. R. (2009). A Importância dos Geoparques no Ensino e Divulgação das Geociências. Geol. USP, Publ. espec., 5(1), 27-33. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v5i0p27-33.

Brilha, J. (2018). Geoheritage and geoparks. In: Reynard, E. Brilha, J (Eds.). (2018). Geoheritage: Assessment, Protection and Management. Chennai: Elsevier. p. 323-335.

Cardoso, C. S., & Batista, S. G. (2013). Inovação da oferta turística com base nos valores locais: um estudo do Geoparque Seridó, RN, Brasil. Caderno Virtual de Turismo, 13(2), 150-161. URL: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=115428165001. Acesso 19.12.2022.

Cardoso, P. D., Leite, C. P., Lima, M. P. A., & Santos, M. A. F. (2017). Do geoturismo à geoconservação: análise da percepção ambiental da comunidade do geossítio pontal da Santa Cruz, Geopark Araripe, CE. Ciência e Sustentabilidade, 3(1),124-141. doi: 10.33809/2447-4606.312017124-141.

Carvalho Neta, M. L. Côrrea, A. C. B., & Bétard, F. (2019). Quantificação da Geodiversidade do Geopark UNESCO Araripe. REGNE, 5(2), 81-97. doi: 10.21680/2447-3359.2019v5n2ID18475.

Carvalho, I. S., Raminelli, R., Henriques, M. H. P., Soares, R. C., Andrade, J. A. F. G., & Freitas, F. I. (2021). The Araripe Geopark (NE Brazil): Discovering the Earth’s past as a driver of economic and social transformation. Geoheritage, 13(60), 1-16. doi: 10.1007/s12371-021-00586-4.

Castro, A. R. S. F., Mansur, K. L., & Carvalho, I. S. (2018). Reflexões sobre as relações entre geodiversidade e patrimônio: um estudo de caso. Terr@Plural, 12(3), 383-403. doi: 10.5212/TerraPlural.v.12i3.0007.

Correia, R. R. (2013). O geoturismo como estratégia de desenvolvimento regional: o caso do geopark Araripe/ Ceará, Brasil. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará. (Dissert. mestrado). URL: https://repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/6265/1/2013_dis_rrcorreia.pdf. Acesso 21.10.2022

Costa, E. R. P. (2021). Geoparque Aspirante Seridó/RN e o processo de desenvolvimento local. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte. (Dissert. Mestrado). URL: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/32668. Acesso 19.12.2022

Costa, S. S. S., Nascimento, M. A. L. do, & Silva, M. L. N. da. (2022). Roteiro virtual pelos geossítios do Geoparque Aspirante Seridó: ferramentas cartográficas livres do Google® para Geoeducação. Terræ Didatica, 18 (Publ. Contínua), 1-9, doi: 10.20396/td.v18i00.8667435.

Duarte, F. R. (2012). Território em rede: redes sociais e difusão do conhecimento no Geoparque Araripe (CE). (Tese de Doutorado). Salvador: Universidade Federal da Bahia. URL: http://www.Geoparques-Sbg.org.br/disserta%C3%A7%C3%B5es/TESE_Francisco%20Ricardo%20Duarte.pdf. Acesso 19.12.2022

Duarte, F. R., & Miranda, J. G. V. (2011). O Geoparque Araripe como pólo difusor do conhecimento no semi-árido nordestino. Perspectivas Em Gestão & Conhecimento, 1(2), 249-265. URL: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/9809. Acesso 25.10.2022

Duarte, A. K. G., Mendonça, F. J. S. F., Cabral, N. R. A. J., & Souza, B, S, C. (2021). Diagnóstico do nível de sustentabilidade em comunidade do Geopark Araripe da UNESCO. Revista Produção Online, 21(3), 973-999. doi: doi.org/10.14488/1676-1901.v21i3.4345.

Eleutério, L. H. S. (2016). Potencial do Geopark Araripe como estratégia de geoconservação e manutenção da biodiversidade na região do Cariri, Ceará. Vitória de Santo Antão: Universidade Federal do Pernambuco. (Dissert. mestrado). URL: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/25669. Acesso 19.10.2022.

Ferreira, J. C. V., Praxedes, B. D. A. C., Chaves, M. S., & Lima, Z. M. C. (2016). Atividade de campo e o ensino de Geografia física: uma proposta de roteiro científico para a chapada do Araripe, Ceará, NE do Brasil. Sociedade e Território, 28 (1),174-192. doi: 10.21680/2177-8396.2016v28n1ID7733.

Figueiró, A., Motta, V., Brunhauser, T., Ventura, H., & Cechin, D. (2019). A produção de materiais geoeducativos na proposta do Geoparque Quarta Colônia, RS. Physis Terrae, 1(2), 171-184. doi: 10.21814/physisterrae.2274.

Fioreze, S. G., Basso, C., Uliana, G. C., Da Cas, M. R. D., Lopes, L. F. D., & Richards, N. S. P. S. (2021). Diagnóstico referente ao conhecimento dos principais atores sociais envolvidos no Geoparque da Quarta Colônia Aspirante UNESCO. Research, Society and Development, 10(16), 1-15. doi: 10.33448/rsd-v10i16.23234.

Freitas, I. N. (2019). Projeto Geoparque Seridó: um estudo das práticas turísticas como propulsor para o desenvolvimento local. Natal: Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. (Dissert. Mestrado). URL: https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/27673/1/ProjetoGeoparqueserid%c3%b3_Freitas_2019.pdf. Acesso 21.10.2022.

Generino, M. E. M., Magalhães, C. J. S., Furtado, E. M. I., Martins, A. A., & Moura, D. S. (2021). Geopark Araripe e inclusão social: um levantamento bibliográfico. Revista de Extensão da URCA, 1(1), 252-257. URL: http://revistas.urca.br/index.php/reu/article/view/49. Acesso 19.12.2022.

Gomes, C. S. C. D. Nascimento, M. A. L. & Medeiros, C. A. F. (2018). Geoparque Seridó, RN: Avaliação dos seus geossítios com base nas categorias de valor intrínseco, científico, turístico e de uso/gestão. Turismo - Visão e Ação, 20(3), 361-374. doi: 10.14210/rtva.v20n3.p361-374.

Gray, M. (2008). Geodiversity: developing the paradigm. In: Riches, P. (2008). Proceedings of the Geologists' Association, 119(3-4), 287-298. doi: 10.1016/S0016-7878(08)80307-0.

Gray, M. (2011). Other nature: geodiversity and geosystem services. Environmental Conservation, 38 (3), 271 - 274. doi: 10.1017/S0376892911000117.

Henriques, M. H., Castro, A. R. S. F., Félix, Y. R., & Carvalho, I.S. (2020). Promoting sustainability in a low density territory through geoheritage: Casa da Pedra case-study (Araripe Geopark, NE Brazil). Resources Policy, 67, 1-11. doi: 10.1016/j.resourpol.2020.101684.

Herrera-Franco, G. Montalván-Burbano, N. Carrión-Mero, P. Jaya-Montalvo, M. & Gurumendi-Noriega, M. (2021). Worldwide Research on Geoparks through Bibliometric Analysis. Sustainability, 13(1175), 1-32. doi: 10.3390/su13031175.

Leite, M. J. F., Mendonça, F. J. S. F., Tavares, F. R. M., Cabral, N. R. A. J., & Maia, E. A. (2021). Geoprodutos em comunidades turísticas para o desenvolvimento sustentável e empreendedorismo social: um estudo de caso. Revista Produção Online. 21(3), 913-929. doi: 10.14488/1676-1901.v21i3.4346.

Lopes, L. S. O., Araujo, J. L., & Castro, A. J. F. (2011). Geoturismo: Estratégia de Geoconservação e de Desenvolvimento Local. Caderno de Geografia, 21(35), 1-11. URL: http://periodicos.pucminas.br/index.php/geografia/article/view/2069. Acesso 19.12.2022.

Macedo, J. A., & Pinheiro, D. R. C. (2014). O Geoparque Araripe e o seu impacto no desenvolvimento local da comunidade Riacho Meio: Barbalha, Ceará, Brasil. Geografia Ensino & Pesquisa, 18(2), 145-162. doi: 10.5902/2236499412861.

Mansur, K. L. (2009). Projetos educacionais para a popularização das geociências e para a geoconservação. Geol. USP, Publ. espec., 5, 63-74. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v5i0p63-74.

Mansur, K. L., Rocha, A. J. D., Pedreira, A., Schobbenhaus, C., Salamuni, E., Erthal, F. C., … & Ribeiro, R. R. (2013). Iniciativas institucionais de valorização do patrimônio geológico do Brasil. Boletim Paranaense de Geociências, 70, 1-27. doi: 10.5380/geo.v70i0.31729.

Medeiros, J. L., Nascimento, M. A. L., & Perinotto, A. R. C. (2017). Práticas turísticas por meio da análise da dimensão ambiental em geossítios do Projeto Geoparque Seridó(RN). Revista Brasileira de Ecoturismo, 10(3), 552-578. doi: 10.34024/rbecotur.2017.v10.6597.

