A LEITURA NA LÍNGUA ESTRANGEIRA: UMA PROPOSTA DE ENSINO DE LEITURA E DISCURSO

Autores

  • Enio Oliveira

Resumo

Neste artigo, refletimos sobre algumas práticas de ensino de leitura em aula de língua estrangeira. Temos como pressuposto que, para que faça sentido para o aluno, o processo de ensino/aprendizado de uma língua estrangeira deve considerar que uma língua não é aprendida somente pelo estudo de sua estrutura, ou seja, o aluno nunca se inscreverá na ordem do dizer de uma língua estrangeira somente pelo estudo da estrutura desta língua. Os professores devem considerar que, ao aprenderem uma língua, os alunos se inserem em um discurso, dado o fato de haver juntamente com as estruturas da língua, os funcionamentos discursivos. Para desenvolver tais reflexões, basear-nos-emos nos pressupostos teóricos da Análise de Discurso de linhas francesa e brasileira e teremos como corpus de análise quatro textos em inglês que se referem aos rios estadunidenses Colúmbia e Snake. Embora se refiram ao mesmo objeto referencial, esses quatro textos guardam suas diferenças na forma e maneira como significam os rios. Analisaremos os funcionamentos lingüísticos e discursivos desses quatro textos utilizados em algumas de nossas aulas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-10-17

Como Citar

OLIVEIRA, E. A LEITURA NA LÍNGUA ESTRANGEIRA: UMA PROPOSTA DE ENSINO DE LEITURA E DISCURSO. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 46, n. 2, 2011. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8639451. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos