Banner Portal
Atividade, linguagem e trabalho: oposições conceituais na teoria da atividade
PDF

Como Citar

MARTINS, Carla Macedo. Atividade, linguagem e trabalho: oposições conceituais na teoria da atividade. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 43, n. 1, 2012. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8639390. Acesso em: 13 jun. 2024.

Resumo

This paper examines, in the textual production of the so-called Activity Theory (from Charles Goodwin, Yrjö Engeström, Reijo Miettinen e Michael Cole), the theoretical and methodological dispute between marxism and postmodern trends, concerning the notions of activity, language and labour. The paper analyses polyphonic and discoursive-ideological effects in the mentioned production, pointing out an attenpt to sweep marxism away from Vigotski, Luria e Leontev. Also, the paper discusses the consequences to language and labour studies.
PDF

O periódico Trabalhos em Linguística Aplicada utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Trabalhos de Linguística Aplicada, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.