Meira, S. A., Nascimento, M. A. L., Medeiros, J. L., & Silva, E. V. (2019). Aportes teóricos e práticos na valorização do geopatrimônio: estudo sobre o projeto Geoparque Seridó (RN). Caminhos de Geografia, 20 (71), 384-403. doi: 10.14393/RCG207145790.

Mendonça, F. J. S. F., Leite, M. J. F., & Duarte, A. K. G. (2021). Classificação e certificação de geoprodutos para o estímulo ao empreendedorismo nas comunidades do Araripe Geopark mundial da UNESCO. Revista de Extensão da URCA. 2(1),.443-449. URL: http://revistas.urca.br/index.php/reu/article/view/36. Acesso 19.12.2022.

Mochiutti, N. F. Guimarães, G. B. Moreira, J. C. Lima, F. F. & Freitas, F. I. (2012). Os Valores da Geodiversidade: Geossítios do Geopark Araripe/CE. Anuário do Instituto de Geociências UFRJ, 35(1), 173-189. doi: 10.11137/2012_1_173_189.

Modica, R. (2009). As Redes Europeia e Global dos Geoparques (EGN e GGN): Proteção do Patrimônio Geológico, Oportunidade de Desenvolvimento Local e Colaboração Entre Territórios. Geol. USP, Publ. espec., 5(1), 17-26. Acesso 18.10.2022. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v5i0p17-26.

Mothé, C. G. Mothé Filho, H. F. & Lima, R. J. C. (2008). Thermal study of the fossilization processes of the extinct fishes in Araripe Geopark. Journal of Thermal Analysis and Calorimetry, 93(1), 101-104. doi: 10.1007/s10973-007-8806-0.

Moura Fé, M.M., Nascimento, R. L., Cardoso, M. A. A., Silva, J, L., & Pinheiro, M. V. A. (2018). Diagnóstico da relação entre a comunidade e o Geopark Araripe: geossítios colina do Horto e Pontal da Santa Cruz, Região Metropolitana do Cariri (RMC), Ceará. Ciência e Sustentabilidade, 4(2), 69-93. doi: 10.33809/2447-4606.42201869-93.

Nascimento, M. (2018). Geoparque Seridó (RN) e suas feições Geomorfológicas. Revista de Geografia (Recife). 35(4), 394-411. doi: 10.51359/2238-6211.2018.238238.

Nascimento, M. A. L. Silva, M. L. N. & Moura-Fé, M. M. (2020). Os serviços ecossistêmicos em Geossítios do Geoparque Araripe (CE), Nordeste do Brasil. Anuário do Instituto de Geociências UFRJ, 43(4), 119-132. doi: 10.11137/2020_4_119_132.

Nunes, L. H. M. N., & Pioker-Hara, F. C. (2018). Detetive paleontológico: o destino dos fósseis de plantas do Geopark Araripe como ferramenta para o ensino das Geociências. Terræ Didatica, 14(1), 5-14. doi: 10.20396/td.v14i1.8652039.

Pereira Jr, S., Gomes, P. F., Bondan, J. R., & Beltrão, L. M. V. (2019). Recursos didáticos como estratégia de geoeducação: um meio para fomentar o geoturismo no projeto Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul. Applied Tourism, 4(2), 01-10. doi: 10.14210/at.v4n2p01-10.

Rosa, T. R, da, Rocha, I. O., & Marimon, M. P. C. (2015). Considerações sobre a proposta de planejamento regional no extremo sul de Santa Catarina: Projeto Geoparque Caminho dos Cânions do Sul. Revista Brasileira de Planejamento e Desenvolvimento, 4(2), 148-167. doi: 10.3895/rbpd.v4n2.3307.

Saldanha, D. S., Medeiros, M. S., Santos, N. M., & Costa, D. F. S. (2019). Patrimônio natural e educação ambiental: travessias entre a ciência e o ensino. Revista da Casa da Geografia de Sobral, 21(2), 1154-1164. doi: 10.35701/rcgs.v21n2.549.

Santos, Y. R. F. (2021). Cartografia geomorfológica de detalhe aplicada ao geopatrimônio: geomorfossítios do Projeto Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul, SC/RS. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. (Dissert. mestrado). URL: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/227002 Acesso 21.10.2022

Schobbenhaus, C. & Silva, C. R. (2012). Geoparques do Brasil: Propostas. Rio de Janeiro: CPRM. 748p.

Silva, M. L. N. (2018). Serviços ecossistêmicos e índices de Geodiversidade como suporte da geoconservação no Geoparque Seridó. Rio de Janeiro: Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Dissert. mestrado). URL: http://Geoparqueserido.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Silva-2018-Servicos-Ecossistemicos-e-Indices-de-Geodiversidade-como-Suporte-da-Geoconservacao-no-Geoparque-Serido.pdf Acesso 19.12.2022.

