Banner Portal
Autoria indígena em quinze anos de cartas
PDF

Palavras-chave

cartas
povos indígenas
autoria

Como Citar

COSTA, Suzane Lima; XUCURU KARIRI, Rafael. Autoria indígena em quinze anos de cartas. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 57, n. 3, p. 1364–1376, 2018. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8653565. Acesso em: 22 jun. 2024.

Resumo

São muitas as pesquisas que analisam cartas sobre os povos indígenas para uma compreensão crítica da história política e literária do Brasil. Nessas análises, as epístolas são tratadas como valorosos arquivos dos processos de criação dos seus autores, testemunhos de notórias situações identitárias e políticas e/ou documentos históricos/biográficos fundamentais para entendermos a nossa história. Todavia, há uma lacuna significativa nessas pesquisas e abordagens quando o indígena se torna o remetente das cartas, o autor desse tipo de texto, ou seja, quando a biografia, o testemunho ou o documento histórico foi produzido pelo próprio índio. Em 2013, elaboramos o projeto As cartas dos povos indígenas ao Brasil, tanto para discutir essa lacuna, quanto para criarmos o primeiro arquivo virtual e físico dessas correspondências - fundamentais hoje para apresentação de uma outra versão do Brasil, narrada e criada pela autoria dos povos indígenas. Neste artigo, analisaremos as especificidades de algumas dessas correspondências, discutindo a carta como suporte utilizado pelos indígenas para uma conversação com o Brasil, o próprio Brasil enquanto destinatário dessas correspondências e os modos de construção da autoria coletiva entre os indígenas.

PDF

Referências

BARTHES, R. (2008). O prazer do texto. 4. ed. Tradução J. Guinsburgl. São Paulo: Perspectiva.

BRAZ, A. (2011). Collaborative Authorship and Indigenous Literatures. CLCWeb: Comparative Literature and Culture. West Lafayette, v.13, n.2, p. 2-10.

AUTORA, 2018.

FOUCAULT, M. (2004). Escrita de si. In: Ética, sexualidade, política. Tradução Elisa Monteiro, Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de janeiro: Forense Universitária.

KAIOWA. (2011). Carta do Povo Kaiowá e Guarani à Dilma Vana Rousseff, Presiden-ta do Brasil entre os anos de 2011 a 2016. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/noticias/40380-carta-do-povo-kaiowa-e-guarani-a-Presidenta-dilma-rousseff->. Acesso em: 7 set. 2016.

KRUPAT, A. (1989). For Those Who Come After: a study of native american autobio-graphy, University of California Press.

LEJEUNE, P. (2008). O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. Trad. Jovita G. Noronha e Maria Inês C. Guedes. 1. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

MÃES TERENA. (2013). Carta das mães Terena à mãe da nação Dilma Roussef. Dis-ponível em: <http://odescortinardaamazonia.blogspot.com.br/2013/06/carta-das-maes-terena-de-mato-grosso-do.html>. Acesso em: 9 set. 2016.

MAIOR, P. S. (1913). Fastos Pernambucanos. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional.

MUNDURUKU. (2014). I carta da autodemarcação do território Daje Kapap Eypi. Disponível em: <https://autodemarcacaonotapajos.wordpress.com/category/cartas/page/2/>. Acesso em: 03 out. 2016.

POUSTIE, S. (2010). Re-Theorising Letters and ‘Letterness’, Olive Schreiner Letters Project Working Papers on Letters, Letterness & Epistolary Networks, v. 1, p. 1-50.

POVOS INDÍGENAS DO BRASIL. (2005). Lula, a omissão vence a esperança! Dis-ponível em: <http://www.cimi.org.br/site/pt-br/?system=news&action=read&id=969>. Acesso em: 28 ago. 2016.

SOUZA, L. M. T. M. (2006). Uma outra história, a escrita indígena no Brasil. In: RI-CARDO, B.; RICAROD, F. (Orgs.). Povos indígenas no Brasil: 2001 – 2005. São Pau-lo: Instituto Socioambiental.

STAFFORD, J. (2016). Colonial Literature and the Native Author: indigeneity and em-pire. Gewerbestrasse: Palgrave Macmillan.

STANLEY, L. (2015). The Death of the Letter? Epistolary Intent, Letterness and the Many Ends of Letter-Writing. SAGE journals, v. 9, n. 2, p. 240-255.

XAVANTE; MEHINAKU (2000). Carta entregue ao então Presidente Fernando Hen-rique Cardoso. Disponível em: <http://brazil.indymedia.org/content/2004/01/272987.shtml>. Acesso em: 16 ago. 2016.

YANOMAMI. (2003). Yanomami do Demini dirigem-se ao novo governo. Carta envia-da ao Presidente Luís Inácio Lula da Silva. Disponível em: < http://www.proyanomami.org.br/v0904/index.asp?pag=noticia&id=1442>. Acesso em: 15 jul. 2017.

______. (2003). Carta dos Yanomami aos Presidenciáveis. Disponível em: <http://www.proyanomami.org.br/v0904/index.asp?pag=noticia&id=1389>. Acesso em: 12 out. 2017.

O periódico Trabalhos em Linguística Aplicada utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Trabalhos de Linguística Aplicada, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.