Silva, M, L, N. Nascimento, M. A. L. & Mansur, K. L. (2019a). Quantitative Assessments of Geodiversity in the Area of the Seridó Geopark Project, Northeast Brazil: Grid and Centroid Analysis. Geoheritage, 11, 1177-1186. doi: 10.1007/s12371-019-00368-z.

Silva, M, L, N. Nascimento, M. A. L. & Mansur, K. L. (2019b). Principais ameaças à geodiversidade identificadas no território Projeto Geoparque Seridó. Holos, 1, 1-16. doi: 10.15628/holos.2019.7957.

Silva, M. L. N.; Nascimento, M. A. L.; Mansur, K. L.; & Medeiros, G. L. D. (2019). Uso de fotogrametria digital na elaboração de modelos tridimensionais com aplicação em geoconservação e educação. Terræ Didatica, 15, 1-9, doi: 10.20396/td.v15i0.8655364.

Silva, M. L. N., Nascimento, M. A. L., & Mansur, K. L. (2020). Geoprocessamento aplicado à avaliação quantitativa da geodiversidade na área do Geoparque Aspirante Seridó, RN. Geociências, 39(3), 727-737. doi:10.5016/geociencias.v39i03.14355.

Silva, T. A. S., Silva, C. P. A., e, & Nunes, L. H. M. N. (2021). A paisagem no Geopark Aspirante Seridó: roteiro educativo na perspectiva inclusiva à Pessoa com Deficiência. Terræ Didatica, 17(Publ. Contínua), 1-10, doi:10.20396/td.v17i00.8664047.

Silveira, A. C. Silva, A. C., Cabral, N. R. A. J., & Schiavetti, A. (2012). Análise de efetividade de manejo do Geopark Araripe - Estado do Ceará. Geociências, 31 (1), 117-128. URL: https://ppegeo.igc.usp.br/index.php/GEOSP/article/view/7247. Acesso 25.10.2022.

Slater, C. (2011). Geoparks and Geostories: Ideas of Nature Underlying the UNESCO Araripe Basin Project and Contemporary “Folk” Narratives.Latin American Research Review, 46, 159-183. doi: 10.1353/lar.2011.0037.

Soares, R. C. (2019). Geoturismo no Geopark Araripe CE, Brasil: comunidade e desenvolvimento territorial. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará. (Tese Dout.). URL: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/50392. Acesso 21.10.2022.

Stoffelen, A. (2019). Where is the community in geoparks? A systematic literature review and call for attention to the societal embedding of geoparks. Area, 52(1), 97-104. doi: 10.1111/area.12549.

Sung, C. L., Beltrão, L. M. V., Melo, M. D., Silva, D. J., & Cristiano, S. C. (2019). O processo de governança na construção do Projeto de Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul -Brasil. Caderno de Geografia, 29 (59), 1042-1063. doi:10.5752/P.2318-2962.2019v29n59p1042.

Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. UNESCO. (2022). Geociências e Geoparques Mundiais da UNESCO. UNESCO. URL: https://pt.unesco.org/fieldoffice/brasilia/expertise/earth-science-geoparks. Acesso 26.10.2022.

Vilas-Boas, M., Brilha, J. B., & Lima, F. F. (2013). Conservação do patrimônio paleontológico do Geopark Araripe (Brasil): enquadramento, estratégias e condicionantes. Boletim Paranaense de Geociências, 70, 156-165. doi: 10.5380/geo.v70i0.31418.

Ziemann, D. R. & Figueiró, A. S. (2017a). Diagnóstico do risco de degradação dos geossítios de interesse paleontológico em geossítios da Quarta Colônia (RS). OKARA: Geografia em debate, 11(2), 237-261. doi: 10.22478/ufpb.1982-3878.2017v11n2.35577.

Ziemann, D. R. & Figueiró, A. S. (2017b). Avaliação do Potencial Geoturístico no Território da Proposta Geoparque Quarta Colônia. Revista do Departamento de Geografia, 34, 137-149. doi: 10.11606/rdg.v34i0.135156.

Zouros, N. (2004). The European Geoparks Network. Geological heritage protection and local development. Episodes, 27(3), 165-171. doi: 10.18814/epiiugs/2004/v27i3/002.

Zouros, N. (2007). Geomorphosite assessment and management in protected areas of Greece case study of the Lesvos Island coastal geomorphosites. Geographica Helvetica, 62(3), 169-180. doi: 10.5194/gh-62-169-2007.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Terrae Didatica

Downloads

Não há dados estatísticos.